sexta-feira, 19 de março de 2021

Lição 13 - Uma serva de coragem

  















Lição 13 - Uma serva de Coragem

Ponto de Partida
Devemos viver uma vida com sabedoria.


Texto Áureo
"E disse Ester: Se bem parecer ao rei, venha o rei e Hamã hoje ao banquete que lhe tenho preparado" (Ester 5.4)

Verdade Aplicada
A vida de Ester nos ensina e nos incentiva a viver uma vida com sabedoria.

Texto de Referência
Ester 2.8,10,16,17
8 - Sucedeu, pois, que, divulgando-se o mandado do rei e a sua lei e ajuntando-se muitas moças na fortaleza de Susã, debaixo da mão de Hegai, também levaram Ester à casa do rei, debaixo da mão de Hegai, guarda das mulheres.
10 - Ester, porém, não declarou o seu povo e a sua parentela, porque Mardoqueu lhe tinha ordenado que o não declarasse.
16 - Assim, foi levada Ester ao rei Assuero, à sua casa real, no décimo mês, que é o mês de tebete, no sétimo ano do seu reinado.
17 - E o rei amou a Ester mais do que a todas as mulheres, e ela alcançou perante ele graça e benevolência mais do que todas as virgens; e pôs a coroa real na sua cabeça, e a fez rainha em lugar de Vasti. 


Objetivos da Lição
- Apresentar a beleza do caráter de Ester
- Expor que Deus se alegra da humildade de Seus servos
- Ensinar que Ester era uma mulher virtuosa

Introdução
Ester, mesmo em terra estranha, demonstrou que possuía um sólido sistema de crenças e valores refletidos ao lidar com diversas situações. Que possamos aprender com Ester a termos uma conduta de fé, vivendo não de acordo com o mundo, mas de acordo com a vontade de Deus. Nesta introdução é importante dizer que as atitudes de Ester nos impulsiona a atentarmos à recomendação do apostolo Paulo:
12.2 ... ‘e não vos conformeis com este mundo’. A que se refere? A palavra mundo no grego é kosmos, que significa: ordem de coisas; sistema. [...]Porém, o conselho de Paulo: ‘É não vos conformeis com este mundo’ significa não entrar na forma do mundo, mas na forma de Deus. A forma do mundo é o sistema espiritual satânico que domina o mundo das criaturas humanas” (CABRAL, Elienai. Romanos: O Evangelho da Justiça. 8ª Edição. RJ: CPAD, 2005, p.135).

1 - Ester, um exemplo a ser seguido
Na igreja de Cristo, tem lugar para todos. Deus permitiu que diversas mulheres fossem mencionadas em Sua Palavra, para que pudéssemos aprender que Ele não opera somente por intervenção dos homens. Ester é um grande exemplo de como Deus usa mulheres para demonstrar Seu poder. A mulher sempre teve um papel importante na expansão do Reino de Deus.
“É importante reconhecer que quando Deus criou a humanidade, quando fez os seres humanos à sua imagem, Ele os criou macho e fêmea (Gn 1.27), e não ‘um ou outro’. Portanto, a imagem de Deus aparece tanto no homem (o macho) quanto na mulher (a fêmea), e as características peculiares de cada sexo são completamente necessárias para espelhar a natureza de Deus. A própria palavra ishsha para ‘mulher’ sugere as suas sensibilidades e dons especiais dados por Deus no campo emocional. Estas características servem para realçar a humanidade. A mulher possui uma sensibilidade especial para as necessidades humanas que lhe permitem entender intuitivamente as situações e os sentimentos das outras pessoas” (Dicionário Bíblico Wycliffe. 1ª Edição. RJ: CPAD, 2006, p.1312).

1.1 - A Relevância da Beleza Interior
Um servo admirável na presença de Deus chama a atenção, não é mesmo? Entretanto, a verdadeira beleza é a interior. A formosura de Ester encantou o guarda das mulheres, mais do que as outras. Destaque que a presença de Deus na vida de Ester era o diferencial: 
O perigo da vaidade.Dentro da cultura pagã havia uma preocupação excessiva com a aparência exterior. As mulheres se valiam de vários adornos e adereços, fabricados com pedras e metais preciosos, com o propósito de seduzir os homens. Contrário a esse modelo, Pedro orienta as servas de Deus a agirem de maneira diferente: “O enfeite delas não seja o exterior, no frisado dos cabelos, no uso de joias de ouro, na compostura de vestes” (1Pe3.3). A advertência é contra a conduta vaidosa, a valorização excessiva da aparência exterior. Os dicionários definem vaidade como a ostentação das próprias características pessoais, e também como a qualidade do que é vão, inútil, sem valor. Eis o motivo pelo qual as Escrituras insistentemente exortam contra este pecado (Sl 24.4; Jó 15.31; Jr 51.18). (Revista jovem, CPAD, 3º trim. 2019)
 
1.2 - Ester, uma História de Sucesso
Vale a pena enfatizar que Deus tem promessas para aqueles que são fieis, foi o caso de Ester. Se Deus tem promessas em sua vida, creia que Ele cumprirá. Não deixe que os “Hamãs” da vida venham impedir sua trajetória e amedrontá-lo. Para que a história de Ester tivesse sucesso, ela precisou da ajuda imprescindível do Senhor.

Subsídio do Professor: Você já escutou “Deus tem um propósito para sua vida”? Possivelmente, sim. Entretanto, pode ser que você não tenha percebido ou confiado na verdade que há nessa frase. Ester acreditou nesta promessa e deixou o Espírito lhe conduzir pelo caminho da graça. Os filhos de Deus devem ser guiados pelo Espírito de Deus [Rm 8.14]. Quando nos tornamos filhos de Deus, o Espírito Santo passa a testemunhar com o nosso espírito que somos filhos de Deus. Quantas ocasiões na nossa vida que não nos deixamos ser conduzidos por Deus, perdendo oportunidades de nos relacionarmos de uma maneira íntima com Ele. Ester ao descobrir este amor pôde ser usada por Ele em sabedoria e virtude para salvar o seu povo.

1.3 - Fazendo a diferença no mundo 
Deparamo-nos na Bíblia com padrões admiráveis de mulheres que fizeram toda diferença em épocas nada favoráveis a elas: Maria Madalena, Ana, Joquebede, Débora, Rute, Abigail e Maria, mãe de Jesus, entre outras.

Enfatize que Deus continua usando mulheres em sua obra: “A participação das mulheres na excursão missionária revela como era o ministério revolucionário de Jesus. Nos seus dias os rabinhos se recusavam ensinar as mulheres e lhes atribuía um lugar inferior. Por exemplo, só os homens tinham permissão de participar plenamente nos cultos da sinagoga. Mas Jesus trata as mulheres como pessoas e lhes dá as boas-vindas na comunhão. Elas têm acesso igual à graça e salvação, e muitas mulheres se tornam suas seguidoras. Entre elas estão as mulheres com recursos financeiros, que auxiliam Jesus dando de suas possessões para sustentar a Ele e seus discípulos” (Comentário Bíblico Pentecostal Novo Testamento. Volume 1. 1ª Edição. RJ: CPAD, p.363).

2 - Coragem para ser Diferente
Ester mostrou-se ser uma mulher de coragem. Cada um de nós tem uma reação em relação aos obstáculos que surgem em nossa caminhada. Ester mostrou ser diferente de muitos. Quando tudo dizia que não tinha jeito, ela acreditou que a solução estava em Deus. Ela nos ensina a não murmurar, a não fugir da prova, indicando-nos que necessitamos estar aos pés do Senhor em todo o tempo, mesmo em meio aos infortúnios. Deixa-nos um legado: quando você não puder fazer mais nada, então Deus pode.

2.1 - Deus deve estar no Centro de nossa Vida
Existem períodos em nossa vida em que temos a percepção de estarmos em algum lugar não apropriado. Ester entendeu muito bem esse sentimento. Durante toda a sua vida, ela se sentiu como uma forasteira, como alguém fora do lugar. [...]Através da história de Ester, somos encorajados a estar no centro da vontade de Deus [Rm 12.2]. 
“E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus”. Rm 12.2
"Pelo que não sejais insensatos, mas entendei qual seja a vontade do Senhor," (Efésios 5.17)
Explique para os alunos que estar no centro da vontade de Deus custa um preço muito alto, mas devemos estar disposto a paga-lo, vale a pena.
Alem de Ester podemos citar a vida de Abraão que priorizava fazer a vontade de Deus.

“Todos sabemos que existem consequências para as ações que praticamos. O que fazemos pode desencadear uma série de acontecimentos que talvez perdurem até muito tempo após a nossa morte. Infelizmente, quando tomamos uma decisão, a maioria de nós pensa somente nas consequências imediatas. Este engano é cometido com frequência pelo fato de termos um período de vida relativamente curto. Abraão teve uma escolha a fazer. Sua decisão consistia em partir com a família e os pertences para terras desconhecidas ou permanecer exatamente onde estava. Ele precisava decidir entre a segurança do que possuía e a incerteza de viajar sob a direção de Deus. Tudo com que ele contava para prosseguir era a promessa de que Deus iria guiá-lo e abençoá-lo. Abraão dificilmente poderia imaginar quanto o futuro dependia de sua decisão, mas sua obediência afetou a história do mundo inteiro. A resolução firme de obedecer e seguir a Deus resultou no desenvolvimento da nação que seria usada por Deus ao visitar Ele próprio a terra. Quando Jesus Cristo veio ao mundo, a promessa de Deus foi cumprida; através de Abraão o mundo inteiro foi abençoado” (Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal. RJ: CPAD, 1995. p.31).

2.2 - Devemos ser Fortes
Ester nos instrui que não devemos nos amedrontar perante os desafios da vida cristã. Sua história nos faz entender que Deus está disposto a abençoar a todos que o servem. A ordem para se esforçar e não perder o ânimo é constante nas Sagradas Escrituras.

“Fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder” (v.10b).
Jesus disse certa vez: “sem mim nada podereis fazer” (Jo 15.5). Paulo empregou a voz passiva para “fortalecei-vos”. Isso mostra que não se trata meramente de esforço humano, mas da completa dependência do Senhor Jesus. A expressão “força do seu poder” é um enérgico pleonasmo (figura de sintaxe pela qual se repete uma ideia com outras palavras para proporcionar elegância ou reforço à expressão), usado aqui para reforçar a magnitude do poder de Jesus. Esse poder provém do Espírito Santo (Ef 3.16); é a atuação da Trindade na vida da Igreja. 
((Revista CPAD, 1º trim. 2019)

2.3 - Não tenha medo de Sonhar
Todos nós temos sonhos. Mas nos surpreendemos com a quantidade de pessoas que limitam os próprios sonhos. Tornar os sonhos realidade é a aspiração de todo ser humano.

“a busca e o pensamento” professor ensine com seu coração e alma, que cada servo de Deus deve focar na pátria celeste, devemos sonhar com ela, esperar até que venha o que é perfeito e possamos pisar nas ruas de ouro e beber do rio da água viva que brota do Trono de Deus. - “o que diferencia...ímpio”, atualmente tantos crentes tem deixado de esperar a pátria celeste que estão cada vez mais parecidos com os ímpios. (Revista: Central Gospel, 2013) 

Você está buscando as coisas de cima? “Já que fostes ressuscitados com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à direita de Deus” (Cl 3.1)

“Buscai” – A idéia é “procurar”.

Uma atividade contínua e habitual, como resultado da obra espiritual. Quem foi transformado deve seguir este caminho, fixando sua atenção em tudo que está ligado a Cristo (Mt 6.33). 

“De cima” – Significa: “as coisas do alto”. A Igreja tão ameaçada em Colossos precisava manter seus olhos nas coisas do alto. Paulo combate claramente a visão terrena dos falsos mestres, que era passageira, mostrando a importância de fixar nossa mente onde Jesus está(Fonte: Revista Palavra e Vida, 2018) 

3 - Uma Mulher Virtuosa
Como uma serva obediente, Ester agiu de maneira correta em todos os momentos. Ela espalhava a fragrância do Espírito Santo através de sua vida. 

3.1 - Uma Bravura Admirável
A vida de Ester foi um exemplo de que a bravura é mais admirável que o medo. Ester foi uma serva fiel, a serviço de Deus mesmo diante dos obstáculos que a vida lhe proporcionou. A história da rainha Ester é apenas uma dentre tantas outras histórias encontradas na Bíblia, a qual nos dá a confiança de que, se nos humilharmos, orarmos e jejuarmos, Deus escuta o nosso bramido e transforma a nossa história. Através da vida de Ester temos a certeza de que Deus nos faz prevalecer diante das lutas diárias. Permanecer em Cristo é a certeza da vitória nas lutas de cada dia: “Se te mostrares frouxo no dia da angústia, a tua força será pequena.” (Pv 24:10)

Davi é um exemplo notável de como devemos agir diante dos gigantes que aparecem em nossa vida. Davi não ficou olhando o tamanho do gigante, mas olhou para o tamanho de seu Deus [1 Sm 17.48].

3.2- Uma Serva Virtuosa
Um servo virtuoso guarda a sua língua do mal, ele sabe guardar segredo. A virtude da prudência na vida de Ester se revelou em não declarar, a princípio, a sua fé e a sua origem. Ester dizia somente o indispensável, sempre controlada, buscava conviver bem e sabia que aquele segredo fazia parte de um propósito de Deus para a sua vida. Na Bíblia, nossa língua é chamada de “mundo de iniquidade”…contamina todo o corpo…” [Tg 3.6]. Uma língua que não está sob a autoridade do Espírito Santo invalida qualquer ministério espiritual [Tg 1.26].

"Porque todos tropeçamos em muitas coisas. Se alguém não tropeça em palavra, o tal varão é perfeito e poderoso para também refrear todo o corpo" (Tg 3.2).

[...] A principal preocupação de Tiago é com o poder destrutivo da língua, e isto produz uma das mais provocantes declarações: ‘Vede como uma fagulha põe em brasa tão grande selva! Ora, a língua é fogo; é mundo de iniquidade; a língua está situada entre os membros de nosso corpo e contamina o corpo inteiro e não só contamina e não só põe em chamas toda a carreira da existência humana, como é posta ela mesma em chamas pelo inferno’ (vv.5,6)” (HUGHES, R. K. Disciplinas do Homem Cristão. 3 ed., RJ: CPAD, 2004, pp.126-27).

As nossas palavras revelam muito do que somos, pois a boca fala do que o coração está cheio.

3.3- O Senhor muda Situações
Ester nos ensina que o comportamento do cristão se baseia num encontro pessoal com Deus. Aprendemos que para Deus nada é impossível [Lc 1.37]. Ester apresenta que, mesmo diante de circunstâncias adversas, o Senhor pode mudar o rumo da história. A vontade de Deus é que todos os Seus servos se tornem irrepreensíveis e sinceros no meio de uma geração corrompida [Fp 2.15]. Esta é a vontade de Deus para todos os seus filhos.

Subsídio do Professor: [...]Nossa confiança não deve estar firmada em nós mesmos, mas em Deus. Por isso nossos olhos devem estar firmemente postos em Cristo Jesus: “O Senhor é bom, uma fortaleza no dia da angústia, e conhece os que confiam nele.” [Na 1.7].

Conclusão
Vimos neste trimestre que Ester e Mardoqueu foram bem-sucedidos diante de tantos desafios por causa da confiança que tinham em Deus. Foi preciso muita fé e coragem para realizar o que eles realizaram. Que Deus levante servos de maneira intrépida para exercerem a liderança debaixo da Sua graça.



    













Nenhum comentário:

Postar um comentário