segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Lição 13 - A perseverança do discípulo de Jesus Cristo

Aula presencial dia 24 de setembro de 2017

Estimado professor,   acredito que já tenha percebido que nosso slide semanal traz uma abordagem completa de todos os pontos abordados na lição. É um resumo da lição fazendo uso de uma metodologia moderna de ensino,  tornando-o mais eficiente e efetivo. Aplica-se ao conteúdo da lição, ilustrações com figuras relacionadas com cada tópico a ser ensinado.  Faça bom uso !  Baixe o Slide, Tenha liberdade de alterá-lo se desejar, Divulgue e Compartilhe.


1 - Identificar a relevância da perseverança;
2 - Sugerir o cultivo de hábitos saudáveis para sermos perseverantes;
3 - Apresentar três atitudes de perseverança.

 Texto Áureo
“E a que caiu em boa terra, esses são os que, ouvindo a palavra, a conservam num coração honesto e bom e dão fruto com perseverança”. (Lucas 8.15)

Verdade Aplicada
Jesus nos chamou para sermos Seus discípulos e nos deu o 
Seu Espírito Santo e a Sua Palavra para sermos perseverantes.
  
Motivo de Oração
                       Ore pelo fortalecimento da fé dos novos convertidos.

Hinos sugeridos.
Antes de Assistir os vídeos, se a radio do site estiver tocando, suba a página até a radio e 
toque no vídeo da musica que estiver tocando para interromper o som.

126 - Bem Aventurança do crente

376 - Vamos Todos Trabalhar

509 - Ao passar o Jordão




 Hebreus 12:1-3 
1 Portanto, nós também, pois, que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo embaraço e o pecado que tão de perto nos rodeia e corramos, com paciência, a carreira que nos está proposta,
2  Olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus.

3  Considerai, pois, aquele, que suportou tais contradições dos pecadores contra si mesmo, para que não enfraqueçais, desfalecendo em vossos ânimos.


Segunda-Feira –  Lucas 8:4-9 
8 : 4 E, ajuntando-se uma grande multidão, e vindo de todas as cidades ter com ele, disse por parábola
8 : 5 Um semeador saiu a semear a sua semente e, quando semeava, caiu alguma junto do caminho, e foi pisada, e as aves do céu a comeram;
8 : 6 E outra caiu sobre pedra e, nascida, secou-se, pois que não tinha umidade;
8 : 7 E outra caiu entre espinhos e crescendo com ela os espinhos, a sufocaram;
8 : 8 E outra caiu em boa terra, e, nascida, produziu fruto, a cento por um. Dizendo ele estas coisas, clamava: Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.
8 : 9 E os seus discípulos o interrogaram, dizendo: Que parábola é esta?

Terça-Feira –  Lucas 8:11 
8 : 11 Esta é, pois, a parábola: A semente é a palavra de Deus;

Quarta-Feira –  Lucas 8:12 
8 : 12 E os que estão junto do caminho, estes são os que ouvem; depois vem o diabo, e tira-lhes do coração a palavra, para que não se salvem, crendo;

Quinta-Feira –  Lucas 8:13 
8 : 13 E os que estão sobre pedra, estes são os que, ouvindo a palavra, a recebem com alegria, mas, como não têm raiz, apenas crêem por algum tempo, e no tempo da tentação se desviam;
  
Sexta-Feira –  Lucas 8:14 
8 : 14 E a que caiu entre espinhos, esses são os que ouviram e, indo pordiante, são sufocados com os cuidados e riquezas e deleites da vida, e não dão fruto com perfeição;

Sábado –   Lucas 8:15 
8 : 15 E a que caiu em boa terra, esses são os que, ouvindo a palavra, a conservam num coração honesto e bom, e dão fruto com perseverança.


IMPORTANTE
Apresento neste BLOG o Esboço da Lição e os comentários como 
professor de EBD em cima do PAE - PLANO DE AULA EXPOSITIVA 
NÃO APRESENTO O CONTEÚDO COMPLETO DIGITALIZADO DAS REVISTAS
TENHA SUA REVISTA EM MÃOS E FAÇA UM BOM ESTUDO !




ESBOÇO DA LIÇÃO
Introdução
1. A importância da perseverança.
2. “A carreira que nos está proposta”.
3. Atitudes de perseverança.
Conclusão
Clique aqui para Visualizar o PAE (Plano de Aula Expositiva) da Editora Betel



                   


TEXTO ÁUREO
“E a que caiu em boa terra, esses são os que, ouvindo a palavra, a conservam num coração honesto e bom e dão fruto com perseverança”. (Lucas 8.15)
A nossa palavra chave é:
 perseverança(latim perseverantia)
 Constância, firmeza, pertinácia.( Dicionário Priberam da Língua Portuguesa)

VERDADE APLICADA
Jesus nos chamou para sermos Seus discípulos e nos deu o Seu Espírito Santo e a Sua Palavra para sermos perseverantes.

INTRODUÇÃO
Encerrando estre trimestre, destacaremos a relevância da perseverança como atributo indispensável para alcançarmos o propósito de Deus: sermos conformes a imagem de Seu Filho para a glória de Deus.

1. A IMPORTÂNCIA DA PERSEVERANÇA.
Após estudarmos o processo de formação do discípulo de Jesus Cristo, veremos agora a importância da perseverança. Não é suficiente iniciar. É preciso ir até o fim (Dn 12.13).
Segundo o Pr. Elienai Cabral o tempo do fim é a ocasião em que Deus fará com que o seu Reino triunfe sobre todos os poderes do mal. Antes que cheguem este dia muitos ficarão pelo caminho,desfalecerão,desanimarão não se manterão perseverantes.
Ninguém, de maneira alguma, vos engane, porque não será assim sem que antes venha a apostasia e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição” (2Ts 2.3).
Apostasia: Abandono ou deserção da fé. (ANDRADE, C. C. Dicionário Teológico. )
Portanto, apostasia é uma atitude daqueles que não perseveram até o fim. (obs.apostasia pode ser da fé ou doutrinaria).

1.1. O que significa ser perseverante?
São diversos textos bíblicos que enfatizam a relevância da perseverança da vida daqueles que estão em comunhão com Deus. São vários os sentidos desta palavra, no grego “Hupomenô”, dependendo do contexto no qual é utilizada: permanecer; suportar; aguentar. Em alguns textos encontramos a palavra paciência (no grego “hupomone”): tolerância; constância; resistir. É um verdadeiro desafio para esta geração. Muitos estão sofrendo com a Síndrome do Pensamento Acelerado ou Síndrome da Resposta Rápida. As pessoas estão com dificuldade de esperar.
No livro de Tiago, por exemplo, temos um texto muito interessante relacionado ao tema, onde o termo paciência denota perseverança...
Sede, pois, irmãos, pacientes até a vinda do Senhor. Eis que o lavrador espera o precioso fruto da terra, aguardando-o com paciência, até que receba a chuva temporã e serôdia.
Sede vós também pacientes, fortalecei o vosso coração, porque já a vinda do Senhor está próxima.(Tg 5.7,8)
1.2. Cultivando hábitos saudáveis.
Por que muitos não perseveram? Alguns por não terem plena consciência do que significa ser discípulo de Jesus. Outros por criarem expectativas, que, não se cumprindo, levam à frustração. Há aqueles que descuidam da vida espiritual e, quando vêm as provações e o “dia mau”, acabam não suportando, pois não cuidaram, antes, de estarem revestidos da armadura de Deus (Ef 6.13). Se cultivarmos hábitos e disciplina espirituais, estaremos contribuindo para a manutenção de nossa saúde espiritual. Se não investirmos tempo em várias práticas devocionais, estaremos indo por um caminho que nos conduzirá ao fracasso espiritual.
Jesus nos deixou bem claro este assunto quando disse:
Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca.(Mt 26.41)
Professor comente com a sua classe que cultivar hábitos saudáveis é estar vigilante, estimule seus alunos retornarem à leitura e meditação na palavra e também terem um momento diário de oração e comunhão com o Senhor, talvez em sua classe haja alguns irmãos novos convertidos que ainda não provaram desses privilégios.
Percebe como é grande a nossa responsabilidade como professor, durante esta semana busque ao Senhor com o propósito de ter vidas edificadas na ministração desta aula.

1.3. É necessário um novo coração.
Ao discursar sobre como as pessoas recebem a Palavra de Deus (Mt 13), Jesus Cristo citou vários tipos de terrenos que receberam a semente: pé do caminho, pedregoso, entre espinhos e boa terra. A que caiu em boa terra, “vingou, cresceu e produziu” (Mc 4.8). O registro de Lucas diz: “E a que caiu em boa terra, esses são os que, ouvindo a palavra, a conservam num coração honesto e bom e dão fruto com perseverança” (Lc 8.15). Notar que o texto sagrado faz menção a um “coração honesto e bom” que conserva a Palavra de Deus. Somente é possível ter um coração assim, disposto e inclinado para a Palavra de Deus, pelo novo nascimento, como estudado em lição anterior. Há muitos que são bons, praticam caridade, são homens honestos, cumpridores de seus deveres, bons cidadãos e outras qualidades mais, contudo não valorizam a Palavra de Deus e não se submetem ao senhorio de Jesus Cristo.
Os quatro tipos de solos
 A semente que caiu à beira da estrada (ao pé do caminho).
Ouvindo alguém a palavra do reino, e não a entendendo, vem o maligno, e arrebata o que foi semeado no seu coração; este é o que foi semeado ao pé do caminho.(Mt. 13:19)
A Semente que Caiu em Solo Pedregoso
O que foi semeado em pedregais é o que ouve a palavra, e logo a recebe com alegria;Mas não tem raiz em si mesmo, antes é de pouca duração; e, chegada a angústi1a e a perseguição, por causa da palavra, logo se ofende;(Mt 13:20,21)
 A Semente Entre os Espinhos
Quanto ao que foi semeado entre os espinhos, este é aquele que ouve a palavra, mas a preocupação desta vida e o engano das riquezas a sufocam, tornando-a infrutífera.(Mt 13:22)
A Semente que Caiu em Boa Terra
Mas, o que foi semeado em boa terra é o que ouve e compreende a palavra; e dá fruto, e um produz cem, outro sessenta, e outro trinta. (Mt 13:23).

2. A CARREIRA QUE NOS ESTÁ PROPOSTA
A “carreira que nos está proposta” (Hb 12.1) inicia com o novo nascimento. Somente assim o ser humano possui um “coração honesto e bom” para receber e guardar a Palavra de Deus.

2.1. A necessidade de priorizar.
Em Lucas 9.57-62, encontramos três pessoas diante do Senhor. Duas lhe disseram: “Senhor, seguir-te-ei”; e a outra, disse Jesus: “Segue-me”. Estiveram frente a frente com Jesus, foram impulsionadas a seguí-Lo. Será que o primeiro prosseguiu, após as palavras do Senhor? Ou será que, ao tomar conhecimento da possibilidade de não contar com as comodidades naturais da vida, desistiu? O segundo foi chamado pelo Senhor, contudo respondeu: “Deixa que primeiro”. O terceiro, parecido com o primeiro, se apresenta, mas verbaliza como o segundo: “deixa-me despedir primeiro”.
Professor, neste tópico seria interessante enfatizar que para seguir Jesus é necessário ter vontade, Jesus nunca obrigou alguém segui-lo.
Jesus respeita a vontade da pessoa, e essa é uma das mais impressionantes características do seu relacionamento com o homem. Em sua pregação ele disse: “Se alguém quer vir após mim...” (Lc 9.23a). Ele não impôs sua vontade sobre os sentimentos dos pecadores. Nas Escrituras vemos esse traço da sua personalidade. Numa festa, em Jerusalém, dentro do templo, Ele disse: “Se alguém tem sede, que venha a mim e beba” (Jo 7.37). Na carta à igreja de Laodiceia, Jesus escreveu: “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e com ele cearei, e ele, comigo” (Ap 3.20) [Grifo nosso]. Jesus não empurra portas, não força a vontade humana. É preciso segui-lo voluntariamente. (Lições CPAD Jovens e Adultos» 2000 » 2º Trim)

2.2. A pessoa de Jesus, nossa maior motivação.
Interessante notarmos a resposta de Pedro, quando Jesus interpelou aos que ficaram se eles também iriam embora: “Senhor, para quem iremos nós?” (Jo 6.68). Senhor, “Kurios”, em grego, ou seja, Aquele que é e tem a autoridade e o poder de Deus. É importante pontuar que a resposta de Pedro nos faz lembrar que a perseverança do discípulo de Jesus Cristo está fundamentada, inicialmente, na pessoa de Jesus Cristo: Senhor! Porque Ele é o Senhor. Não se fundamenta nos feitos, nas bênçãos, nos projetos pessoais concretizados, na capacidade de entender todos os caminhos de Deus, mas na Pessoa de Jesus Cristo!
Avancemos, “olhando para Jesus, o autor e consumador da fé” (Hb 12.2). Enquanto o apóstolo Pedro olhava para o Senhor, caminhava por sobre águas. Porém, ao desviar os seus olhos de Cristo, começou a ser envolvido pelas ondas daquelas águas (Mt 14.22-33). Portanto, avancemos para grandes vitórias em Deus, olhando somente para Cristo, a nossa eterna e sublime esperança (Cl 1.27; 1 Tm 1.1). (Lições CPAD Jovens e Adultos » 2011 » 3º Trim).

2.3. A Palavra de Deus como fundamentação.
Porque Ele é o Senhor, Suas Palavras são de vida eterna. Jesus Cristo e Sua Palavra são os fundamentos que encontramos neste texto sagrado para a perseverança dos discípulos de Jesus Cristo. Numa época de tanta ênfase em conquistar, “determinar”, alcançar metas pessoais, supervalorização do sucesso financeiro, status, crescimento social e outros mais, é oportuno dar especial destaque às razões da nossa perseverança como discípulos de Jesus Cristo: Sua Pessoa e Sua Palavra!
“Portanto, tal como a Cristo, há uma carreira proposta ao povo de Deus, um alvo as ser alcançado, um caminho a ser percorrido. Jesus Cristo é o príncipe, o Líder e o Aperfeiçoador da fé. AquEle que não se embaraçou com as coisas materiais desta vida, pois contemplava a eternidade, sabendo discernir o valor das coisas que não se viam. Tal deve ser a nossa paciência. A luta de Cristo foi até a morte, e Ele a venceu. Animados por seu exemplo, podemos fazer o mesmo” (Comentário Bíblico Hebreus, CPAD, p.167).  

3. ATITUDES DE PERSEVERANÇA
A perseverança é a marca do discípulo de Jesus Cristo. Muitos abandonam a vida de discípulo, seguindo caminhos mais curtos e fáceis, que surgem a todo momento.

3.1. Perseverar na Palavra de Deus.
Aos  muitos dos que declararam que criam nEle, Jesus Cristo exortou: “Se vós permanecerdes na minha palavra, verdadeiramente sereis meus discípulos” (Jo 8.31). Ou seja, se submete aos ensinos de Cristo e vive de acordo com a Sua Palavra. O próprio Jesus disse que assim o discípulo conhece a verdade (Jo 8.32). Então, o interesse, a disposição em ouvir, prestar atenção e conhecer a Palavra de Deus são marcantes características do discípulo perseverante (Jo 8.47).
21 - Pelo que, rejeitando toda a imundícia e acúmulo de malícia, recebei com mansidão a palavra em vós enxertada, a qual pode salvar a vossa alma.
22 - E sede cumpridores da palavra, e não somente ouvintes, enganando-vos com falsos discursos.
23 - Porque, se alguém é ouvinte da palavra, e não cumpridor, é semelhante ao varão que contempla ao espelho o seu rosto natural;
24 - Porque se contempla a si mesmo, e foi-se, e logo se esqueceu de como era.(Tg1.21-24)
A alegoria depende de uma questão simples. Por que as pessoas olham-se no espelho? Embora alguns possam simplesmente desejar admirar-se, na maioria dos casos nós olhamos no espelho para guiar nossos atos. Como devo pentear o meu cabelo? Meu rosto está sujo? E nós agimos com base no que vemos. Mas o que acontece se olharmos com atenção, e nos afastarmos, simplesmente esquecendo a sujeira em nosso rosto, ou aquela mecha que fica em pé de maneira tão selvagem? Então o espelho terá provado ser totalmente irrelevante e nosso exame completamente sem significado. Da mesma maneira, Tiago argumenta que olhar para a Palavra de Deus e não agir de acordo com o que vemos ali significa que o que encontramos nas Escrituras não tem significado para nós. Não é a pessoa que conhece o que diz a Bíblia que é abençoada, mas sim a pessoa que faz o que a Bíblia diz.” (RICHARDS, Lawrence O. Comentário Histórico-Cultural do Novo Testamento. 1ª Edição, RJ: CPAD, 2007, p.514).

3.2. Perseverar no amor.
Outra característica marcante do discípulo de Jesus é o amor: “Nisso todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros” (Jo 13.35). Interessante o contexto no qual Jesus proferiu estas palavras. As últimas instruções estão sendo transmitidas aos discípulos. Brevemente o Senhor Jesus encerraria Seu ministério na terra. Então, Ele prepara os Seus discípulos para um novo tempo. Judas Iscariotes já havia se retirado do meio deles. Logo eles não mais teriam a presença física de Jesus O preparo começa com o mandamento: “Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós...” (Jo 13.34).
O amor que Jesus transmitiu aos seus discípulos chegou até nós, e temos o dever de transmiti-lo para as próximas gerações, ele está derramado em nossos corações pelo seu Espírito Santo que nos é dado...
“ porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado”.(Rm 5.5).
A marca do autentico discípulo continua sendo o amor:
“Nisso todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros” (Jo 13.35).  

3.3. Perseverar na frutificação.
O Senhor Jesus, ainda preparando os Seus discípulos, antes de Seu regresso ao céu, procurando informar-lhes acerca da grande obra que estariam levando adiante, disse-lhes: “Nisto é glorificado meu Pai: que deis muitos frutos; e assim sereis meus discípulos” (Jo 15.8). Ainda há uma grande necessidade de que os discípulos do Senhor tenham uma espiritualmente frutífera, para o cumprimento da missão deixada por Jesus e para a glória de Deus. Principalmente, nesta nossa geração, quando muitos vivem uma fé meramente nominal, como se estivessem “acostumados” com uma vida “religiosa” de cumprimentos de normas e rotinas. Importante destacar que na parábola do semeador, registrada por Lucas, a semente que caiu entre espinhos são os que ouviram a Palavra, mas ao seguirem adiante são sufocados com as muitas Ansiedades e cuidados da vida e, assim, “não dão fruto com perfeição” (Lc 8.14), ou seja, não conseguem amadurecer, não permanecem. Que tipo de fruto está sendo produzido em nós?
Deus espera frutos daqueles que desfrutam privilégios. Os bons propósitos e os bons princípios são coisas boas, mas não são suficientes; deve haver fruto da vinha: pensamentos e afetos, palavras e ações agradáveis ao Espírito. Quando os erros e os vícios se excedem e se descontrolam, a vinha não é podada, e rapidamente começam a crescer espinhos. É triste que uma alma, no lugar das uvas da humildade, mansidão, amor, paciência, e desprezo pelo mundo, coisas que Deus busca, produza as uvas silvestres do orgulho, da paixão, do descontentamento, da maldade e do desdém para com Deus; em lugar das uvas da oração e louvor, estão as uvas silvestres de maldizer e jurar” (HENRY, Matthew. Comentário Bíblico. RJ: CPAD, 2002. pp.458,563-564).

CONCLUSÃO
Somos chamados para a vida de discípulo por Jesus Cristo. Temos a Sua presença, o poder do Espírito Santo e a Palavra de Deus como nossa lâmpada. É possível vive-la: “Porque o Filho do homem virá na glória de seu Pai, com os seus anjos; e então dará a cada um segundo as suas obras” (Mt 16.27).


Bibliografia
Biblia de estudo pentecostal, Almeida revista e corrigida, Rio de Janeiro, CPAD
Revista EBD Betel Dominical Professor - 3 trimestre 2017, ano 27, número 104 - Editora Betel
PAE - Plano de Aula Expositiva - Auxílio EBD - http://editorabetel.com.br/auxilio/beteldominical/


1. Ao discursar sobre como as pessoas recebem a Palavra de Deus, quais tipos de terrenos Jesus citou?
R: Pé do caminho, pedregoso, entre espinhos e boa terra (Mt 13).

2. Como inicia a “carreira que nos está proposta”?
R: Com o novo nascimento (Hb 12.1).

3. Qual foi a resposta de Pedro, quando Jesus interpelou aos que ficaram se eles também iriam embora?
R: “Senhor, para quem iremos nós?” (Jo 6.68).

4. O que é a perseverança?
R: É a marca do discípulo de Jesus Cristo (Jo 8.31).

5. Cite uma característica marcante do discípulo de Jesus.
R: O amor (Jo 13.35).


                                AGORA VAMOS AOS VÍDEOS SOBRE ESTA LIÇÂO.  TENHA BOM ESTUDO !                                  
Antes de Assistir os vídeos, se a radio do site estiver tocando, suba a página até a radio e 
toque no vídeo da musica que estiver tocando para interromper o som.
               

                
                
                  

                    
                                     
                                                                                                                                                                              
[     

Estimado professor, alguns links sobre nosso tema desta semana, li, gostei e quero compartilhar com meus amados:

Clique Aqui - Estudo Complementar: Paciência: O Fruto Da Perseverança



                                                         MUSICA ESCOLHIDA DESTA SEMANA                                                               
Antes de Assistir os vídeos, se a radio do site estiver tocando, suba a página até a radio e 
toque no vídeo da musica que estiver tocando para interromper o som.

  Quem Perseverar   
Duração: 3:40 minutos - Victorino Silva 

                                                                                                                                                                              

Nenhum comentário:

Postar um comentário