quinta-feira, 8 de abril de 2021

Lição 3 - O Deus Criador

     















Prof. Pr. Éder Tomé

Subsídio





Lição 3 - O Deus Criador

Texto Áureo
"No princípio, criou Deus os céus e a terra." (Gênesis 1.1)
A história da criação nos ensina muitas coisas a respeito de Deus, e de nós mesmos. Em primeiro lugar, somos informados a respeito de Deus:
(1) Ele é criativo;
(2) sendo o Criador, Ele é diferente da sua criação;
(3) Ele é eterno, e está no controle do mundo
Também aprendemos a nosso próprio respeito:
(1) Como Deus decidiu nos criar, nós somos valiosos aos seus olhos;
(2) Nós somos mais importantes que os animais
(Bíblia de Estudo Cronológica Aplicação Pessoal - CPAD - Pág.6)

Verdade Aplicada
Deus trouxe à existência o que antes não existia; criou e tem o controle de toda a Sua criação.

Texto de Referência
Gênesis 1.1,3,6,8,10,14
1 - No princípio, criou Deus os céus e a terra
3 - E disse Deus: Haja luz. E houve luz.
6 - E disse Deus: Haja expansão no meio das águas, e haja separação entre águas e águas.
8 - E chamou Deus à expansão Céus. E foi a tarde e a manhã, o dia segundo.
10 - E chamou Deus à porção seca Terra; e ao ajuntamento das àguas chamou mares. E viu Deus que era bom.
14 - E disse Deus: Haja luminares na expansão dos céus, para haver separação entre o dia e a noite; e sejam eles para sinais e para tempos determinados e para dias e anos.

Objetivos da Lição
- Estudar sobre a criação dos céus e da terra
- Ressaltar a criação do homem e mulher
- Mostrar os propósitos da criação de Deus

Introdução


"Dominar sobre" algo é ter autoridade e controle absolutos sobre isso. Deus tem o controle supremo sobre a terra, e exerce sua autoridade com cuidado e amor. Quando Deus delegou parte de sua autoridade à raça humana, esperava que nos responsabilizássemos pelo meio ambiente e pelas outras criaturas que dividem o planeta conosco. Não devemos ser descuidados nem esbanjadores ao executar esse incumbência. Deus foi cuidadoso com a maneira como criou a terra. Não devemos ser descuidados com a maneira como cuidamos dela. (Bíblia de Estudo Cronológica Aplicação Pessoal - CPAD - Pág.6)

1 - Deus criou os Céus e a Terra
Nós, cristãos, cremos pela fé, nas Escrituras Sagradas, que diz que o mundo foi formado pela palavra de Deus, pela Sua sabedoria, para a Sua glória.
Como Deus criou a Terra? Este ainda é um tema de grande debate. Alguns dizem que o universo surgiu com uma explosão repentina. Outros dizem que Deus iniciou o processo, e então o universo evoluiu durante bilhões de anos. Praticamente todas as religiões antigas têm sua própria história para explicar como a terra passou a existir. E praticamente todos os cientistas têm sua própria opinião sobre a origem do universo. Mas apenas a Bíblia mostra um Deus supremo, criando a terra devido ao seu grande amor, e dando a todas as pessoas um lugar especial nesse mundo. Podemos jamais saber, exatamente, como Deus criou a terra, mas a Bíblia nos diz que Deus realmente a criou. Este fato já é suficiente para dar valor e dignidade a todas as pessoas.
Deus não  precisava criar o universo; Ele quis criá-lo. Por quê?
Deus é amor ... de modo que Deus criou o mundo e as pessoas, como uma expressão do seu amor. Deus criou o universo por causa do amor.
O livro de Gênesis começa com "criou Deus os céus e a terra".
Os céus e a terra estão aqui. Nós estamos aqui. Deus criou tudo o que vemos e vivenciamos. Aqui, começamos a mais emocionante e satisfatória jornada imaginável. (Bíblia de Estudo Cronológica Aplicação Pessoal - CPAD - Pág.6)

1.1 - O Deus que fez o Mundo e tudo que nele há
Os céus e a terra referem-se ao universo organizado e adornado que conhecemos; o mundo espiritual teve uma criação anterior;
O aspecto mais importante, na contínua discussão, não é o processo da criação, mas a origem da criação. O Mundo não é um produto do acaso cego e da probabilidade, Deus o criou. A Bíblia não apenas nos diz que o mundo foi criado por Deus, mas, o que é ainda mais importante, nos diz quem é esse Deus. Ela revela a personalidade de Deus, seu caráter, e seu plano para sua criação. Ela também revela o desejo mais profundo de Deus: o de se relacionar com as pessoas que criou, e ter comunhão com elas. Deus deu o passo decisivo em direção à comunhão, na sua histórica visita a este planeta, na pessoa do seu Filho, Jesus Cristo. Podemos conhecer, de uma maneira muito pessoal, esse Deus que criou o universo.
"O Senhor com sabedoria fundou a terra; preparou os céus com inteligência" (Pv 3.19)
Talvez você tenha feito uma pergunta para si mesmo durante este estudo: Deus criou o Céu, a Terra, o universo, a galáxia, as estrelas incontáveis ao qual em órbita funciona em perfeita harmonia e eficiência, mas quem foi que criou Deus ? 
Deus é um ser infinito, que sempre existiu, e que não foi criado por ninguém. Isto é difícil de entender, porque as mentes finitas, não conseguem compreender o infinito. Não devemos limitar o Deus infinito, pelo nosso entendimento finito. (Bíblia de Estudo Cronológica Aplicação Pessoal - CPAD - Pág.6)

1.2 - O Poder da Palavra de Deus Exercitada




1.3 - A Satisfação de Deus por tudo que foi criado



2 - Homem: Criação de Deus
Deus fez tudo que há com o poder de sua palavra, mas quando chegou o momento de criar o homem, Deus usou suas próprias mãos e o fez a partir do pó da terra soprando o fôlego de vida, assim fez Deus o homem conforme sua imagem e semelhança.

2.1 - Formou o Senhor Deus o homem à Sua imagem
Antropologia Teológica é o ramo da Teologia Sistemática que estuda a criação, a imagem divina, constituição da natureza e destino final do homem, de acordo com as Escrituras. Concernente ao estudo da imagem divina no homem (Gn 1.26,27), é necessário reafirmar duas verdades fundamentais:
(1) a "imagem divina" não quer dizer que o homem foi criado representando a forma física de Deus, pois o Senhor é espírito, eterno e imutável (Jo 4.23,24; Lc 24.39);
(2) A "imagem divina" não equivale a uma participação essencial da divindade, pois "imagem" e "semelhança" não significam "divinização". Portanto, deve-se evitar dois sérios equívocos: atribuir a Deus corpo físico, e elevar o homem à classe divina. Entretanto, a imagem de Deus está dividida em duas categorias: natural e moral. A natural representa a personalidade com todos os atributos. A moral, por sua vez, diz respeito à constituição moral do homem.
(Síntese Textual - Revista CPAD - 4T - 2006 - Pr. Claudionor de Andrade)

2.2 - Formou o Senhor Deus o homem do pó da Terra
Como já mencionamos, Deus fez o homem a partir do pó da terra e tomou uma das suas costela para fazer sua mulher (Gn 2.18-23).
Vejamos por que o homem foi criado.
Sua primeira tarefa é glorificar o nome do Criador.
(1) Glorificar o nome de Deus.  
Lemos em primeiro aos Coríntios 11.7, que Deus formou o homem do pó da terra para que este lhe refulgisse a glória. No Éden, Adão não era um mero adorno; era o instrumento da majestade divina.
(2) Cultivar a terra. 
Não são poucos os que imaginam seja o trabalho a maldição que nos adveio por causa do pecado. Nada mais antibíblico. Muito antes de o homem cair em transgressão (Gn 3), Deus já o havia encarregado de fazer o plantio da terra e guardar o jardim do Éden. Além disso, o próprio Deus "trabalha até agora" (Jo 5.17). O trabalho é uma das maiores bênçãos na vida do ser humano.
(3) Reinar, em nome de Deus, sobre a criação.
Deus criou Adão para que reinasse sobre toda a terra (Gn 1.28). Ele, no entanto, perdeu tal domínio ao se fazer servo do pecado (Rm 8.18-20; 3.9).
(Pr. Claudionor de Andrade - Revista CPAD - 4T - 2006)

2.3 - Formou o Senhor Deus o homem como coroa da Sua Criação
Só a maneira de Deus fazer o homem já demonstra que o homem destaca-se como a coroa da criação (1Co 11.7), pois tem, como missão, governar tudo quanto o Senhor fizera (Gn 1.28). Mas, devido à sua queda deliberada no Éden, transgredindo à vontade divina (1 Tm 2.14), a criação ficou submissa à vaidade (Rm 8.20-22). (Pr. Claudionor de Andrade - Revista CPAD - 4T - 2006)

3 - Os Propósitos de Deus na Criação


Dentro da teoria dos evolucionistas, o homem é o subproduto de um processo evolutivo, que teve início na hipótese da ocorrência do big-bang  que culminou depois de milhões de anos no aparecimento do ser humano sobre a terra. 
Big-bang é uma teoria que defende a ideia de que o universo surgiu a partir de uma grande explosão.
Irmãos nada apareceu do acaso e sem propósitos.
Apesar de sua linguagem científica, não passa o evolucionismo de uma loucura: ignora a Deus e ao seu infinito poder. Trata-se,  como diz a Bíblia, de uma falsa ciência (1Tm 6.20). (Pr. Claudionor de Andrade - Revista CPAD - 4T - 2006)

3.1 - Manifestar a Sua Glória e o Seu Poder


3.2- Receber a Glória e a honra que lhe são devidas



3.3- Prover lugar para habitação das Suas criações



Conclusão
Cabe a cada um a responsabilidade de reconhecer que Deus existe; o fato de Ele existir, como é evidente pela criação, nos torna indesculpáveis.
Ele se revelou ao homem em cada detalhe da Sua criação.





    









Nenhum comentário:

Postar um comentário