sábado, 5 de dezembro de 2020

Lição 11 - Alcançando a cura dos Ressentimentos

   




 













Ponto de Partida
Somente Deus tem todo o poder. Ele é Onipotente.


Texto Áureo
"Portanto, tornai a levantar as mãos cansadas e os joelhos desconjuntados." (Hebreus 12.12)

Verdade Aplicada
Pelo poder do Espírito Santo, o discípulo de Cristo pode perdoar e não permitir que seja dominado por mágoa, ira e ódio.

Texto de Referência
Hebreus 12.13-17
13 - E fazei veredas direitas para os vossos pés, para que o que manqueja se não desvie inteiramente; antes, seja sarado.
14 - Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor,
15 - Tenho cuidado de que ninguém se prive da graça de Deus, e de que nenhuma raiz de amargura, brotando, vos perturbe, e por ela muitos se contaminem.
16 - E ninguém seja fornicador, ou profano, como Esaú, que, por um manjar, vendeu o seu direito de primogênitura.
17 - Porque bem sabeis que, querendo ele ainda depois herdar a bênção, foi rejeitado, porque não achou lugar de arrependimento, ainda que, com lágrimas, o buscou.

Objetivos da Lição
- Conhecer mais a respeito do ressentimento
- Apresentar o ressentimento como um problema
- Apontar os passos para a cura do ressentimento

Introdução
Na continuidade dos estudos sobre a restauração e manutenção do bem-estar do ser humano, é indispensável trazermos o tema "Ressentimentos".
Aprenderemos sobre suas causas e resultados e os passos para superarmos este problema.

A Bíblia fala que o ressentimento prende e causa muito sofrimento. Precisamos aprender a largar o ressentimento, perdoando quem peca contra nós. O perdão liberta do ressentimento.
Ressentimento é guardar mágoa contra alguém. Em vez de perdoar e superar a dor, a pessoa que se ressente continua sofrendo com sentimentos negativos provocados por outra pessoa. 
O Ressentimento torna a vida amarga e tira a alegria (Jó 5.2)

1 - Conhecendo o Ressentimento
A palavra ressentimento significa mágoa que se guarda de uma ofensa ou mal que recebeu.
Normalmente este sentimento encontra guarida em nossos corações de pessoas mais próximas de nossa convivência, como família, irmãos da igreja, amigos e colegas de trabalho.
A convivência diária nos leva a comunicação constantes ... por divergências de opiniões e pensamentos ... pode surgir um atrito.
E se isto não for resolvido poderá descer para o coração e dar lugar à mágoa.
Hoje em dia até a comunicação nas redes sociais pode gerar atritos. Quantos relacionamentos foram descartados do ambiente virtual para o mundo real.
Como tudo na internet, bem como nas tecnologias da informação, as redes sociais apresentam não apenas benefícios, mas também podem trazer danos para seus usuários. Lamentavelmente, não são poucos os que dizem professar o nome de Cristo mas não honram com seu perfil na rede social. Uns a utilizam como uma fonte de ostentação, outros se envolvem em discussões intermináveis que nenhuma edificação traz. A Bíblia, porém recomenda que devemos evitar tais discussões (Tt 3.9).
A velocidade da informação e a efemeridade nos relacionamentos virtuais têm provocado sérios danos às relações sociais. 
Esse fenômeno representa um declínio das sólidas relações humanas, uma vez que por meio das tecnologias, a amizade, o amor e o respeito entre as pessoas são facilmente descartáveis. (Revista Lições Bíblicas - CPAD - 2T - 2018 - Pr. Douglas Baptista)

1.1 - O Ressentimento é o maior inimigo dos Relacionamentos
Esaú se sentiu injustiçado por aquilo que Jacó fez ao receber a bênção da primogenitura em seu lugar (Gn 27.41). Esaú não levou em conta o que havia anteriormente desprezado (Gn 25.29-34).
O ressentimento de Esaú gerou nele o desejo de matar seu irmão, Jacó, que precisou fugir e viver sem nenhum contato. O relacionamento entre os dois irmãos foi interrompido por causa daquela situação.
Esaú irou-se, sentiu rancor, raiva de Jacó por ter sido enganado, e este acúmulo de irritação fez com que perdesse o controle emocional ao ponto de querer matar o próprio irmão. O excesso de irritação leva as pessoas a ter atitudes comprometedoras.
O rei Salomão comparou o homem que se apressa em irar-se ao tolo, sabe-se que o tolo é aquele incapaz de agir corretamente.
Não te apresses no teu espírito a irar-te, porque a ira abriga-se no seio dos tolos (Ec 7.9).
É fato que todas as pessoas têm seus momentos de ira, de rancor, de raiva. Mas essa situação não deve perdurar por muito tempo. São situações momentâneas, passageiras, para não se tornar pecado.
Irai-vos e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira (Ef 4.26).
A ira é como tentação que se não for consumada, não é pecado. A Bíblia diz que o homem sábio desvia a ira. (Revista Lições da Bíblia - Pr.Jorge Linhares - n.5 - Ano 2 - Central Gospel)
Os homens escarnecedores abrasam a cidade, mas os sábios desviam a ira (Pv 29.8).
Toda amargura, e ira, e cólera, e gritaria, e blasfêmias e toda a malícia seja tirada de entre vós (Ef 4.31).
A ira é obra da carne, vejamos : Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, emulações, iras ... (Gl 5.19-20)

Há alguns que defendem que a Igreja deveria estar completamente isenta de problemas de relacionamento, já que é composta por convertidos.
Todavia, a Igreja não está isenta de dificuldades interpessoais.

1.2 - O Ressentimento causa Sensação de Vazio
Esse sentimento leva à cegueira, pois muitos não abrem mão da razão.
Com este sentimento abrigado no coração,  a sensação sempre será de vazio e de frustração. É preciso atentar para a recomendação bíblica :
Tendo cuidado de que ninguém se prive da graça de Deus, e de que nenhuma raiz de amargura, brotando, vos perturbe, e por ela muitos se contaminem (Hb 12.15).
Como vimos acima Esaú irou-se com Jacó por esse ter feito uma injustiça aos seus olhos, esse sentimento desencadeou o desejo de vingança. Esaú concluiu que matando seu irmão iria desforrar os feitos de Jacó fazendo "justiça própria"
Outro exemplo, os irmãos de José intentaram vingar-se dele pelo ciúme causado pelo trato diferenciado que o pai lhe proporcionara (Gn 37.4,11).
O ciúme e a inveja fizeram brotar no coração daqueles jovens um forte desejo de vingança.
Transferiram para o irmão todas as frustrações e todo o rancor que sentiam do pai. A vingança suscitou a ira, e eles concluíram que mantando o irmão, certamente, os problemas cessariam.
(Revista Lições da Bíblia - Pr.Jorge Linhares - n.5 - Ano 2 - Central Gospel)

Cuidado para que as frustrações não se desencadeie uma série de comportamentos, como agressão, desinteresse, impaciência e injustiça.
(Revista Lições da Bíblia - Pr. Silas Lima Malafaia - 2008 - Central Gospel)


1.3 - Os Aspectos do Ressentimento
Até as orações de quem tem ressentimento são feitas com o desejo de vingança. Jesus nos ensinou :
Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus (Mt 5.44). 
Quando a pessoa cultiva rancor em seu coração e não consegue livrar-se de tal sentimento, como resultado falta-lhe o bom-humor, a alegria e a felicidade porque está constantemente maquinando o mal e aguardando o momento para executar sua má intenção.
Quando acontece de a vingança se concretizar, a desforra geralmente não traz aquela alegria tão desejada. O prazer é momentâneo e, logo depois, na maioria das vezes, surge uma sensação de arrependimento causado pela culpa (Gn 37.26-30). O Salmista Davi, com muita sabedoria, recomenda:
Deixa a ira e abandona o furor; não te indignes para fazer o mal (Sl 37.8)
Ninguém deve exercer justiça com as próprias mãos, porque a vingança pertence a Deus. O Senhor Jesus ensinou o caminho do perdão.
Quando alguém libera perdão, além de praticar o bem ao seu ofensor, também o pratica a si mesmo, porque será liberto da ira, do mau humor, da tristeza e dos ressentimentos. (Revista Lições da Bíblia - Pr.Jorge Linhares - n.5 - Ano 2 - Central Gospel)
O ressentimento pode ser manifesto ou oculto. Às vezes não admitimos. A Palavra de Deus mostra que este sentimento faz parte das obras da carne.
Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, invejas, homicídios ... os que praticam essas coisas não herdarão o Reino de Deus (Gl 5.19-20).
Note, com atenção, que o apóstolo Paulo compara a ira com alguns pecados gravíssimos como a prostituição, a idolatria e as orgias. Ele chega mesmo a afirmar que quem pratica a ira não herdará o Reino de Deus. (Revista Lições da Bíblia - Pr. Silmar Coelho - n.9 - Ano 2 - Central Gospel)

2 - O Problema do Ressentimento
Quando somos feridos pelas pessoas, a reação normal é de ressentimento.  Veremos neste tópico quais são os males que pode ocorrer na vida de quem tem ressentimento. 
 
2.1 - O Ressentimento é Inútil
Não podemos mudar o passado ou aquela situação que ocorreu.
O ressentimento não conserta nada, não muda nada. Por isso, não se pode viver o presente preso às mágoas do passado. Isto é tolice: Não te apresses no teu espírito a irar-te, porque a ira abriga-se no seio dos tolos (Ec 7.9).

2.2 - O Ressentimento é Autodestrutível
Enquanto você estiver com rancor, irado, chateado, isso tudo se volta contra você.
Quando a pessoa não libera o perdão, e permanece com o ressentimento, pode passar a sofrer de males que pode afetar tanto a saúde física como a saúde espiritual, isso porque o ressentimento causa o desequilíbrio emocional, complexo de culpa, desejo de vingança, ira contida, descontentamento, etc.
Isso acontece também entre casais que guardam amarguras e queixas um do outro e nunca se deparam numa conversa franca para reparar o mal, mediante perdão. Todas essas situações prejudicam a vida espiritual de uma forma muito intensa, pois a comunhão com Deus é prejudicada porque o coração da pessoa só deseja o mal.
Muitas pessoas vivem tristes, amarguradas, decepcionadas e até sem vontade de viver porque lhes falta coragem para pedir perdão por um erro cometido, ou porque guardam tanto rancor que não são capazes de perdoar. Vivem em constante sofrimento e até contraindo doenças que levam à morte.

2.3 - O Ressentimento atrai Desgraça
Não se pode ser feliz e infeliz  ao mesmo tempo, abrigar o ressentimento é atrair a desgraça e o mal.
1 - Se há problemas nos relacionamentos e situações mal resolvidas pela mágoa, isto não lhe dará alegria.
2 - Quantas pessoas enfermas por falta de abrir mão do ressentimento, partem com o coração ferido.
3 - Outras nunca provaram de um só momento de alegria e conquistas na família ou na igreja.


Resultados terríveis da falta de Perdão (Cl 3.11-13)
Quando uma pessoa não perdoa seu coração é inundado por toda sorte de sentimentos ruins. Isso tem um preço muito alto: Tensão emocional. Esta, segundo Dr. Mc. Millen, tende a causar "úlceras do estômago e intestinos, colite, pressão alta, problemas no coração, apoplexia, arteriosclerose, distúrbios mentais, papeira, doenças renais, cefalalgia, diabetes, artrite e outras ... Não permita a "raiz de amargura" em seu coração (Hb 12.15).
Resultados maravilhosos do Perdão
Quando concedemos o perdão, somos contemplados por toda parte de bênçãos.
a) Cura Espiritual - O verdadeiro perdão sara as feridas da alma e traz alívio e paz ao coração.
b) Libertação - O verdadeiro perdão liberta o ofendido do peso da mágoa; ele abre mãos de seus direitos contra o ofensor, e entrega-os a Deus. Só Ele absolve o devedor quando este confessa suas transgressões e as abandona (Pv 28.13)
c) Saúde psicofísica - O verdadeiro perdão não somente restabelece nossa comunhão com Deus, como também dá saúde à alma, à mente, ao coração e ao corpo promovendo o perfeito equilíbrio entre o homem e o meio em que vive.
d) Fervor Espiritual - Deus é glorificado e o diabo é derrotado quando há o verdadeiro perdão.
(Revista Lições Bíblias - CPAD - 3T - 2003 - Pr. Elinaldo Renovato).

3 - A Cura do Ressentimento
 

3.1 - Abra o seu coração sobre sua Dor
1 - O ponto de partida para tratamento e cura é admitir que existe dor.
2 - É submeter-se ao tratamento para alcançar a cura, é ser paciente e se entregar totalmente a Jesus, o médico por excelência.

3.2- Libere e Perdoe o seu Ofensor
Os amigos de Jó lhe machucaram, lhe feriram, eles o deixam. Não há nada que doa mais do que ser mal-entendido ou acusado falsamente. Jó era inocente. Jó os perdoou. Foi ai que Deus começou a trabalhar em sua vida [Jó 42.10].
Jó foi acusado por seus amigos Elifaz, Bildade, Zofar e Eliú por ter pecado contra Deus, resultando naquele sofrimento. Porém Jó era reto, íntegro, temente à Deus e se desviava do mal. Seus amigos pediam para Jó se arrepender, mas arrepender do quê? Zofar chegou a chamar Jó de animal irracional que não tem inteligência. Em dado momento Jó se afastou do conselho dos amigos (sabedoria humana) e foi buscar sua defesa em Deus (Sabedoria divina). Depois de muitos questionamentos, lamentações da sua situação, Deus quebra o silêncio e vem tratar diretamente com Jó de dentro de um redemoinho (Teofania), com toda humildade Jó se quebranta aos pés de Deus, perdoa seus amigos e tudo o que tinha foi restituído. Glória à Deus! (Prof. Pr. Éder Tomé)
Quantas vezes os próprios amigos nos descepcionam! Tal atitude traz um sofrimento enorme, porque nunca esperamos coisa assim da parte daqueles a quem amamos e respeitamos. No entanto, estamos sujeitos a essas ocasiões. (Revista Lições da Bíblia - Pr. Silas Lima Malafaia - 2008 - Central Gospel).

Necessidade de Perdão
Reconhecer o erro é uma coisa importante e também um bom princípio. No Entanto, não é tudo. Depois de confessar o erro, é preciso pedir perdão pela falta cometica.
Peça perdão a Deus. Se for o caso, perdoe a seu próximo,  e se necessário, peça perdão a ele ou ela, fazendo a devida reparação.
Chama-se reparação a restituição de algo que não lhe pertence, ou compensação de perdas e prejuízos causados. O princípio da restituição está na Bíblia desde o Antigo Testamento. Esteja sempre aberto para fazer todas estas coisas: Perdoar, pedir perdão, aceitar o perdão e também perdoar a sim mesmo. (Revista Lições da Bíblia - Central Gospel - 12 ano 3 - Pr. Walmir Cohen)

3.3- Redirecione sua Vida
Em algum momento da vida, você tomou uma direção errada ... então deu aquela marcha ré, redirecionou seus passos e foi bem-sucedido.
Devemos fazer assim também com nossos sentimentos e emoções, redirecionando para o perdão e superação.
Perdoe, libere, não alimente o sentimento de vingança.
Assim se faz a coisa certa. O Perdão é liberado primeiro com a razão, depois com a emoção.
Voltando aqui na desavença entre Esaú e Jacó, que culminou em um ressentimento por parte de Esaú, cujo coração desejava ardentemente a vingança ... pois bem, muitos anos depois, Deus falou ao coração de Jacó que era tempo de voltar para casa de seu Pai Isaque, tinha chegado o tempo da reconciliação (Gn 33.4).
Uma das passagens mais lindas da Bíblia, é quando Esaú encontra Jacó e libera o perdão (Gn 33)
José não esperou o melhor momento para vingar-se. Oportunidade para a vingança não lhe faltou. Encontrou o mordomo que o esquecera, mas não se vingou (Gn 41.1-45). Seus irmãos tiveram que ir comprar pão no Egito e ficaram à sua mercê, mas ele não se vingou (Gn 42.1-8).
A maioria pagaria o mal com a mesma moeda.
(Revista Lições da Bíblia - Central Gospel - 12 ano 3 - Pr. Walmir Cohen)


Conclusão
O ressentimento nunca deve permanecer abrigado em nossas vidas, é uma bagagem desnecessária, um peso que em nada acrescenta na nossa caminhada.
O caminho mais excelente é do perdão e reconciliação. Sigamos o exemplo de Jesus, que a todos perdoou e ainda perdoa.

Se por um lado temos que nos livrar dos ressentimentos, liberar o perdão, por outro, temos também que pedir sabedoria à Deus para lidar e conviver com alguns tipos de pessoas. 
O Jornal "O Dia" destaca alguns tipos de pessoa a saber:
Grosseiro - Vive gritando e xingando; como não sabe a quem magoou, nunca pede desculpas;
Irônico - Falso, dissimulado, nunca erra, está sempre fazendo comentários maldosos e sorri do mal alheio com ar prazeroso;
Convencido - sabe tudo, entende de tudo; está sempre emitindo opiniões, mesmo erradas; gaba-se de ser estudado, viajado, conhecedor do mundo; detesta ser contrariado. Em geral, são pessoas inseguras;
Enigmático - sente-se ofendido e magoado com facilidade; fala por monossílabos; pouco se expressa, grande pensador;
Pessimista - apresenta baixa auto-estima; só enxerga o lado ruim das coisas; nada vai dar certo para ele; reclama de tudo e de todos.
Problemático - Põe defeito em tudo, é outro reclamador, nunca está satisfeito. Parece um coitado; pensa que só ele tem problemas. (Revista Lições da Bíblia - Pr. Silas Lima Malafaia - 2008 - Central Gospel).

Busque viver em Harmonia
Harmonia é o equilíbrio perfeito ou bom ordenamento de todos os aspectos na vida do cristão.
Harmonia é a situação de estabilidade mental, emocional e espiritual resultante da proporção de forças ou influências várias pela ação do Espírito Santo. (Revista Lições Bíblicas - Central Gospel - 12 ano 3 - Pr. Walmir Cohen)






    











2 comentários:

  1. A paz do Senhor equipe abençoada! Será disponibilizado o Subsídio em formato de pdf e/ou word ?

    Grato desde já!

    ResponderExcluir