sexta-feira, 25 de dezembro de 2020

Lição 1 - O Papel Influenciador dos Pais

  













Prof. Pr. Éder Tomé



Ponto de Partida
Os pais são responsáveis pela educação dos filhos.


Texto Áureo
"Ester, porém, não declarou o seu povo e a sua parentela, porque Mardoqueu lhe tinha ordenado que o não declarasse." (Ester 2.10).

Verdade Aplicada
Os pais têm muita importância na educação dos filhos, pois são os principais agentes de transmissão de valores nas crianças.

Texto de Referência
Ester 2.5-7,20
5 - Havia então um homem judeu na fortaleza de Susã, cujo nome era Mardoqueu, filho de Jair, filho de Simei, filho de Quis, homem benjamita.
6 - Que fora transportado de Jerusalém, com os cativos que foram levados com Jeconias, rei de Judá, o qual transportara Nabucodonosor, rei da Babilônia.
7 - Este criara a Hadassa (que é Ester, filha de seu tio), porque não tinha pai nem mãe; e era moça bela de parecer e formosa à vista; e morrendo seu pai e sua mãe, Mardoqueu a tomara por sua filha.
20 - Ester, porém, não declarava a sua parentela e o seu povo, como Mardoqueu lhe ordenara; porque Ester cumpria o mandado de Mardoqueu, como quando a criara.


Objetivos da Lição
- Ressaltar que devemos vivenciar o querer de Deus
- Falar sobre a importância da responsabilidade paterna
- Apresentar o perfil da família de Deus

Introdução
Neste trimestre, estudaremos a vida de Ester e a importância de confiar em Deus. Para tanto, observaremos a influência dos pais na vida dos filhos, a fim de gerar uma trajetória de vida, marcada pela fé e confiança em Deus.

Estimado Professor, neste trimestre estudaremos a vida de Ester, uma jovem simples, que teve uma atitude corajosa e equilibrada objetivando salvar o seu povo de um terrível massacre.
Seria ótimo que inicia-se a aula falando em rápidas palavras o contexto histórico do Livro de Ester, a saber:
Por volta de 597 a.C Judá fora invadido por Nabucodonosor, rei da Babilônia. Onze anos depois, por ondem deste poderoso monarca, os babilônios destruíram Jerusalém e levaram os judeus para o cativeiro (2Cr 36.17-21). Porém, a despeito de sua grandeza, o Império Babilônico não resistiu à pressões militares do colossal exército Medo-persa, sendo derrotado em 539 a.C.
A partir daí,  os judeus tornaram-se vassalos dos persas.
Em 485 a.C., Dario Histapes, rei da Pérsia, o que reinara na época da conclusão do templo de Jerusalém (ver 2Cr 36.22,23; Ed 5-6), morreu, sendo sucedido por seu filho Assuero (Xerxes I). A miraculosa história da rainha Ester inicia-se no terceiro ano do reinado deste extraordinário monarca. (Pr. Eliezer de Lira e Silva - Revista Lições Bíblicas - CPAD - 3T - 2007)

1 - Vivenciando o querer de Deus
No tempo do rei Assuero, inicia-se a história de Ester, após morte dos pais, ela foi adotada pelo primo Mardoqueu (Mordecai em Hebraico), um judeu da tribo de Benjamim (Et 2.5). Mardoqueu era um exemplo de autêntica humildade, confiança e obediência a Deus (Et 5.13,14). Mais tarde, esse extraordinário homem foi honrado e reconhecido como protetor do povo judeu (Et 10). Enaltecida pela Palavra de Deus (Mt 5.3; Sl 138.6), a humildade é uma virtude imprescindível a todo crente. (Pr. Eliezer de Lira e Silva - Revista Lições Bíblicas - CPAD - 3T - 2007).

1.1 - Ensina a Criança no Caminho em que deve andar.
Mardoqueu criou a filha do seu tio, Hadassa,  que era Ester, para que amasse a Deus sobre todas as coisas [Et 2.7]

O Abandono aos Filhos
Não é incomum vermos em nossa sociedade pais que abandonam seus filhos, não raro, estes ainda bebês. Essa é uma forma monstruosa de desrespeito para com a vida. Como pais, precisamos entender que os filhos são herança do Senhor para que nós possamos cuidar, educar e conduzir ao Senhor.
Como pais, somos responsáveis por vestir nosso filhos, alimentá-los, proporcionar-lhes uma educação de qualidade, inclusive para que estejam prontos para o mercado de trabalho cada vez mais exigente, mas acima de tudo, é igualmente nossa obrigação transmitir a fé que uma vez nos foi dada, para que as próximas gerações tenham  sua própria experiência com Deus. Portanto, sejamos exemplo para este mundo, zelando por nossos filhos e conduzindo-os a Cristo. (Pr. Elinaldo Renovato - Revista Lições Bíblicas - CPAD - 2T - 2013)

Ataque às crianças
Atualmente, em muitas escolas, tanto na rede pública como privada, o ensino materialista está sendo valorizado e repassado de modo contínuo às crianças. A educação que nosso filhos recebem é totalmente influenciada pelo materialismo e o ateísmo.
Os currículos, que reúnem os conteúdos programáticos, a serem transmitidos nas salas de aula, são fundamentados na filosofia evolucionista. Tudo começa com a explicação sobre a origem da matéria, da vida, do homem, e de tudo que existe no universo. Os pais não podem negligenciar a educação de seus filhos, e devem levá-los aos pés do Senhor. A Igreja também deve ajudar os pais nesta nobre missão, oferecendo uma educação religiosa de qualidade às crianças. (Pr. Elinaldo Renovato - Revista Lições Bíblicas - CPAD - 2T - 2013)

Ataque à disciplina no lar
Em nossos dias existem questionamentos relacionados à aplicação de disciplina aos filhos. Mas, segundo a Palavra de Deus, aplicada com sabedoria, a disciplina livra a criança da morte (Pv 23.13,14). Disciplina é toda ação instrutiva e discipuladora, pois a palavra disciplina tem a mesma raiz da palavra discipular. De fato, uma pessoa bem disciplinada é uma pessoa bem educada, bem discipulada. Que os pais eduquem seus filhos no temor e na admoestação do Senhor e que os filhos honrem e obedeça aos pais conforme ordena a Palavra de Deus. Devemos nos lembrar também de que devemos ser prudentes na aplicação da disciplina aos nossos filhos, para mostrar-lhes, acima de tudo, a forma correta de proceder em toda a sua existência. (Pr. Elinaldo Renovato - Revista Lições Bíblicas - CPAD - 2T - 2013)

1.2 - Família em Primeiro Lugar
Neste tópico o comentarista enfatiza que Ester recebeu da família conhecimentos, instruções. Mardoqueu foi um pai presente que deixou um legado para a filha, ao qual hoje ainda podemos aprender.
Na cultura judaíca, os pais tinham papéis importantíssimos na educação dos filhos. Cabia aos pais a obrigação de transmitir os conhecimentos para os mais novos...
Para que os pais sejam marcantes na vida dos filhos, eles devem estar presentes na vida dos filhos. Devido as demandas sociais, hoje é comum, tanto a mãe como o pai exercerem funções em empresas e organizações, ocupando a maior parte do seu tempo em atividades profissionais. Enfatize aos alunos esta questão, porque : Sem a presença dos pais, as crianças ficam desorientadas. Muitas vezes elas convivem com pessoas que não têm a menor capacitação para educá-las. Por outro lado, algumas crianças ficam o dia todo em frente da "babá eletrônica", a televisão, ou com a "mestra eletrônica", a internet. Ali, são "educadas" pelos heróis artificiais. As figuras do pai e da mãe presentes estão cada vez mais escassas. Tal ausência é sentida quando os nosso filhos entram na adolescência, uma fase de novidades e mudanças bruscas. Os pais podem trabalhar fora, todavia, não podem descuidar da educação dos filhos. A educação dos filhos deve ser prioridade. (Pr. Elinaldo Renovato - Revistas Lições Bíblicas - CPAD - 2T - 2013)

1.3 - Faça a Diferença onde Você estiver
Nosso comentarista enfatiza que a verdadeira educação proporciona crescimento ao ser humano na esfera espiritual, emocional, intelectual e comportamental. Ester esta cativa no Império Medo-Persa, todavia com os conhecimentos adquiridos aos longo do sua vida somados a ajuda de Deus,  pode fazer a diferença.
Como tem tratado a educação secular e a educação religiosa dos seus filhos ? A educação Cristã é responsabilidade dada por Deus aos pais, é ela que faz os filhos peregrinarem pelo caminho da retidão.
"E estas palavras que hoje te ordeno estarão no teu coração; e as intimarás a teus filhos e delas assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te e levantando-te." (Dt 6.7).
Para que nossos filhos faça a diferença nesse mundo, é preciso atentarmos para a educação cristã no lar, os filhos precisam estar bem instruídos conforme a Bíblia, isto é, alicerçados na rocha e preparados para viver em uma sociedade permissiva, onde faltam os valores morais e éticos, onde irá deparar com ensinos contrários à nossa fé cristã.
Se os pais forem negligentes quanto à educação cristã no lar, os filhos ao invés de fazer a diferença, poderão absorver ensinos afastados dos valores cristãos. Pr. Elionaldo Renovato, salienta, que neste caso os resultados podem ser os piores possíveis. 
"E vós, pais, não provoqueis a ira a vossos filhos, mas criai-os na doutrina e admoestação do Senhor." (Ef 6.4)

2 - Exercendo a Responsabilidade Paterna
Mardoqueu procurou ensinar Ester a viver em harmonia com o Deus de seus pais. Deus nos orienta na sua palavra :
"E vós, pais, não provoqueis a ira a vossos filhos, mas criai-os na doutrina e admoestação do Senhor." (Ef 6.4)
Segundo o Dicionário Houaiss "a palavra educar" vem do latim "educo" e significa "criar uma criança; cuidar, instruir". Podemos definir educação como ensino e instrução. 
A Igreja do Senhor tem uma função educadora, ainda que contemos com a ajuda da igreja, a responsabilidade de educar é dos pais. (Pr. Elinaldo Renovato - Revistas Lições Bíblicas - CPAD - 2T - 2013)
A Igreja AD tem investido na Educação Cristã, algumas igrejas infelizmente já não tem mais a EBD. Se por uma lado a EBD foi cortada dos trabalhos de muitas igrejas, por outro, muitos pais não vão para a EBD e/ou não levam seus filhos a EBD onde congregam. Lamentável !
"Instrui o menino no caminho em que deve andar, e, até quando envelhecer, não se desviará dele" (Pv 22.6).
Tempos atrás, assistindo o programa Balança Geral da Record , o apresentador e Jornalista Reinaldo Gottino falou que foi criado na EBD, e deu importância a esse trabalho.
Há trinta e cinco anos atrás dava aula na EBD para as crianças de 8 a 11 anos ... hoje são Pastores, Musicistas, Maestros, cristãos firmes na igreja, bem casados, bem estruturados ... cristãos que estão fazendo a diferença na sociedade.
As sinagogas também eram um centro de instrução onde meninos judeus aprendiam a respeito da Lei. Mesmo havendo essas "escolas" a educação no lar era prioritária. Jesus, como menino judeu, provavelmente participou do ensino nas sinagogas, pois seus pais cumpriam os rituais judaicos (Lc 2.21-24,39-42). Na atualidade, a EBD (Escola Bíblica Dominical) é a maior e a mais acessível agência de educação religiosa das igrejas evangélicas. Ela auxilia todas as faixas etárias na compreensão das Sagradas Escrituras. Porém, a EBD não pode ser a única responsável pela formação espiritual e moral de nossas crianças, adolescentes e jovens. A responsabilidade maior cabe aos pais. Aliás, a educação de nossos filhos deve começar prioritariamente, em nosso lar, pois assim Deus recomenda em sua Palavra (Ef 6.1-4). (Pr. Elinaldo Renovato - Revistas Lições Bíblicas - CPAD - 2T - 2013)
Assim como Mardoqueu, que possamos ensinar as leis do Senhor aos nossos filhos.
 
2.1 - O Cristão deve Brilhar como Testemunha de Cristo
"Até a criança se dará a conhecer pelas suas ações, se a sua obra for pura e reta." (Pv 20.11)
A Educação cristã é fundamentada na Bíblia, nossa regra de fé, tendo como objetivos instruir, educar, preparar, capacitar o cristão para cumprir integralmente os preceitos divinos da grande comissão. Através da educação cristã o cristão irá influenciar o mundo, ser luz e sal, irá fazer a diferença, será uma testemunha fiel de Cristo.

2.2 - Momento de se Calar
A rainha Vasti recusa assistir o banquete na presença do rei Assuero e é deposta [Et 1.10]. Passado seu furor o rei Assuero ordenou moças virgens , formosas à vista para substituir a rainha Vasti [ Et 2.1-2].
Ester foi levada a casa do rei Assuero juntamente com outras moças [Et 2.8] e aceitou o conselho de Mardoqueu e não falou nada a respeito de seu povo ao rei Assuero [Et 2.10]. E o rei amou a Ester mais do que todas as mulheres [Et 2.17]. Ester esperou o momento certo para revelar sua parentela e o seu povo para o rei Assuero. As palavras dita em horas erradas podem fazer grandes estragos.

2.3 - Momento de não se Calar


3 - O Perfil da Família de Deus
Os primeiros capítulos de Gênesis revelam que a família foi a primeira das instituições divinas na terra.
A família possui atribuições como: vida íntima conjugal, propagação do gênero humano, subsistência, educação, proteção e afeto. Deus tinha uma propósito específico ao estabelecê-la, portanto, conferiu responsabilidades a cada membro dela e um dia teremos de prestar-lhe contas.
Para que ela alcance o ideal divino, cada componente deve exercer seu papel com fidelidade, diligência e amor. (Pr. Eliezer Lira - Revista Lições Bíblicas - CPAD - 2T - 2004)
Que o Senhor conserve a nossa família assim como conservou a de Ester, de pé na Sua presença, com base nos princípios inegociáveis da Palavra.
Mardoqueu foi um grande exemplo de pai que obteve grande sucesso em seu lar.
O que é família ? A família não é um grupo de pessoas rivais, alheias aos interesses uma das outras. Em termos de unidade, é o conjunto de todas as pessoas que vivem sob o mesmo teto, proteção ou dependência do dono da casa ou chefe, que visam ao bem-estar do lar; enfim, que se comunicam, se amam, se ajudam. (Livro: E fez Deus a família - CPAD - págs. 15)

3.1 - É Preciso alcançar o Coração da Criança
A Palavra de Deus é um guia para tudo na nossa vida. É dela que vamos extrair o padrão de comportamento que cada membro da família deve ter, a partir da mais tenra infância. (Pr. Eliezer Lira - Revista Lições Bíblicas - CPAD - 2T - 2004)



3.2- Ester teve seu Caráter formado na Infância
Os pais devem estar bem conscientes e apercebidos de que os anos da infância não voltam mais. Lembre-se: o que for aprendido nessa fase, durará por toda a vida.
A formação da personalidade na criança é quádrupla:
a) Formação cristão. Concerne à doutrina cristã (Ef 6.4);
b) Formação social. Concerne à disciplina cristã;
c) Formação moral. Concerne ao caráter cristão;
d) Formação intelectual. Concerne à escolarização.

De grosso modo, mãe continua sendo a pessoa que mais influência a criança na formação do caráter, por ficar mais tempo com eles, todavia, 
Hoje, com as mudanças que vem ocorrendo no mercado de trabalho conforme já comentei acima no subtópico 1.2, a esta responsabilidade pode também ser atribuída ao pai que fica mais tempo com a criança e não somente a mãe.
Quanto aos filhos estar sob autoridade de outras pessoas. Nenhum motivo, que não seja a morte, justifica os filhos estarem afastados da autoridade dos pais. Quando Deus confiou aos pais a educação e a formação de seus filhos, embutiu, nessa demanda, o exercício da autoridade como algo indispensável.
Quem tem de cuidar de nossos filhos somos nós. Por que impor sobre os outros uma responsabilidade que é prioritariamente nossa? Pouquíssimos são os avós em condições físicas e psicológicas para educar os netos. Portanto, os pais que se encontram fora dos padrões estabelecidos por Deus, devem retomar o poder de educadores de seu filhos enquanto é tempo. E Deus, certamente, os ajudará nesta sublime tarefa (Dt 4.40). (Pr. Eliezer Lira - Revista Lições Bíblicas - CPAD - 2T - 2004)



3.3- Como Educar as Crianças desta Geração?
Na infância quando os filhos estão no ninho o controle dos pais é maior e por vezes impermeável as más influências, ao chegar a adolescência ...
Eles são muito permeáveis à influência do grupo. Por isto, devem os pais estar bem atentos para, além de estar perto deles, conhecer o grupo do qual eles fazem parte. Aproxime-se, pois, desse grupo, a fim de poder administrar a amizade de seu filho, principalmente se os limites devidos não foram bem estabelecidos em sua infância.
Considerando que a autoridade paterna é um instrumento divino a nós confiado para garantir a qualidade da formação de nossos filhos, é imprescindível que todo o pai tenha consciência desta verdade explicada em Gênesis 18.19, quando Deus fala a respeito de Abraão: "Porque eu o tenho conhecido, que ele há de ordenar a seus filhos...". 
A falta de autoridade por parte dos pais não só traz desordem ao lar e vexame no convívio social, como gera indivíduos irresponsáveis, contraventores e despreparados para enfrentar a realidade da vida.
Em Efésios 6.1-4, encontramos princípios quanto a autoridade que deve ser exercida com sabedoria e discernimento pelos pais em relação aos filhos. (Pr. Eliezer Lira - Revista Lições Bíblicas - CPAD - 2T - 2004)


"Todos nós lutamos com o dilema de estabelecer firmes limites e ainda tememos conduzir nossos filhos à rebeldia. Como podemos caminhar nesta tênue linha? Acho que meus pais fizeram um excelente trabalho nesta área. Eles nunca foram muito severos (na verdade, tive mais liberdade que muitos de meus amigos); as expectativas eram expostas tão claramente, que disciplinei a mim mesma para não ultrapassar o limite. Ao fazer más escolhas, sentia-me triste por ter falhado para com meus pais. Eles não costumavam dizer qualquer palavra; apenas me olhavam, eu percebia e me desculpava com eles.
É difícil dizer com exatidão como podemos andar nesta linha entre a autoridade e a severidade. Isto varia de lar para lar e depende muito da personalidade da criança. Alguns filhos necessitam de mais limites que outros. Porém, um princípio básico é comum a todos: ao treinar seus filhos para autodisciplina, é necessário afrouxar as rédeas e permitir que sejam responsáveis por seu próprio comportamento. Este processo é mais conhecido como "tornar-se independente".
A liberação paternal acontece gradativamente, de acordo com a idade e o nível de maturidade da criança. Para ser eficiente, a  autodisciplina da criança necessita ser desenvolvida corretamente. À medida que a criança torna-se mais responsável, recebe menos restrições.
A chave que possibilita esta transição é um relacionamento paternal aberto, que permite exemplo, ensinamento e correção. A criança precisa desenvolver um limite interior que seja repleto de amor." (Criando os filhos no caminho de Deus - CPAD - págs. 273-274).

Conclusão
A história da humanidade é marcada por aqueles que influenciaram suas gerações. Por meio da educação recebida, Ester pôde fazer toda a diferença por onde passava. Que possamos seguir os seus passos e marcar nossa trajetória, exalando o bom perfume de Cristo.






    












5 comentários: