sábado, 17 de outubro de 2020

Lição 4 - A Suficiência de Cristo para Restaurar a Totalidade do Ser Humano

     







CLIQUE AQUI - BAIXAR SUBSÍDIO WORD

CLIQUE AQUI - BAIXAR SUBSÍDIO PDF

CLIQUE AQUI - BAIXAR QUESTIONÁRIO - PR.JULIO CESAR



Professor após a leitura do tema da aula leia o versículo abaixo para explicar que Jesus restaura o homem completamente (totalidade)."Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.", (Mt 11.28-30)


Texto Áureo
"Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá." João 14.27a
Verdade Aplicada
Somente em Jesus conseguiremos obter a restauração em nossa alma.

Texto de Referência
Colossenses 2.10,12-15
10 - E estais perfeitos nele, que é a cabeça de todo principado e potestade;
12 - Sepultados com ele no batismo, nele também ressuscitastes pela fé no poder de Deus, que o ressuscitou dos mortos.
13 - E, quando vós estáveis mortos nos pecados, e na incircuncisão da vossa carne, vos vivificou juntamente com ele, perdoando-vos todas as ofensas,
14 - Havendo riscado a cédula que era contra nós nas suas ordenanças, a qual de alguma maneira nos era contrária, e a tirou do meio de nós, cravando-a na cruz.
15 -  E, despojando os principados e potestades, os expôs publicamente e deles triunfou em si mesmo.


Introdução
Esta lição tem o objetivo de demonstrar que é possível a restauração da totalidade do ser humano pelo poder de Jesus Cristo. Contudo, é necessário que o nascido de novo viva segundo os princípios da Palavra de Deus para desfrutar das bênção que o Bom Deus tem reservado já para a vida nesta terra.

1 - O Mapa de nossa Personalidade
As experiências vivenciadas participam da formação da personalidade, refletindo , assim, na maneira de agir de uma pessoa.

O que é Personalidade ? Personalidade é a soma do comportamento adquirido (Caráter) com o comportamento de herança genética (Temperamento). Personalidade é a Carteira de Identidade do Comportamento Humano. ( Revista conectar+, 4trim 2019) Professor se por acaso os seus alunos perguntarem o que é caráter e temperamento segue abaixo as definiçôes:

Temperamento é um comportamento inato (que pertence ao ser desde o seu nascimento; inerente, natural), determinado por herança genética.Hipócrates e posteriormente Galeno chegaram a conclusão que o homem tem quatro tipos de humores (temperamentos).

Caráter: Conjunto das qualidades de uma pessoa que determina sua conduta em relação a Deus, a si mesma e ao próximo. Para esta aula, faça uma tabela antitética apresentando aos alunos os aspectos positivos e negativos do caráter, conforme a tabela abaixo. Oculte qualquer uma das colunas e solicite aos alunos que descrevam o aspecto oposto.


1.1 - A restauração é para todos
[...]Todos nós precisamos de restauração da alma, uns mais, outros menos. Naturalmente não podemos modificar aquela situação, mas quando nascemos de novo, o Senhor Jesus nos liberta do domínio, também, daquele senso de vergonha das praticas pecaminosas que tenta paralisar a pessoa e sufocá-la com tristeza e desânimo.(2Co5.17)  Podemos citar como exemplo Zaqueu: Zaqueu acolheu Jesus em sua casa alegremente, mas todos os que viram isso murmuraram contra o Mestre. As pessoas estavam tão insensíveis às necessidades espirituais de Zaqueu que não conseguiam vê-lo como um homem carente de salvação. Mas Jesus viu, e, por isso, entrou em sua casa (Lc 19.9; Ap 3.20). O arrependimento de Zaqueu foi instantâneo, e, diante disso, ele tomou diversas resoluções para demonstrar sua mudança. Quando Jesus anunciou que ficaria em sua casa, Zaqueu descobriu que tinha encontrado um amigo novo e maravilhoso. Deus sempre vê o que há no coração humano, mesmo que por fora venhamos aparentar algo diferente. Ele sabe quem somos e como nos alcançar (1Sm 16.7). ( revista BETEL, 3º trim 2017)

1.2 - Em Jesus obtemos a restauração 
Isaias 53 nos apresenta varias características de Jesus. [...]Todas as mazelas do ser humano ele tomou sobre si. (materiais e espirituais)

A solidariedade de Jesus acha-se primeiro na encarnação e morte substituta e sacrifical (Mt 8.16,17). Ele assumiu a natureza humana completa, exceto o pecado (Fp 2.5-8). Revestiu-se de carne, a fim de satisfazer as necessidades espirituais dos homens (Jo 1.14; 3.16). Sua identificação com a humanidade foi tão profunda que, sendo rico, tornou-se pobre; santo, foi crucificado como um pecador, “para que, pela sua pobreza, enriquecêsseis” (2Co 8.9). Os atos solidários de Jesus foram movidos por íntima compaixão e misericórdia (Mt 14.14; 15.32; 20.34).      E, Jesus, saindo, viu uma grande multidão, e possuído de íntima compaixão para com ela, curou os seus enfermos.(Mt 14.14) Jesus preg ava o evangelho da inclusão: Vinde a mim, todos os que estai cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas.(Mt 11:28,29)

1.3 - Paz de espírito e de coração
Encontramos em Is 26.3

Tu conservarás em paz aquele cuja mente está firme em ti; porque ele confia em ti. Paulo, em sua carta aos colossenses, disse que fomos chamados por Deus para uma vida de paz, que será vivida por todos que fizerem parte do corpo de Cristo. Logo, devemos ser agradecidos e buscar produzir o amadurecimento do fruto do Espírito, através do qual dominaremos os mais profundos sentimentos em nossos corações (Cl 3:15). E a paz de Deus, para a qual também fostes chamados em um corpo, domine em vossos corações; e sede agradecidos.(Cl 3:15Comente com os alunos que hoje já virou um jargão em algumas pregações a seguinte frase: "é muito fácil ser cristão quando tudo vai bem". No entanto, esclareça para os alunos que para o cristão verdadeiro nunca as coisas vão mal, pois, se estiver em Cristo, no momento da tempestade, basta clamar que Ele irá acalmá-la. Ressalte para os alunos que o servo fiel deve manter, sempre, uma posição de serenidade, pois não há mal que poderá abatê-lo. (Sl 91:10).( Prof. Eder Tomé)

2 - É preciso se desprender do passado
Professor enfatize que a obra de Jesus na vida do homem é total e suficiente, dispensando qualquer terapia complementar (é o tema de nossa lição)

Terapia alternativa. Muitos mestres dessa prática afirmam, ostensivamente, que o poder de Jesus não é suficiente para curar os traumas emocionais provocados na infância. A regressão psicológica é colocada como um recurso substitutivo além do poder de Jesus. A Bíblia, contudo, ensina que Jesus veio para “curar os quebrantados de coração” (Lc 4.18) e, ainda, a “consolar os tristes” (Is 61.2).( Pr Esequias Soares, CPAD, 2006)

2.1 - Remova as recordações indesejáveis
Segundo o Pr. Ezequias Soares a regressão psicológica está vinculada à cura interior, hoje, usada como uma espécie de “santificação” retroativa. É uma prática contrária à Palavra de Deus.

O perdão bíblico. O texto da mulher adúltera é um exemplo clássico de perdão pleno sem precisar dessas práticas ocultistas. Ela não teve que passar pelo processo de hipnose e nem confessar com quem pecou ou quanto recebeu por vender seu corpo, mas recebeu o perdão de Jesus:( Pr Esequias Soares, CPAD, 2º trim. 2006) “Vai-te e não peques mais” (Jo 8.11). “Estai, pois, firmes na liberdade com que Cristo nos libertou, e não torneis a colocar-vos debaixo do jugo da servidão.” Gálatas 5:1.

2.2 - Tratamento direto na causa e não no sintoma
Esconder o problema não é solução. Nega-lo muito menos. É preciso reconhecer o pecado, confessar, crer no poder de Jesus para perdoar e não mais cometê-lo. [...]

Jesus é o médico em excelência da alma, Ele possui o tratamento adequado para cada sintoma de dor que nela se apresentar e nos submete a prescrição da sua palavra que nos assegura a cura de tristezas, magoas, medos e insegurança. [...] (revista do professor) Explique aos alunos que precisamos ensinar os novos cristãos que somos dependentes de Jesus em todas as áreas de nossa vida (Jo15. 3), a oração deve ser constante, não pode ser opcional, mas necessária e prazerosa. Estou preocupado com a igreja atual, pois é uma igreja que não ora e querem viver de ilusões, falsas promessas, enquanto a realidade é outra. Estamos em uma guerra e precisamos clamar, humilhar, derramar-se diante do Senhor. Hoje a moda é dizer: “Profetiza para teu irmão” ou então: “Diga para o irmão que está do seu lado”. Em nome de Jesus vamos acordar, a igreja precisa de mensagem de Deus e também de lançarem-se aos pés do Senhor, urgente, muitos membros estão doentes emocionalmente, espiritualmente e até fisicamente. Abaixo temos algumas recomendações bíblicas interessantes:

Humilhai-vos, pois, debaixo da potente mão de Deus, para que a seu tempo vos exalte; Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós. Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar; Ao qual resisti firmes na fé, sabendo que as mesmas aflições se cumprem entre os vossos irmãos no mundo. E o Deus de toda a graça, que em Cristo Jesus nos chamou à sua eterna glória, depois de havemos padecido um pouco, ele mesmo vos aperfeiçoe, confirme, fortifique e estabeleça. A ele seja a glória e o poderio para todo o sempre. Amém. (1 Pedro 5:6-11)

2.3 - A paz que cura
Segundo o Pr. Elinaldo Renovato de Lima (2007) Tudo começa na mente. Se a mente não estiver sã, o corpo também não estará. De acordo com a Medicina e a Psicologia, muitas doenças são causadas por problemas emocionais, tais como medo, inveja, ira, mágoa, ódio. A Bíblia adverte que não devemos estar inquietos por coisa alguma e que precisamos ter paz interior (Fp 4.6-8). Por isso, amar e perdoar são sentimentos preventivos contra as doenças mentais e emocionais (Jo 13.34,35; Cl 3.13; Sl 18.1a; Rm 12.10)

"E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus" (Filipenses 4:7)

A verdadeira paz produz uma sensação de prazer indescritível na vida de quem está em Jesus e são guiados pelo Espírito Santo. A paz mantém o Cristão sereno e tranqüilo mesmo em meio às tribulações da vida.

 Romanos 5:1-5 

1 - Sendo, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus por nosso Senhor Jesus Cristo; 2 - Pelo qual também temos entrada pela fé a esta graça, na qual estamos firmes; e nos gloriamos na esperança da glória de Deus. 3 - E não somente isto, mas também nos gloriamos nas tribulações, sabendo que a tribulação produz a paciência. 4 - E a paciência, a experiência; e a experiência, a esperança. 5 - E a esperança não traz confusão, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que foi dado

3 - O inimigo não quer que alcancemos a cura
[...]Ele é o acusador e tem todo interesse em manter uma pessoa prisioneira de seus pecados e suas culpas[...]

3.1 - Não dê ouvido às mentiras do diabo
O Diabo. O termo grego diábolos, “caluniador”, é usado com frequência na Septuaginta para traduzir a palavra hebraica satan, “adversário”. O termo vem do verbo diabállo, “acusar, difamar, enganar, provocar um desacordo”. A especialidade dele é enganar e acusar (Ap12.10). Jesus disse que a essência da natureza dele é a mentira: “Vós tendes por pai ao diabo e quereis satisfazer os desejos de vosso pai; ele foi homicida desde o princípio e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele; quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso e pai da mentira” (Jo 8.44). Sua habitação ainda não é o inferno; ele ainda será lançado nesse lugar, “o fogo eterno preparado para o diabo e seus anjos” (Mt 25.41). (CPAD, 1º trim. 2019) “O Diabo tentou o Filho do homem, mas também o Filho de Deus. Foi uma disputa entre Jesus, cheio do Espírito Santo, e o acusador dos homens. O Diabo tinha vencido, com Adão e Eva. Ele tinha esperanças de triunfar sobre Jesus” (ROBERTSON, A. T. Comentário de Lucas: À Luz do Novo Testamento. 1ª Edição. RJ: CPAD, 2013, p.80).

3.2- Devemos confiar em nosso pastor
Obs. O comentarista explica de forma clara este assunto, mas é importante enfatizar que nem todos os casos devemos tomar o mesmo caminho.  Por exemplo, menciono um caso que não devemos procurar o pastor:

23Assim sendo, se trouxeres a tua oferta ao altar e te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, 24deixa ali mesmo diante do altar a tua oferta, e primeiro vai reconciliar-te com teu irmão, e depois volta e apresenta a tua oferta(Mt5.23-24)

“As Escrituras descrevem muitas categorias de pecados. Podem ser cometidos por incrédulos ou por crentes, sendo que estes dois grupos são lesados pelos pecados e precisam da graça. Os pecados podem ser cometidos contra Deus, contra o próximo, contra o próprio-eu ou contra alguma combinação destes. Em última análise, porém, todo o pecado é contra Deus (Sl 51.4; cf. Lc 15.18,21). O pecado pode ser confessado e perdoado. Não sendo perdoado, continuará exercendo o seu domínio sobre a pessoa. A Bíblia ensina que uma atitude pode ser tão pecaminosa quanto um ato. Por exemplo, a fúria contra alguém pode ser tão pecaminosa quanto o assassinato, e um olhar de concupiscência, tão pecaminoso quanto o adultério (Mt 5.21,22,27,28; Tg 3.14-16). A atitude pecaminosa inutiliza a oração (Sl 66.18). O pecado pode ser ativo ou passivo, ou seja, a prática do mal ou a negligência à prática do bem (Lc 10.30-37; Tg 4.17). Os pecados sexuais físicos são lastimáveis para os cristãos, porque abusam o corpo do Senhor na pessoa do crente e porque o corpo é o templo do Espírito Santo (1Co 6.12-20)” (HORTON; Stanley (Ed). Teologia Sistemática: Uma Perspectiva Pentecostal. RJ: CPAD, 1996, pp.289,290).

3.3 - Vida com abundância
O Senhor Jesus, o bom pastor, revelou que, enquanto há os que procuram roubar matar e destruir, Ele veio para que suas ovelhas desfrutem de “vida com abundancia”- “vida completa”- “vida em plenitude”;“superabundância”[...].Tal verdade não significa uma existência sem adversidades e aflições... “Compromisso com o contentamento (Fp 4.10-13) [...] Nos versos 11-14, Paulo ressalta ser livre da opressão da necessidade. Sua alegria não se deve a ter suas necessidades satisfeitas, mas ao fato de que a preocupação dos filipenses está fundamentada no Senhor. O relacionamento de Paulo com Deus tem-no conduzido a um senso de contentamento que transcende sua circunstância imediata. Paulo experimentou tanto a necessidade quanto a abundância. (A palavra usada para ‘necessidade’ aqui, é a mesma para a humilhação de Cristo no capítulo 2.8 de Filipenses; mas, devido a este contexto, provavelmente se refere à privação econômica). Ele então emprega dois conjuntos de verbos contrastantes para mostrar os extremos através dos quais experimentou contentamento: quando estava bem alimentado, quando teve fome, quando viveu períodos de abundância e quando padeceu necessidades. Através de todas estas situações, descobriu o segredo do contentamento. Em uma conclusão triunfal, no verso 13 revela a sua principal fonte de contentamento: ‘Posso todas as coisas, naquele que me fortalece’. Este contexto do verso tem sido freqüentemente transgredido, e esta verdade tem sido colocada a serviço de extravagâncias caprichosas. O apóstolo está claramente se referindo à grande variedade de suas próprias experiências (Fp 4.12)” (Comentário Bíblico Pentecostal Novo Testamento. 2.ed., RJ: CPAD, 2004, p.1313).

Conclusão
Que o Espírito Santo nos ajude a permanecermos em Cristo, para que, mesmo estando ainda em um mundo repleto de aflições, possamos desfrutar de paz, alegria e vida abundante. Permaneçamos em oração e vigilância constantes, guardando coração e mente para não sermos sufocados com o que não edifica e impede nosso crescimento em Cristo.






    












12 comentários:

  1. Paz do Senhor Jesus Cristo irmãos. Deus abençoe a todos em nome de Jesus Cristo. Excelente ajuda.

    ResponderExcluir
  2. A paz do Senhor. Dá uma revisada na definição de de Fleumatico.

    ResponderExcluir
  3. Respostas
    1. Pr Formiga, Bênção tê-lo visitando nosso Site ! A paz do Senhor !

      Excluir
  4. Boa noite, não estou conseguindo baixar em powerpoint, quando baixo o download é em pdf.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opção POWERPOINT , realmente estava errado o Link da opção WINDSCREEN , obrigado, já fizemos a correção !

      Excluir
  5. Lição maravilhosa, bem explicada!
    Benção de Deus.

    ResponderExcluir
  6. Parabéns pelo comentário e subsídio da lição muirbom mesmo.

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia a página, estou conhecendo através de um amigo e gostei muito e com certeza repassarei a outros amantes da Palavra. Meus sinceros agradecimentos aos idealizadores e mantenedores deste projeto.

    ResponderExcluir