sábado, 10 de outubro de 2020

Lição 3 - Vencendo os Mecanismos de Defesa da Velha Natureza

    







CLIQUE AQUI - BAIXAR SUBSÍDIO WORD

CLIQUE AQUI - BAIXAR QUESTIONÁRIO



Texto Áureo
"Porque a inclinação da carne é morte; mas a inclinação do Espírito é vida e paz." Romanos 8.6
Verdade Aplicada
QAquele que nasceu e anda em Espírito não mais vive dominado pelas inclinações da velha natureza.

Texto de Referência
Efésios 4.22-24,31-32
22 - Que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano,
23 - E vos renoveis no espírito do vosso sentido,
24 - E vos revistais do novo homem, que segundo Deus é criado em verdadeira justiça e santidade.
31 - Toda amargura, e ira, e cólera, e gritaria, e blasfêmia, e toda malícia sejam tiradas de entre vós.
32-  Antes, sede uns para com os outros benignos, misericordiosos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo.


Introdução
O comentarista Pr. Isaqueu Mendes fala da existência de mecanismos de defesa da velha natureza, evidência um desses mecanismos: A Ira e o perigo do autoengano. Finaliza apontando a quem o crente deve recorrer para abandonar a velha natureza e como participar da natureza divina.

1 - As Defesas da Velha Natureza
O comentarista Pr. Isaqueu Mendes, afirma que uma vez que nos convertemos a Jesus e estamos passando pelo processo de salvação : Regeneração, Justificação (Salvação do passado) , Santificação (Salvação do presente) e glorificação (Salvação do futuro) estamos de fato vivendo uma nova vida ao qual exige transformação.
Reflita com seus Alunos que agora devemos ser participantes da natureza divina, e que não devemos mais ser dominados pela Velha Natureza.
A primeira pergunta a ser feita é : O quê faz parte da Velha Natureza ?


1.1 - Alguns Mecanismos de Defesa
O nosso coração é enganoso (Jr 17.9), por vezes cria mecanismo de autodefesa para que nosso corpo continue a ser dominado pela Velha Natureza, por vezes, tentamos enganar a nós mesmos e não queremos ser confrontados pelo Espírito Santo que produz em nós o fruto do espírito, ao qual faz parte da natureza divina.

Fruto do Espírito - Gálatas 5.22



1.2 - Negação e Mentira

Alguns leem a narrativa sobre Ananias e Safira sendo mortos e acusam Deus de ser rigoroso demais: "Eu pensava que Deus era amoroso e que Ele perdoava. Eu pensava que toda questão de ira era para os tempos do Antigo Testamento". Com uma ênfase na graça e na misericórdia, é fácil ignorar uma verdade igualmente importante em relação à santidade de Deus. Devemos nos lembrar de que Deus não mudou (Ml 3.6). Ele ainda detesta o pecado, tanto quanto sempre detestou.  O juízo de Deus sobre Ananias e Safira produziu choque e medo entre os crentes, fazendo-os perceber com que seriedade Deus considera o pecado na igreja. (Bíblia de Estudo Cronológica Aplicação Pessoal - CPAD - Pág.1533)

1.3 - Camuflagem

Assim como o camaleão e algumas borboletas se camuflam para se proteger dos predadores, o ser humano pode usar a irritação no momento de confronto direto, para proteger-se ou resguardar-se de possível divulgação de seus erros. Utiliza-se da ira para intimidar seu confrontador, e assim evita que suas deficiências e desvios sejam colocados sobre a mesa. A Pessoa que assim faz, engana a si próprio, vive projetado na falsa aparência, vive uma ficção, uma vida de fingimento e mentiras (Prof. Éder Tomé)


2 - A Ira
A ira é um estado emocional caracterizado pelo acúmulo de irritação tal que leva o indivíduo a um descontrole emocional sem precedentes. Isso pode levá-lo a ações comprometedoras. O rei Salomão comparou o homem que se apressa em irar-se ao tolo (Ec 7.9) e ao insensato, isto é, aquele que é falto de razão, demente, louco (Pv 27.3).
O conselho bíblico é, pois, para que o homem esteja sempre retardando irar-se (Sl 37.8; Pv 15.18; 16.32; Tg 1.19). Como todos os demais pecados, a ira traz consequências. Porque ela desenvolve outras tantas situações prejudiciais ao próximo: Orgulho, Crueldade, Malícia, Blasfêmia, Desavença, Contenda. (Pr. Jorge Linhares - Revista Lições da Bíblia - Central Gospel - nr.5 - Ano 2)

É cada vez mais comum convivermos com pessoas azedas, explosivas, grossas, malcriadas, que usam o direito de irar-se para ofender, encolerizar-se, agredir e abusar dos outros. A maioria não só fica nervosa, mas extrapola, passa do limite, perdendo o equilíbrio e o bom senso. 
(Pr. Silmar Coelho - Revista Lições da Bíblia - Central Gospel - nr.9 - Ano 2)

É fato que todas as pessoas têm seus momentos de ira, de rancor, de raiva. Mas essa situação não deve perdurar por muito tempo. São situações momentâneas, passageiras (Ef 4.26), para não se tornar pecado. A ira é como a tentação que se não for consumada, não é pecado. A Bíblia diz que o homem sábio desvia a ira (Pv 29.8).
O rei Salomão foi usado por Deus, em toda sabedoria, para advertir acerca da ira. Ele diz que o homem que se ira facilmente fará coisas loucas e também aquele de maus pensamentos não será apreciado (Pv 14.17).
A ira é obra da carne que prejudica a vida espiritual. Muitas coisas desagradáveis poderão acontecer àquele que, por orgulho ou soberba, não se humilhar para mudar de atitude.
Em lugar de alegria, paz e felicidade, brotarão a tristeza, as brigas, discussões, mágoa, amargura, guerra, desunião e o desejo ardente de vingança. "Não te apresses no teu espírito a irar-te, porque a ira abriga-se no seio dos tolos". (Eclesiastes 7.9) (Pr. Jorge Linhares - Revista Lições da Bíblia - Central Gospel - nr.5 - Ano 2)


2.1 - A Ira da velha natureza precisa ser contida
Como já vimos, a Ira é uma obra da carne que faz parte de nossa humanidade caída, o crente agora em uma nova roupagem, deve tirar de si este sentimento carnal, apóstolo Paulo ensinou: "Toda amargura, e ira, e cólera, e gritaria, e blasfêmia e toda a malícia seja tirada de entre vós" (Efésios 4.31).
Em Efésios 4.26-32, estão algumas sugestões dadas, pelo próprio apóstolo, para o crente banir o nervosismo que provoca a ira:
- Não dormir irado; antes do anoitecer reconcilia-se e perdoe os ofensores.
- Não cultivar a ira para que ela não cresça e chegue a atitudes extremas
- Não usar palavras ofensivas ou agressivas que suscitem a ira de alguém.
- Usar palavras que edifiquem, até mesmo em situações de discórdias.
- Evitar entristecer o Espírito Santo, perdendo o controle da situação.
- Evitar qualquer espécie de atitudes que despertem a ira.
(Pr. Jorge Linhares - Revista Lições da Bíblia - Central Gospel - nr.5 - Ano 2)

- Não use palavras torpes (Ef 4.29a). Alguns por serem cristãos, não usam "palavrões" vulgares, porém, quando "explodem", usam palavras ofensivas e pesadas. Não é preciso usar "palavrão" para ferir e magoar.
- Cuidado para não perder o controle, isso demonstra que a pessoa esta sob o domínio da carne e não do Espírito;
- Afasta-se da ira e da gritaria (Ef 4.31). Quase todos, quando estão irados, levantam a voz. Sem mesmo notar, gritam, ofendem e magoam.
(Pr. Silmar Coelho - Revista Lições da Bíblia - Central Gospel - nr.9 - Ano 2)




2.2 - O Perigo do Autoengano
Pintamos nossa ira como algo puro, mas a Palavra de Deus é bem mais realista: "Enganoso é o coração ..." (Jr 17.9). O Profeta Jonas oferece um caso clássico de autoengano.
Por que Jonas se irritou quando Deus poupou Nívive?
Nos tempos de Jonas, os judeus não queriam compartilhar a mensagem de Deus com nações gentias, da mesma maneira como resistiram a isso nos tempos de Paulo (1Rs 2.14-16). Eles haviam se esquecido do seu propósito original como nação, ser uma bênção para o resto do mundo, compartilhando a mensagem de Deus em outras nações (Gn 22.18). Jonas pensou que Deus não deveria dar, gratuitamente, sua salvação a uma nação pagã e ímpia. No entanto, isso é exatamente o que Deus faz a todos os que vão a Ele, hoje, com fé. 
Jonas revelou a razão de sua relutância em ir a Nínive (Jn 1.3). Ele não desejava que os ninivitas fossem perdoados (o propósito do juízo de Deus é a correção, e não a vingança). É possível que sua visão seja tão limitada como de Jonas? Jonas ficou feliz quando Deus o salvou, mas se irritou quando Nínive foi salva. Jonas se irritou quando a planta secou, mas não com o que poderia ter acontecido com Nínive.
(Bíblia de Estudo Cronológica Aplicação Pessoal - CPAD - Pág.784)
Quando nos sentimos irados, devemos forçar a retirada desses pensamentos, pois corre-se o risco de se firmar dentro de cada um de nós a certeza de que estamos corretos em nossos procedimentos, é justamente neste ponto que vem o autoengano (Prof. Éder Tomé)

2.3 - Considerando a causa da Ira
Tiago 4.1-2 aponta como frutos da ira: matar (no sentido de aborrecer, irar-se ao seu irmão), cobiçar, guerrear e lutar.
Tiago relata com tristeza que tudo isso ocorre dentro do corpo de Cristo, a Igreja! A ira leva as dissensões e as contendas entre os crentes, ela surge dos maus desejos egoístas que estão em combate dentro de nós. (Bíblia de Estudo Cronológica Aplicação Pessoal - CPAD - Pág.1565)

3 - A Graça de Deus e a Velha Natureza
"Como fazer" para não sermos dominados pela velha natureza, pelos desejos pecaminosos ? 

3.1 - A Vacina da Graça
A resposta de Tiago não é "como fazer" para não ser dominado pela velha natureza e pelos desejos pecaminosos.
A resposta de Tiago é "a quem recorrer" (Tiago 4) para não ser dominado pela velha natureza e pelos desejos pecaminosos.
Precisamos recorrer à graça de Deus que nos capacita a lidar com o conflito interpessoal. A graça de Deus nos torna pessoas agradáveis e felizes com alguma atitudes em comum, que podemos enumerá-las :
1) Elas sorriem muito; riem com frequência e em alto e bom som;
2) Expressam os sentimentos com facilidade;
3) São otimistas;
4) Fazem coisas de que gostam e gostam das coisas que fazem;
5) Conservam a saúde física e emocional;
6) Cuidam dos aspectos mentais, emocionais e espirituais;
7) Amam a si mesmas e aos seus semelhantes;
8) Fazem os outros se sentirem melhor;
9) São gratas por todo tipo de coisa;
10) Têm amigos, bons relacionamentos e compreendem a importância deles;
11) Revelam um ótimo senso de humor;
12) Sabem que são felizes e agem para continuarem felizes.
Sem dúvida, todos concordam que é difícil encontrar as características acima em uma pessoa que está sempre irada (Ec 7.9). Porém, qual de nós nunca ficou irado? A ira funciona como a válvula da panela de pressão que ajuda a panela não explodir. Qualquer pessoa pode e deve controlar a ira. Há pessoas que explodem por qualquer motivo. Alguns cometem loucuras em nome dos seus direitos e convicções. Outros extravasam a ira, usando palavras que causam amargura e feridas profundas (Tg 1.19,20). (Pr. Silmar Coelho - Revista Lições da Bíblia - Central Gospel - nr.9 - Ano 2)

3.2- Precisamos permitir ser vacinados
Tiago 4.4-5, Deus nos chama a abandonarmos os amantes da velha natureza. 
Tiago 4.6-10 mostra que Deus nos convoca a nos arrependermos de nossos desejos dominantes pecaminosos. 
Cheguemos a Deus, e ele chegará a vós, devemos nos submeter e se colocar debaixo do jugo de Cristo.
Deus pode através da sua graça transformar ofensores em mensageiros de redenção. Em vez de produzir tragédias, o iracundo pode mudar e ser agente de alegria. A presença de Deus acalma o mais irado coração, amansa o mais nervoso dos homens e transforma em cordeiro o mais voraz dos lobos. Uma vez cheio do Espírito Santo, o poder do amor é maior do que o domínio da raiva. (Pr. Silmar Coelho - Revista Lições da Bíblia - Central Gospel - nr.9 - Ano 2)

3.3 - A velha natureza é vencida
"Não te vingarás, nem guardarás ira contra os filhos do teu povo; mas amarás o teu próximo como a ti mesmo. Eu sou o Senhor" (Lv 19.18)"
É próprio do ser humano sentir o desejo de vingar-se quando é ofendido por alguém. O primeiro desejo de quem sofre uma ofensa é "pagar com a mesma moeda". Parece que isso trará um prazer como de uma conquista ou vitória. No entanto, tal pensamento não é coerente com o espírito cristão (Lc 9.52-55).
Jesus proíbe o ato de vingança porque esse é sempre produzido pela ira. Primeiro aparece o ódio, que é uma raiva sem limites, agressiva. Esse gera a ira, isto é, um furor que desencadeia o desejo de revide.
Vários são os motivo que podem gerar o desejo de alguém vingar-se: uma decepção, uma perda, a inveja, o ciúme, a injustiça, uma derrota, até mesmo um mal entendido (Exemplo: os irmãos de José, como os corações tomados pelo ciúme e a inveja, tiveram um forte desejo de vingança, somado a isso, transferiram também para o irmão José todas frustrações e rancor que sentiam do pai)
O Salmista Davi, com muita sabedoria, recomenda: "Deixa a ira, e abandona o furor; não se indignes para fazer o mal" (Sl 37.8).
A Bíblia registra vários casos de pessoas que tentaram praticar, ou mesmo praticaram vingança. Todas elas, no entanto, tiveram um final dramático (Exemplo: Jezabel contra Elias, o caso de Hamã contra os judeus, Caim contra Abel) 
É necessário perdoar : Quando se trata de servos de Deus, de pessoas tementes a Deus, mesmo com o coração partido pela dor, pelo sofrimento, mesmo assim deve proferir palavras de perdão e de misericórdia. A Bíblia recomenda que a vingança pertence ao Senhor (Rm 12.19). (Pr. Jorge Linhares - Revista Lições da Bíblia - Central Gospel - nr.5 - Ano 2)

Conclusão
O Crente deve produzir fruto do Espírito (natureza divina) e banir de sua vida espiritual as obras da carne (velha natureza).
A Ira e a vingança fazem parte da velha natureza,  é um sentimento maléfico que não condiz com a vida cristã. A vingança deve vir de Deus, a vingança humana pode trazer graves consequências.
Somente existe uma forma para nos libertarmos da velha natureza, recorrer a graça de Deus.






    




Não perca Aula EBD ao Vivo - Domingo às 08:00
Se Inscreva no Canal - clique no Sininho para receber Notificação









12 comentários:

  1. Parabéns aos professores e obreiros da obra do Mestre. só tenho à agradecer pela disponibilização deste material de ótima qualidade em sua elaboração. Que Deus vos abençes!

    ResponderExcluir
  2. Paz do Senhor Jesus Cristo, e Parabéns pela eficiência no trabalho da obra do Senhor Jesus, esse subsídio tem me ajudado muito, que Deus continue vos abençoando cada dia mais...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém, vamos fazer de tudo para postar nosso material com mais antecedência para melhorar ainda mais, A Paz do Senhor irmão Marco !

      Excluir
  3. Quero agradecer e parabenizar pelo excelente trabalho nas lições, tenho certeza que tem ajudado muitas pessoas e professores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Irmão Francisco, a Equipe agradece, vamos melhorar sempre !

      Excluir
  4. Parabéns a todos tem me ensinado muito e também me ajudado na sala de aula muito obrigada mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Professora Alda, vamos melhorar ainda mais para Glória de nosso Deus !

      Excluir
  5. file:///C:/Users/Carlos%20Andr%C3%A9/Desktop/Vencendo%20os%20mecanismos%20da%20velha%20natureza.%20%20EBD%2018%20%2010%20%20%202020..pdf
    Segue-se em pdf um estudo para essa lição !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kelly a paz do Senhor, tentamos acessar o link mas não conseguimos sucesso, mesmo assim muito obrigado, todo material adicional será bem-vindo !

      Excluir
  6. Paz do Senhor Jesus Cristo! Que Deus abençoe essa equipe de professores que muito tem nos abençoado.

    ResponderExcluir