sábado, 15 de fevereiro de 2020

Lição 8 - O Início da Civilização Humana

 


                                                                                                                                                 

Aula Presencial dia 23 de Fevereiro de 2020

                                                                                                                                                 








                                                                                                                                                 

Hinos Sugeridos da Harpa Cristã
21 - Gloriosa Aurora

126 - Bem-Aventurança do Crente

232 - Os Bem Aventurados


                                                                                                                                                 



Gênesis 4.1-16
1 - E conheceu Adão a Eva, sua mulher, e ela concebeu, e teve a Caim, e disse: Alcancei do SENHOR um varão.
2 - E teve mais a seu irmão Abel; e Abel foi pastor de ovelhas, e Caim foi lavrador da terra.
3 - E aconteceu, ao cabo de dias, que Caim trouxe do fruto da terra uma oferta ao SENHOR.
4 - E Abel também trouxe dos primogênitos das suas ovelhas e da sua gordura; e atentou o SENHOR para Abel e para a sua oferta.
5 - Mas para Caim e para a sua oferta não atentou. E irou-se Caim fortemente, e descaiu-lhe o seu semblante.
6 - E o SENHOR disse a Caim: Por que te iraste? E por que descaiu o teu semblante?
7 - Se bem fizeres, não haverá aceitação para ti? E, se não fizeres bem, o pecado jaz à porta, e para ti será o seu desejo, e sobre ele dominarás.
8 - E falou Caim com o seu irmão Abel; e sucedeu que, estando eles no campo, se levantou Caim contra o seu irmão Abel e o matou.
9 - E disse o SENHOR a Caim: Onde está Abel, teu irmão? E ele disse: Não sei; sou eu guardador do meu irmão?
10 - E disse Deus: Que fizeste? A voz do sangue do teu irmão clama a mim desde a terra.
11 - E agora maldito és tu desde a terra, que abriu a sua boca para receber da tua mão o sangue do teu irmão.
12 - Quando lavrares a terra, não te dará mais a sua força; fugitivo e errante serás na terra.
13 - Então, disse Caim ao SENHOR: É maior a minha maldade que a que possa ser perdoada.
14 - Eis que hoje me lanças da face da terra, e da tua face me esconderei; e serei fugitivo e errante na terra, e será que todo aquele que me achar me matará.
15 - O SENHOR, porém, disse-lhe: Portanto, qualquer que matar a Caim sete vezes será castigado. E pôs o SENHOR um sinal em Caim, para que não o ferisse qualquer que o achasse.

16 - E saiu Caim de diante da face do SENHOR e habitou na terra de Node, da banda do oriente do Éden.

                                                                                                                                                 





                                                   

Texto Áureo
"E conheceu Caim a sua mulher, e ela concebeu e teve a Enoque; e ele edificou uma cidade e chamou o nome da cidade pelo nome de seu filho Enoque." (Gn 4.17)
Verdade Prática
Uma das missões do ser humano é povoar a Terra, dominar os segredos da criação divina e fundar uma sociedade que venha a glorificar o nome de Deus.
Objetivo Geral
Esclarecer que Deus intervém na civilização humana.


Objetivo Específico
I - Conceituar a origem da civilização humana;
II - Correlacionar civilização e conflito;
III - Demonstrar o Deus que intervém na civilização.

Introdução



I - A Origem da Civilização Humana

1 - Definindo a Civilização



2 - O Casamento como Base da Civilização
A civilização humana teve início quando Adão recebeu Eva como esposa (Gn 2.18-25). A partir daí, não somente a família, mas a nação, o povo e o Estado tornaram-se possíveis (Gn caps. 5 e 10).
Portanto, sem o casamento, cujo real modelo encontramos na Bíblia Sagrada (Monogâmico, Indissolúvel e heterossexual) , a civilização humana seria impossível. 

3 - A Subsistência da Civilização
A Bíblia Sagrada apresenta o trabalho não como um fim em si mesmo, mas como um meio à subsistência humana (Sl 128.2;. 
"Pois comerás do trabalho das tuas mãos, feliz serás, e te irá bem" (Sl 128.2).
"Porque, quando ainda estávamos convosco, vos mandamos isto: que, se alguém não quiser trabalhar, não como também." (2Ts 3.10).
Não são poucos os que imaginam seja o trabalho a maldição que nos adveio por causa do pecado. Nada mais antibíblico. Muito antes de o homem cair em transgressão (Gn 3), Deus já o havia encarregado de fazer plantio e guardar o jardim do Éden. Além disso, o próprio Deus "trabalha até agora" (Jo 5.17). O trabalho é uma das maiores bênçãos na vida do ser humano.(Pr.Claudionor C.Andrade - Revista CPAD Adultos - 4T - 2006 - Pág.51)
Após a queda, o trabalho humano tornou-se um enfado, devido à enfermidade do planeta.
"No suor do teu rosto, comerás o teu pão, até que te tornes à terra; porque dela foste tomado, porquanto és pó e em pó te tornarás." (Gn 3.19).
Clique Aqui - Versículos sobre Trabalho


II - Civilização e Conflito
A inveja, o homicídio, a poligamia e a desordem social marcaram a civilização humana desde o início.

1 - Caim e Abel
Os primeiros filhos de Adão dedicaram-se à subsistência básica da civilização humana: a agricultura e a pecuária. Caim fez-se lavrador enquanto Abel, seu irmão, dedicou-se ao pastoreio.
"E teve mais a seu irmão Abel; e Abel foi pastor de ovelhas, e Caim foi lavrador da terra." (Gn 4.2)
Já não era mais tudo fornecido para o sustento de Adão e Eva, como fora no jardim do Éden, onde suas tarefas diárias eram revigorantes e prazerosas. Agora eles tinham que lutar contra os elementos, para conseguir alimento, roupas, e abrigo, para si mesmos e para sua família. Caim se tornou agricultor,ao passo que Abel se tornou pastor. Atualmente em algumas regiões do Oriente Médio, essas profissões antigas ainda existem, tanto quanto no tempo de Caim e Abel. (Bíblia de Estudo Cronológica Aplicação Pessoal - CPAD - Pág.14)
Foi na convergência (no encontro) de ambas as atividades, que Caim, o agricultor, movido por uma INVEJA maligna, matou Abel, o pecuarista temente a Deus (Gn 4.8).

2 - A Cidade de Lameque
Enoque (não confundir com o piedoso ancestral de Noé) foi o nome da primeira cidade fundada na terra. 
Estabelecida por Caim, logo após este haver assassinado Abel, a cidade de Enoque foi marcada pela violência e pela banalidade quanto à vida humana. Tanto é que Lameque, um dos netos de Caim, matou dois homens por motivos fúteis e, em seguida, celebrou o seu duplo homicídio com uma poesia.
"E disse Lameque a suas mulheres: Ada e Zilá, ouvi a minha voz; vós, mulheres de Lameque, escutai o meu dito: porque eu matei um varão, por me ferir, e um homem, por me pisar. Porque sete vezes Caim será vingado; mas Lameque, setenta vezes sete." (Gn 4.23-24)
Infelizmente quando deixadas à própria sorte, as pessoas tendem a piorar, em lugar de melhorar. Este breve resumo da família de Lameque nos mostra a variedade de talento e habilidade que Deus dá aos humanos, e também apresenta a contínua evolução do pecado, à medida que passa o tempo. Outra morte aconteceu, supostamente em defesa própria. A violência era intensa. Dois grupos distintos emergiam: os que mostravam indiferença com relação ao pecado e o mal, e aquele que adoravam ao Senhor - os descendentes de Sete (Gn 4.26). Sete tomou o lugar de Abel como líder de uma linhagem  de pessoas fiéis a Deus.
(Bíblia de Estudo Cronológica Aplicação Pessoal - CPAD - Pág.16)
"E a sete mesmo também nasceu um filho; e chamou o seu nome Enos; então, se começou a invocar o nome do Senhor." (Gn 4.26)

3 - A Tecnologia
Paralelamente à sua iniquidade, a civilização caimita, instalada na cidade de Enoque, experimentou grande progresso tecnológico, econômico e artístico. Havia, ali, fabricantes de tendas, criadores de gado, metalúrgicos e músicos.
"A Ada teve a Jabal; este foi o pai dos que habitam em tendas e têm gado. E o nome do seu irmão era Jubal; este foi o pai de todos os que tocam harpa e órgão. e Zilá também teve a Tubalcaim, mestre de toda obra de cobre e de ferro; e irmã de Tubalcaim foi Naamá" (Gn 4.20-22).
Do texto bíblico, inferimos que havia mais progresso entre os filhos de Caim do que entre os de Sete. Por esse motivo, estes, seduzidos pela civilização daqueles, vieram a afastar-se Deus.
"E aconteceu que, como os homens começaram a multiplicar-se sobre a face da terra, e lhes nasceram filhas, viram os filhos de Deus que as filhas dos homens eram formosas; e tomaram para si mulheres de todas as que escolheram. Então, disse o Senhor: Não contenderá o meu Espírito para sempre com o homem, porque ele também é carne; porém os seus dias serão cento e vinte anos." (Gn 6.1-3).
Algumas pessoas pensam que os "filhos de Deus" eram anjos caídos, mas os "filhos de Deus" provavelmente não eram anjos, porque os anjos não se casam nem se reproduzem (Mt 22.30; Mc 12.25). Alguns estudiosos creem que esta expressão se refere aos descendentes de Sete, que celebraram casamentos interraciais com os perversos descendentes de Caim. Isto teria enfraquecido a boa influência dos fiéis e aumentado a depravação moral no mundo, resultando em uma explosão do mal.(Bíblia de Estudo Cronológica Aplicação Pessoal - CPAD - Pág.17)
A partir daí, a iniquidade alastrou-se de tal forma na terra, que o Senhor Deus decretou o juízo de toda aquela civilização.
"Então, disse Deus a Noé: O fim de toda carne é vindo perante a minha face; porque a terra está cheia de violência; e eis que os desfarei com a terra." (Gn 6.13).


III - O Deus que Intervém na Civilização

1 - A Intervenção na Biografia de cada homem
Deus interveio diretamente, por exemplo, nas biografias de Adão, Caim e Enoque (Gn 3.9; 4.6; 5.24). Ele assim o faz, não apenas para disciplinar e punir, como também para recompensar aos seus servos (Hb 11.6).
Deus não se limitou a criar o Universo, nem nos abandonou após nos haver formado. Ele continua a observar atenta, justa e amorosamente todas as coisas.
"Os olhos do Senhor estão em todo lugar, contemplando os maus e os bons." (Pv 15.3)
E, sempre que necessário, intervém. Se o Senhor não agisse assim, a civilização humana, como a conhecemos, não mais existiria.

2 - A Intervenção na História da Civilização
No período da História Sagrada, abrangendo o Antigo e o Novo Testamento, Deus interveio diretamente na civilização por ocasião do Dilúvio e da Torre de Babel. 
"E disse o Senhor: Destruirei, de sobre a face da terra, o homem que criei, desde o homem até ao animal, até ao réptil e até à ave dos céus; porque me arrependo de os haver feito." (Gn 6.7)
"Então, desceu o Senhor para ver a cidade e a torre que os filhos dos homens edificavam." (Gn 11.5)
E, desde então, vem o Senhor intervindo, na História, por intermédio de reinos e impérios, a fim de impor a sua vontade soberana aos rebeldes e apóstatas (Jr 21.7; Is 45.1,13).
"E, depois disto, diz o Senhor, entregarei Zedequias, rei de Judá, e seus servos, e o povo, e os que desta cidade restarem da pestilência, e da espada, e da fome na mão de Nabucodonosor, rei da Babilônia, e na mão de seus inimigos, e na mão dos que buscam a sua vida; e feri-los-à a fio de espada; não os poupará, nem se compadecerá, nem terá misericórdia." (Jr 21.7)
Vemos acima que Deus colocou Israel nas mãos do rei Nabucodonosor, rei da Babilônia, intervindo na história do povo de Israel que se tornou escravo dos ímpios em consequência de seus pecados.
"Assim diz o Senhor ao seu ungido, a Ciro, a quem tomo pela sua mão direita, para abater as nações diante de sua face; eu soltarei os lombos dos reis, para abrir diante deles as portas, e as portas não se fecharão. Eu o despertei em justiça e todos os seus caminhos endireitarei; ele edificará a minha cidade e soltará os meus cativos não por preço nem por presentes, diz o Senhor dos Exércitos." (Isaías 45.1,13)
Vemos acima que Deus colocou o rei Nabucodonosor nas mãos de Ciro rei do Império Medo-Persa, limitando o governo babilônico, intervindo na história de Israel, ao qual foi colocada em liberdade pelo rei Ciro chamada aqui de ungido.
Porque Deus intervém na história, no governo das autoridades constituídas ? Porque Sua é a Terra e os que nela habitam.
No Slide fiz questão de lembrar os irmãos que Deus limitou o poder do rei Nabucodonosor no Império Babilônico, inclusive Deus avisou ao rei Nabucodonosor que seu reinado chegaria ao fim, da mesma forma de antemão também limitou o governo do Império Medo-Persa, Império Grego e Império Romano cumprindo a profecia de Daniel 2.32-46.
Bem sabemos que esta profecia ainda não foi cumprida na sua totalidade, o império babilônico (cabeça de ouro), o império medo-persa (peito e braços de prata), Império grego (ventre e coxas de cobre) e o império romano (pernas de ferro) já caíram por terra, mas ainda falta o cumprimento do Império que ainda não sabemos qual é, simbolizada por pés de ferro e barro, que também cairá por terra com a intervenção de Deus.
Qual império será esse simbolizado por pés de ferro e barro ? Estudiosos apontam que os pés possuem dez dedos, indicando que esse império que há de vir será formado por dez nações (simbolizada pelo barro) influenciada por roma (Antigo Império romano - ferro), é possível que a representação do ferro em mistura com o barro corresponde à influência do papado nela. Veja bem, as dez nações não serão governadas por roma, elas serão influenciadas.
Vê-se, pois, que a intervenção divina na civilização jamais foi interrompida. De Adão aos nossos dias, o Senhor sempre interveio na história humana. Doutra forma, a humanidade seria inviabilizada.

3 - Jesus Cristo, a Única Esperança para a Civilização Humana
Às vezes somos levados a pensar que o Senhor Jesus veio a este mundo apenas para salvar indivíduos. Todavia, o amor de Deus não se limita às biografias, porque Ele, amando o mundo de tal maneira, enviou o seu Unigênito para salvar a todos, inclusive a civilização e a História (Jo 3.16).
Na Grande Comissão, somos instados a evangelizar até aos confins da Terra, pois o Evangelho de Cristo redime tanto pessoas como povos e civilizações (Mt 28.18-20). Chegará o dia em que toda a Terra encher-se-á do conhecimento do Senhor (Is 11.2).

                  Conclusão
A única esperança para a civilização humana é o Evangelho de Cristo. Por essa razão, proclamemos a Palavra de Deus a tempo e a fora de tempo, para que não venhamos a ser destruídos. Além do mais, o Senhor Jesus constrange-nos a salgar e a iluminar a nossa geração através de um testemunho eficaz: somente a Igreja de Cristo tem as propriedades do sal e da luz. Que o nome de Cristo seja exaltado.

Fonte
Revista CPAD - Lições Bíblicas Adultos. Tema: A Raça Humana Comentarista Pr. Claudionor de Andrade, 1 Trimestre 2020.


                                                            Vídeos Pré-Aula                                                       















                                                                                                                                                 


Estimado professor, segue abaixo alguns links com material de apoio desta lição.

Clique Aqui - Baixar Subsídios EBD Andradina - Prof. José Junior

                                                                                                                                                 

Nenhum comentário:

Postar um comentário