domingo, 26 de janeiro de 2020

Lição 5 - Enfrentando as Tensões no Casamento


                                                                                                                                                 

Aula Presencial dia 02 de Fevereiro de 2020

                                                                                                                                                 








                               CLIQUE AQUI PARA BAIXAR QUESTIONÁRIO COMPLEMENTAR  

                                                                                                                                                 

Hinos Sugeridos da Harpa Cristã
18 - Grata Nova

186 - Pela Fé que uma Vez me foi Dada

459 - As Firmes Promessas





                                                                                                                                                 









Clique Aqui - Visualizar e Imprimir este Subsídio ao Professor


Tensões:  Crise, força, intensidade, conflito, choque, repulsa, nervoso, stress, aflição, estresse, inquietude, preocupação, medo, apreensão, nervosismo, inquietação, ansiedade, angúsia
(www.dicionarioinformal.com.br/sinonimos/tensão)

Texto Áureo
"Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai.” (Filipenses 4.8)
“Os assuntos do pensar correto

Meus pensamentos produzem maus modos de viver; por outro lado, o pensar correto levará a uma vida correta. Paulo faz uma lista de assuntos que devem alimentar os pensamentos do cristão. ‘Nisso pensai’. (1) ‘Tudo o que é verdadeiro’. As coisas verdadeiras se opõem à falsidade em palavras e conduta. (2) ‘Tudo o que é honesto’. Honesto aqui significa literalmente o que é honroso ou reverente. Refere-se às coisas consistentes com santa dignidade e respeito e corresponde àquele amor que ‘não se conduz inconvenientemente’. (3) ‘Tudo o que é justo’. O trato justo em todos os nossos relacionamentos. O cristão auferirá todos os seus pensamentos com a Regra Áurea. (4) ‘Tudo que é puro’ refere-se à pureza no seu sentido mais lato — pensamentos, motivos, palavras e ações livres de elementos que rebaixam e maculam. ‘Bem-aventurados os limpos de coração’. (5) ‘Tudo que é amável’ se refere à delicadeza, humildade e caridade que atraem o amor e tornam amáveis as pessoas. (6) ‘Tudo que é de boa fama’ se refere às coisas que todos concordemente recomendam: a cortesia, agradabilidade, justiça, temperança, verdade e respeito pelos pais. É impossível realizar coisas boas com modos tais que lancem opróbrio sobre a causa de Deus. ‘Não seja, pois blasfemado o vosso bem’ (Rm 14.16). [...] ‘Se há alguma virtude, [...] nisso pensai’” (PEARLMAN, M. Epístolas Paulinas: Semeando as Doutrinas Cristãs. 1 ed., RJ: CPAD, 1998, pp.151-52).

Verdade Aplicada
É muito importante que os cônjuges tenham a consciência de que saber lidar com os conflitos no casamento é fundamental para se construir um relacionamento sólido.

Objetivos da Lição
Falar acerca das descobertas da vida a dois e como contornar os conflitos com sabedoria.  
Ensinar de onde surgem os conflitos e identificá-los como  oportunidades de mudanças.
Mostrar quais ferramentas são poderosas para o sucesso familiar.


Eclesiastes 4.9-12
9 - Melhor é serem dois do que um, porque têm melhor paga do seu trabalho.
10 - Porque, se um cair, o outro levanta o seu companheiro; mas ai do que estiver só; pois, caindo, não haverá outro que o levante.
11 - Também se dois dormirem juntos, eles se aquentarão; mas um só como se aquentará?
12 - E, se alguém quiser prevalecer contra um, os dois lhe resistirão; e o cordão de três dobras não se quebra tão depressa.


Introdução
De acordo com Jaime Kemp: “Não existe casamento perfeito. É preciso reconhecer que relacionamentos profundos não surgem por acaso; eles são frutos do aprendizado de se viver juntos e de colocar em prática os princípios bíblicos (Tg 1.23-24)”.

1 - A Realidade das Tensões
Já vimos na lição passada que o casal precisa precisa lidar com as diferenças [...]. A grande questão não é tanto as tensões, mas como enfrentar e resolver tais tensões.

1.1 - As Primeiras Dificuldades Familiares.
O dicionário indica que "tensão", figuradamente, expressa o sentido de "estado que ameaça romper-se". Desde o início da humanidade, com a entrada do pecado, convive-se com o estado de tensão em todos os níveis de relacionamento.
È possível que um casamento que vive em constante tensão, esteja literalmente “por um fio” conforme imagem, todavia em Jesus sempre há uma esperança.
lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós.(1 Pedro 5:7)
“Se alguém quiser prevalecer contra um, os dois lhe resistirão; o cordão de três dobras não se rebenta com facilidade.” (Eclesiastes 4.12)
Salomão afirma que se alguém quiser prevalecer contra um, os dois lhe resistirão. Isto mostra que um cordão dobrado oferece maior resistência. Porém, ao acrescentar-se uma terceira dobra, ele fica ainda mais resistente! Se há benefícios em ser dois, há muito mais em ser três!
Como já afirmamos, Salomão não fez esta afirmação direcionada exclusivamente ao casamento; ele fala de relacionamento de um modo geral. E, em qualquer relacionamento, a terceira dobra poderia ser mais uma pessoa. Porém, quando examinamos a revelação bíblica acerca do casamento, descobrimos que, no modelo divino, deve sempre haver a participação de uma terceira parte. E isto não fala da presença de algum filho e nem tampouco de um (abominável) triângulo amoroso! Fala da participação do Senhor no casamento.


1.2 - Tudo Começa depois do Sim
Segundo Estevão Souto, não existe um casal que nunca tenha enfrentado conflitos em sua jornada conjugal. O grande problemas é de ter embates, pois todos os casais, invariavelmente, enfrentam situações conflituosas. No dia a dia, saber lidar com eles de forma sábia é o que determina o sucesso ou o fracasso do relacionamento [Pv 24.3-4].
Um problema inevitável. Por outro lado, os problemas familiares são inevitáveis. Sempre existirão conflitos. Cedo ou tarde. Pequenos ou grandes. Com todos ou só com alguns. Isso faz parte da natureza humana decaída. Até na família terrena do Filho de Deus houve conflitos. Assim, não existem famílias sem problemas, mas há como os membros permanecerem sempre unidos (Pv 24.3,4). Não se pode permitir que o campo de treinamento de Deus (a família) se transforme no campo de batalha da carne. O Senhor pode estabelecer uma paz inefável e duradoura (Jo 14.27). (Lições CPAD Jovens »  2016 » 2º Trim).

1.3 - Sinais que Antecedem o Sim
Dr. Jaime Kemp, conselheiro familiar e conjugal, afirma: "Ainda que os investimentos durante o casamento sejam necessários e fundamentais, não há dúvidas de que um bom casamento se constrói durante o período que o antecede, o tempo de amizade, namoro e noivado".
O noivado em si. Os noivos deverão a todo custo buscar aconselhamento pré-marital na igreja, sob a forma de curso ou reuniões específicas para isso, e também conversar com o pastor da igreja sobre o assunto. Isso feito com oração e propósito dos noivos de viverem nos caminhos do Senhor, conforme Efésios 5.21-33; 6.1-4 muito ajuda na estabilidade e felicidade do casamento. (Lições CPAD Jovens e Adultos »  2004 » 2º Trim)


2 - De Onde Surgem os Conflitos ?
Nenhum médico pode conter o avanço de uma doença sem antes diagnosticá-la. Assim também, jamais poderemos resolver um conflito, se não soubermos de onde ele se origina. Entender a origem dos conflitos é essencial para gerar uma transformação verdadeira [Tg 4.1-4].

2.1 - Identificar a Raiz dos Problemas
Para Estêvão Souto, quando estamos envolvidos em um conflito, nossa tendência é sempre focar no que o outro fez de errado e no que ele deve fazer para corrigir aquilo. Porém, a Palavra de Deus nos instrui a sondar o nosso coração [Tg 4.1-4; Mt 15.19].
A origem dos males (Tg 4.2). Tiago escolhe dois termos para descrever os conflitos e discussões que prevalecem na comunidade. “Guerras” (Gr. polemon, conflitos) seriam rixas que se travam pelos interesses pessoais. “Combates” (Gr. machai) significa batalhas e inimizades que separam as pessoas. A pergunta, “De onde vem?”, tem sua resposta na frase “das paixões” (Gr. ek ton hedonon, dos prazeres procurados com intenso desejo). “Guerreiam” (Gr. strateuomenon) criam e manejam a guerra quando os desejos pelo prazer de alguns entram em conflito com os desejos dos outros. Contendas entre maridos e mulheres, entre pais e filhos e entre irmãos na igreja sempre se levantam porque os indivíduos

(Lições CPAD Jovens e Adultos »  2014 » 3º Trim)

2.2 - Conflito são Oportunidades de Crescimento
Nossa maior missão nesse mundo é glorificar a Deus com nossas vidas. Quando visamos isto, compreendemos que os conflitos são oportunidades para colocarmos em prática vários princípios bíblicos. Se devemos amar o nosso próximo como a nós mesmos, ainda que ele nos desaponte e nos maltrate, o que não fazer com nossos cônjuges? [Lc 6.27-28]. Um casamento feliz não é aquele isento de brigas e decepções, mas aquele que as pessoas aprendem a vivenciá-los e enfrentar os conflitos decorrentes com maturidade e bom senso na presença do Senhor [1 Pe 5.7;Fp 2.5].
Definitivamente a igreja atual não prepara os seus membros para viverem momentos de conflitos, aflições, tribulações, dificuldades. Hoje varias igrejas denominam o culto de domingo como o culto da família (sabemos que literalmente este é o objetivo), mas o grande e preocupante problema é que as pregações ocultam a verdadeira mensagem do evangelho. Aprenderemos acerca da tentação, do sofrimento e da provação, não como consequência de uma vida de pecado ou de falta de fé, mas como o caminho delineado por Deus para o nosso aperfeiçoamento. (não é isto que está sendo pregado).
A bênção de sofrer por Jesus. Na lista dos benefícios ou bênçãos vindos da cruz encontramos uma que, no contexto atual, escandaliza muita gente. Paulo tem no sofrimento uma motivação para se gloriar! “E não somente isto, mas também nos gloriamos nas tribulações, sabendo que a tribulação produz a paciência, e a paciência a experiência; e a experiência, a esperança” (Rm 5.3,4). A palavra grega thlipsis, traduzida em português como tribulação, significa pressões, dificuldades e sofrimentos. Que tipo de fé era essa que se alegrava no sofrimento? Era a fé pura, sem os resquícios da Teologia da Prosperidade, sem os paliativos espirituais criados para entreter os cristãos modernos. (Lições CPAD Jovens  »  2016 » 2º Trim)

2.3 - O Egoísmo causa Problema
“O egoísta sempre causa problemas..." [Pv 28.25a - NTLH]. O discípulo de Cristo não deve ser dominado pelo egoísmo, pois gera contendas e é característica de quem anda na carne [1Co 3.3]. O casal cristão deve andar no Espírito [Gl 5.16,25].
Professor, abaixo temos um exemplo interessante de egoísmo mencionado por Jesus em uma parábola:
O filho egoísta. Jesus contou uma parábola que se parece muito com a história de todos nós, não apenas espiritualmente, mas também do ponto de vista familiar. É a parábola do filho pródigo (Lc 15.11-32). Nela todos os elementos dos conflitos familiares estão presentes. Há o filho egoísta, que pensa apenas em si e está enjoado da vida em família. Ele não precisa de mais ninguém para viver, por isso viaja para longe do aconchego do lar e desperdiça toda sua herança. Quando, por fim, chega ao fundo do poço, em desespero, ele se lembra da casa do seu pai. Essa é a história de muitos filhos que, mesmo sem partirem geograficamente, abandonaram o ideário familiar, buscando construir sua história relativizando os valores morais, com independência emocional e sem compartilhamento de vida. O fim, sempre, será a solidão, pois não há melhor lugar para estar que na companhia daqueles que Deus estabeleceu como família. Ainda há tempo de voltar!

(Lições CPAD Jovens  »  2016 » 2º Trim)


3 - Vencendo Conflitos
O enfrentamento vitorioso dos conflitos familiares começa pelo reconhecimento da realidade dos mesmos, pois, enquanto não se percebe ou a decisão for negá-los, como uma fuga, não é possível enfrentá-los. 

3.1 - Problemas Devem Ser Confrontados
A primeira coisa que devemos ter em mente, no que diz respeito aos conflitos na vida cotidiana, é que eles sempre irão existir, nunca estraremos livres deles. Assim, encará-los é a melhor solução.

A família segundo Deus tem conflitos, mas os leva a Cristo, e eles são resolvidos. É aquela família em que os pais erram em relação aos filhos, mas reconhecem o erro e pedem perdão; cujos filhos têm conflitos entre si, mas possuem a capacidade de restauração; cujos cônjuges são pessoas normais, que se ofendem, mas que se reconciliam. Essa é a família ideal, que cai, mas não fica prostrada (Sl 20.7,8), cujos cônjuges discordam, discutem, divergem, mas continuam juntos vivendo com integridade a beleza de serem uma só carne (Sl 128.3). Vivendo uma vida para Deus. (Lições CPAD Jovens  »  2016 » 2º Trim)

3.2- A Unidade e o Diálogo como Prevenção
A unidade da família sempre dependerá do relacionamento que é mantido pelos cônjuges. O casamento se torna uma bênção quando um dos cônjuges toma a iniciativa de colocar o Senhor em primeiro lugar em todas as suas atitudes. O amor deve nortear a vida do casal [Tt 2.4; Cl 3.19; 1 Ts 3.12. O casal que anda unido resiste com maior facilidade e mais firmeza aos momentos difíceis da vida [Ec 4.9-10].

A comunhão da família. No Salmo 133.1 lemos: “Oh! Quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união!”. Apesar de alguns pregadores interpretarem este texto de maneira alegórica, dando a ele uma simbologia espiritual, neste versículo o salmista Davi se refere à família de irmãos de sangue em crise, ou, de acordo com Matthew Henry, o homem segundo o coração de Deus escreve “esse salmo por ocasião da união entre as tribos quando todas elas se uniram unânimes para fazê-lo rei”. Logo, o Salmo davídico pronuncia a bênção para uma família que anda em comunhão: Irmãos e irmãs que vivem em paz no lar e fora dele são tão valiosos quanto o óleo que ungiu Arão, o sumo sacerdote. Numa casa pacífica e unida, as bênçãos do Senhor se manifestam. (Lições CPAD Jovens e Adultos »  2013 » 2º Trim)

3.3 - Perseverar Sem Nunca Desistir
Casamentos estão sendo dissolvidos por casais simples (o que demonstra urgência do povo de Deus resgatar o entendimento bíblico acerca do casamento [...]
O grande paradoxo. Viver para Deus é uma grande aventura e presume que tudo, no fim da vida, sairá bem (Sl 128.1,2). Essa é a regra, mas existem tristes exceções. Há pessoas que servem a Deus, mas não conseguem conduzir suas famílias pelo caminho do Senhor. Daí vem o grande paradoxo: é possível alguém ser segundo o coração de Deus, mas produzir uma família fracassada em todos os sentidos. Os pais, muitas vezes, detêm posição de destaque, mas se esquecem de ensinar aos filhos no caminho em que devem andar (Pv 22.6). O fim é sempre trágico. A família de um homem é o seu maior patrimônio. Perguntaram certa vez a um famoso pregador do Século XX, qual tinha sido o maior pregador de todos os tempos, ao que ele respondeu que era o patriarca Noé, pois ele havia conseguido salvar sua própria família. Essa é uma das grandes contradições da vida: ganhar a Cristo, mas perder sua família. Essa perda deve ser evitada a qualquer custo. Todo esforço, no fim, valerá a pena!

Conclusão
As tensões fazem parte do casamento. Ao discernirmos esta realidade, busquemos no Senhor sabedoria e habilidade no enfrentamento dos conflitos, pois, assim, resultarão em crescimento e maturidade do casal.


Fonte

Revista BETEL - Lições Bíblicas Adultos. Tema: A Família Natural Segundo os Valores e Princípios Cristãos. Comentarista Bispo Abner Ferreira, 1 Trimestre 2020 - Ano 20 - nro. 114.


                                                                                                                                                 






Introdução
De acordo com Jaime Kemp: “Não existe casamento perfeito. É preciso reconhecer que relacionamentos profundos não surgem por acaso; eles são frutos do aprendizado de se viver juntos e de colocar em prática os princípios bíblicos (Tg 1.23-24)”.
Ouvir, ler ou até mesmo conhecer bem a Palavra de Deus não é suficiente. Nós também devemos colocá-la em prática. Como é fácil ouvir um sermão e esquecer o que o pregador disse. Como é fácil ler a Bíblia e não pensar em como viver de forma diferente. Como é fácil debater o significado de uma passagem  e não viver de acordo com ela. Estar exposto à Palavra de Deus não é suficiente. Esta exposição deve nos conduzir à Obediência. (Bíblia de Estudo Cronológica - CPAD - Pág.1746)
Há uns 40 anos atrás, eu era um adolescente ainda sem conhecimento do evangelho, resumindo ... brincando na rua, observada uma família de crente (como denominávamos os evangélicos naquela época) que saia para ir a igreja , e quando voltava ao adentrar no lar, quase sempre, o marido começava a brigar com sua esposa, xingando, quebrando coisas, uma gritaria tamanha, e apesar da minha pouca idade, isso me deixava pensativo: "Ué não acabaram de voltar da Igreja?" , "não entendo ... esse lar é um verdadeiro inferno".
Esse exemplo que contei, mostra na prática, pessoas que vão para a igreja, ouvem a Palavra de Deus, mas não colocam ela na prática. O cabeça desse lar não colocava em prática os princípios bíblicos, e eu particularmente ficava escandalizado com aquela situação.
Casais do mundo brigam conforme o exemplo que citei, o casal cristão de verdade não procede desta maneira, uma falta total de sabedoria para resolver os conflitos.

1 - A Realidade das Tensões
[...] Na presente lição, foco é a realidade dos conflitos familiares, os quais podem surgir a partir das diferenças, como, também, das imperfeições e limitações de cada membro da família ou, ainda, das dificuldades do dia a dia da vida neste mundo.
Não obstante as causas mencionadas  que fazem surgir conflitos e tensões familiares, leve seu aluno a entender que a família, desde a sua instituição, foi alvo dos ataques do inimigo. Satanás sabe que se as famílias forem destruídas teremos uma sociedade enfraquecida, uma igreja fracassada, visto que a família é a principal instituição criada por Deus. Satanás fez de tudo para que o propósito de Deus para as famílias fosse destruído, e ele trabalha para prejudicar o seu lar, armando ciladas, por isso é necessário orar constantemente pela sua casa.
Qual é a origem dos males que atacam a família ? O pecado.
A vida familiar de Adão e Eva era perfeita, porém o pecado trouxe a disfunção para o seio da família. Depois da Queda podemos ver sentimentos como o medo, a culpa e a vergonha, perturbando a convivência do casal (Gn 3.8-12). O pecado sempre faz o relacionamento familiar adoecer. Há muitos lares doentes, onde a família deixou há muito tempo de ser um local de acolhimento, proteção e cuidado devido aos pecados não confessados e não abandonados. Essas transgressões causam culpa e separam as famílias da comunhão com Deus.
Nunca a família foi tão desafiada pelas forças do mal como hoje. Porém, é na presença do Senhor que a família garantirá a vitória sobre os desafios da sociedade atual. Busquemos ao Senhor juntamente com toda a nossa casa. (Pr.Elinaldo Renovato - Revista CPAD - 2T 2013 - Pág.6-8).

1.1 - As Primeiras Dificuldades Familiares.
[...] Desde o início da humanidade, com a entrada do pecado, convive-se com estados de tensão em todos os níveis de relacionamento. Independente do ambiente, a realidade das tensões tem sua origem no próprio ser humano. 
"[...] Os problemas no casamento surgem porque o marido e a mulher
desviaram-se de alguma forma dos padrões bíblicos descritos e detalhados nas Escrituras”. (Gary R. Collins - Revista Professor)
Os conflitos na família começou no Éden, com a queda de Adão e Eva, devido a desobediência.

1.2 - Tudo Começa depois do Sim
Segundo Estevão Souto, não existe um casal que nunca tenha enfrentado conflitos em sua jornada conjugal.
Bem colocada a reflexão de nosso comentarista, teremos embates, teremos situações conflituosas, o problema não é esse, isso faz parte da vida de qualquer casal devido as diferenças, imperfeições, limitações, dificuldades do dia a dia ... o problema é em como vamos lidar, enfrentar os conflitos. No dia a dia, saber lidar com eles de forma sábia é o que determina o sucesso ou o fracasso do relacionamento.
"Com a sabedoria se edifica a casa, e com a inteligência ela se firma; e pelo conhecimento se encherão as câmaras de todas as substâncias preciosas e deleitáveis" (Pv 24.3-4).
O "Sim" que é pronunciado no altar pelo noivo e pela noiva para assumir no novo papel de marido e esposa não tem prazo de validade, é algo sério, deve ser bem pensado, o casal esta firmando uma aliança que deve perdurar até a morte de um dos cônjuges. 

1.3 - Sinais que Antecedem o Sim
O Dr. Jaime Kemp, conselheiro familiar e conjugal, afirma: “Ainda que os investimentos durante o casamento sejam necessários e fundamentais, não há dúvidas de que um bom casamento se constrói durante o período que o antecede, o tempo de amizade, namoro e noivado”. 
Precisamos conscientizar nossos jovens de que não se deve casar pulando as etapas. É preciso haver o tempo de amizade, namoro e noivado, cada fase é importante para o sucesso do casamento. Dessas fases surgem o sentimento, o conhecimento, o planejamento, as observações comportamentais.
Quantas incompatibilidades e intolerâncias foram resolvidas antes do casamento de fato em uma dessas etapas, gerando uma desistência benéfica para ambos, o que talvez no casamento culminaria em um conflito sem solução, resultando um fracasso no casamento e possível divórcio. 
[...] As igrejas locais muito podem contribuir, procurando conscientizar as famílias quanto ao seu papel em preparar os filhos também para a vida conjugal, através do exemplo e do ensino
Reflita isso com seu aluno, responsabilize esta consciência a eles, é indispensáveis que passem esta reflexão para os filhos tirando da cabeça deles que o casamento é como se vê nos filmes e novelas, onde casa-se hoje e separa-se amanhã se não der certo, este pensamento está longe de preencher os requisitos da Palavra de Deus. É falso e pecaminoso. 
Não basta a Igreja Local apenas conscientizar os pais na preparação dos filhos para a vida conjugal. A Igreja Local também deve fazer palestras para os jovens sobre namoro, noivado e vida sexual pelo menos uma vez ao ano, particularmente acho uma falha grave da parte da igreja se omitir nesta questão. 
Nos Estados Unidos um estudo mostrou que os cristãos solteiros não sequem a doutrina de fazer sexo só após o casamento, segundo pesquisa 63% dos evangélicos afirmam que faz sexo antes do casamento. Segundo o site GospelPrime, "os resultados frustram alguns líderes religiosos e mostram que cada vez mais a juventude cristã americana tem assumido posicionamentos parecidos com as atitudes de não-cristão", segunda a matéria alguns afirmam que é necessário fazer um "test-drive" para experimentar se existe uma química sexual entre o casal. No Brasil as coisas não andam tão diferentes ... o jovem precisa saber que a prática sexual não deve anteceder o SIM e esses podem trazer conflitos irreparáveis lá na frente, dentro do casamento, como : desconfiança e infidelidade.
(Leia mais sobre Namoro, Noivado e Casamento no rodapé desta página na seção "Material de Apoio").

2 - De Onde Surgem os Conflitos ?
[...] jamais poderemos resolver um conflito, se não soubermos de onde ele se origina. Entender a origem dos conflitos é essencial para gerar uma transformação verdadeira (Tg 4.1-4).
De onde esta vindo o conflito parental (entre pais e filhos ou outros parentes) ? De onde está vindo meus problemas financeiros ? ganho bem e vivo no vermelho todos os meses e isso tem causado problemas no meu relacionamento familiar. 
De onde está vindo a crise de ciúmes do meu cônjuge, estou dando motivos para tantas desconfianças ? Tenho dado motivos ? 
Por que vira mexe, meu cônjuge fica dias sem falar comigo sem motivo aparente, qual é a origem deste problema ? 
Qual é a origem da frieza de meu cônjuge que não demonstra me amar como era no início do casamento ? Qual é a origem do meu cônjuge me evitar no momento de intimidade sexual ? 
Qual é a origem de não conseguir ter uma comunicação saudável com meu cônjuge ? será que por vezes estou querendo ser o certo da estória e meu orgulho não está permitindo ceder e reconhecer meus erros ? Qual é a origem de não me dar bem com meus filhos ? será que você não está querendo lançar suas expectativas, suas vontades, seus planos frustrados para seus filhos realizar, traçando um direção que eles não querem ir e isso tem causado estresse na família.
De onde surgem meus conflitos ? Esta é a pergunta que não quer calar e  que precisa de resposta. Sem resposta não vamos conseguir resolvê-los e ser feliz.

2.1 - Identificar a Raiz dos Problemas
[...] precisamos da luz da Palavra de Deus, da ajuda do Espírito Santo e separar momentos de reflexão sobre a situação que estamos vivenciando, pois tais providências muito nos auxiliarão a vencermos a tendência de sermos precipitados no diagnóstico ou reducionistas na resolução dos conflitos.
A Bíblia é clara quando afirma que sem Cristo nada podemos fazer (Jo 15.15). Isto também é verdade no relacionamento familiar. O Senhor, sendo o centro do lar em tudo, concederá a sua bênção no sentido de que cada membro da família dê sua contribuição para que o relacionamento cristão ideal seja uma realidade no lar, a fim de honrar o nome do Senhor. A Palavra de Deus é um guia para tudo na nossa vida. É dela que vamos extrair o padrão de comportamento que cada membro da família deve ter, a partir da mais tenra infância. Procedendo assim, a vida de cada um de nós se aproximará bastante do ideal estabelecido por Deus. (Revista CPAD Adultos - 2T - 2004 - Pr.Eliezer Lira - Pág.8)

2.2 - Conflito são Oportunidades de Crescimento
[...] Um casamento feliz não é aquele isento de brigas e decepções, mas aquele que as pessoas aprenderam a vivenciá-lo e enfrentar os conflitos decorrentes com maturidade e bom senso na presença do Senhor  (1Pe 5.7; Fp 2.5).
A família não é um grupo de pessoas rivais, alheias aos interesses uma das outras. Em termos de unidade, família é o conjunto de todas as pessoas que vivem sob o mesmo teto, proteção ou dependência do dono da casa ou chefe, que visam ao bem-estar do lar; enfim que se comunicam, se amam, se ajudam.
Essa convivência sob o mesmo teto exige o uso e a aplicação de toda a capacidade de viver em conjunto, a bem do perfeito e contínuo ajustamento entre seus membros e destes para com Deus. (Revista CPAD Adultos - 2T - 2004 - Pr.Eliezer Lira - Pág.8)
Conflito são oportunidades de Crescimento, os que cresceram e já obteram o grau de maturidade no casamento sabe muito bem que para que uma família seja bem ajustada e viva em harmonia, é preciso ceder, retroceder, perdoar, relevar, dar equilíbrio nas decisões. Entre os membros da família não pode haver espaço para vingança, intolerância, falta de perdão, egoísmo, abusos, falta de respeito.

2.3 - O Egoísmo causa Problema
“O egoísta sempre causa Problemas...” (Pv 28.25a - NTLH).
O discípulo de Cristo não deve ser dominado pelo egoísmo, pois gera contendas e é característica de quem anda na carne [1Co 3.3]. O casal cristão deve andar no Espírito (Gl 5.16, 25). Afinal, o amor “não busca os seus interesses” (1Co 13.5). Portanto, cada cônjuge precisa sempre trazer à memória os princípios bíblicos que devem nortear o dia a dia no lar, pois evitarão ou auxiliarão na resolução dos conflitos (Mt 6.12; Ef 4.32).


3 - Vencendo Conflitos

3.1 - Problemas Devem Ser Confrontados
A primeira coisa que devemos ter em mente, no que diz respeito aos conflitos da vida cotidiana, é que eles sempre irão existir, nunca estaremos livres deles.
Assim, encará-los é a melhor solução. Em vez de confrontar a si mesmos e brigar por suas diferenças, o casal sábio procura ser um agente pacificador no enfrentamento dos conflitos familiares (Mt 5.9).
Casais não são inimigos, não lutam entre si. A luta do casal deverá sempre se voltar contra a natureza pecaminosa, o sistema mundano contrário a Deus e os seres espirituais da maldade (Ef 6.10-12).
Reflita com seus alunos, é necessário encarar os problemas e tentar resolvê-los, não adianta empurrar com a barriga, a situação vai se agravar ainda mais. Conheço pessoas que por anos a fio carregaram problemas, mágoas, ressentimentos, culpa, etc. e isso trouxe infelicidade e frustrações para dentro do casamento. 

3.2- A Unidade e o Diálogo como Prevenção
A unidade da família sempre dependerá do relacionamento que é mantido pelos cônjuges [...] A falta de comunicação desencadeia sérios problemas para a vida familiar. Existem assuntos que não podem ser deixados para depois.
Tivemos a Lição 3 - A Comunicação no Ambiente Familiar, tratando dsta questão da Comunicação, se desejar fazer recapitular, segue link abaixo:
Clique Aqui - Lição 3 - A Comunicação no Ambiente Familiar

3.3 - Perseverar Sem Nunca Desistir
Casamentos estão sendo dissolvidos por coisas simples [...]
O cristão é chamado para agir diferente, também no casamento, pois é preciso ser perseverante (Mc 10.9).
Desistir apenas comprova que não nos esforçamos o suficiente para fazer dar certo. Não é possível ter um casamento perfeito, mas é possível ser saudável, restaurado e fortalecido [...]
Com o casamento, evidencia-se o amor mútuo, que gera o senso de pertencer um ao outro, o desejo de ajudar e procurar o ajustamento necessário como companheiros da mesma sorte. As lutas, as vitórias, os problemas e a alegria são comuns a todo lar. O casamento exige o cumprimento, com dignidade, das promessas de honrar, proteger, ajudar e ser fiel um ao outro, até que a morte os separe. ( Livro: E Deus fez a família - CPAD - Págs. 45, 46, 47 e 48).

Conclusão
As tensões fazem parte do casamento. Ao discernirmos esta realidade, busquemos no Senhor sabedoria e habilidade no enfrentamento dos conflitos, pois, assim, resultarão em crescimento e maturidade do casal.

Fonte
Revista BETEL - Lições Bíblicas Adultos. Tema: A Família Natural Segundo os Valores e Princípios Cristãos. Comentarista Bispo Abner Ferreira, 1 Trimestre 2020 - Ano 20 - nro. 114.

                                                            Vídeos Pré-Aula                                                       

    
   






                                                                                                                                                 


Estimado professor, segue abaixo alguns links como material de apoio desta lição.

Namoro
Namorar é literalmente "despertar amor em alguém". O termo é uma redução ortográfica do verbo enamorar. Namoro no sentido sério, é uma fase de conhecimento social e amoroso entre um homem e uma mulher que pretende se casar. (Revista CPAD Adultos - 2T - 2004 - Pr.Eliezer Lira - Pág.23-24)
Se o casal esta encarando o namoro como passatempo sem propósitos, eles são irresponsáveis e imaturos e estão desagradando  à Deus. Os pais devem instruir os filhos sobre esta questão.
Atenção: O Namoro não deveria, mas hoje deixou de ser romântico e afetivo com troca de idéias, com busca de conhecer a outra pessoa, com planos concretos para o futuro, infelizmente passou a ser de motivação instintiva, partindo logo para o finalmente, ou seja, para o envolvimento sexual; no mundo isso é comum já nos primeiros encontros ... os jovens da igreja não deveriam imitar o mundo, muitos hoje o fazem, trazendo problemas familiares como : Gravidez Indesejada, Mães solteiras morando com os pais,  casamento com jugos desiguais (pessoas desiguais na fé, no caráter, na idade, socioeconômico, etc).

Noivado
É a preparação para o casamento. Nos tempos bíblicos, o noivado já era a primeira fase do casamento, e portanto não podia ser desfeito banalmente como hoje. Enquanto noivos, antes das bodas, o rapaz e a moça residiam normalmente com os seus pais, sem qualquer envolvimento sexual. 
A fase do namoro e a fase do noivado são fases que permite escolher e definir nosso cônjuge. Olha o grau de importância dessas fases.
A primeira escolha mais importante de toda nossa vida é a de aceitar Jesus como nosso Salvador e Senhor. A segunda é a de escolher um cônjuge, para juntos compartilharmos a jornada da vida. Isso dá uma ideia da inestimável importância do casamento para quem leva a sério. Uma escolha malfeita terá más consequências pelo resto da vida, a menos que o casal recorra a Deus.
(Revista CPAD Adultos - 2T - 2004 - Pr.Eliezer Lira - Pág.23-24)

Casamento
O casamento é uma instituição social de origem divina, fundada no princípio da raça humana, para dar origem e sustentação à família.
Casar é um processo contínuo e dinâmico de adaptação e aperfeiçoamento conjugal. Deus criou os dois (Adão e Eva); no casamento, Deus, dos dois quer fazer um. (Revista CPAD Adultos - 2T - 2004 - Pr.Eliezer Lira - Pág.23-24)

Artigo indicado na revista dos professores Tópico 1.2 (GotQuestions).

                                                                                                                                                 

25 comentários:

  1. "Todavia, se te casares, com essa atitude não pecas; da mesma forma, se uma virgem vier a se casar, também por isso não comete pecado. Contudo, aqueles que se casam enfrentarão uma série de dificuldades nessa vida, e eu gostaria de poupá-los disso". 1 Co 7.28ss

    Faz parte...

    Sou cristão...posso me casar.
    Sou cristão maduro para casar?
    Processo de santificação; "pela palavra e pela oração", ok; busco isso?
    Quais pecados me impedem de ter um relacionamento saudável?
    Procurei aconselhamento bíblico, do Pastor ouvi "vou orar", nada mais...
    "Sou homem, não lavo sequer uma louça, quero tudo nas mãos" mulher sobrecarregada! Cansaço e irritação...
    "Sou mulher e ganho meu dinheiro, ele que se vire, o provedor não é ele"? e "serão meia só carne";
    "Gasto além do que ganho; eita, lá vem minha esposa reclamar de dinheiro, já dei o básico, cala boca!"
    "vou jogar minha bola (de novo); sou casado mas quero minha vida de solteiro, aprendi na lição passada da revista:
    item 3.2
    - "Às vezes o homem também deseja estar só, quer estar com os amigos, quer assistir algum esporte."
    _ "mas meu bem, vc está ausente"


    Bom, foi só para descontrair. Lição boa para discorrer durante a semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
  2. Sugestão de comentário:

    Na igreja, todos acabam de saber que Maria conheceu o João dois dias atrás e que estão namorando. Pastor obriga a casar alegando que está escrito para não abrassar, que casem-se o mais rápido possível. Ok. Casados. Daqui seis meses separaram-se...

    Próximos, façam amizades, conheçam-se, não forniquem para depois em oração confirmarem vontade de se casar. Não dá para conhecer completamente maaaas, sem essa de casar para a denominação não se queimar ou pressão de pastor ok

    ResponderExcluir
  3. Antes do casamento tem duas etapa muito importante que não podemos deixar para trás, namoro e noivado e nestas etapas que vamos construir um casamento sólido 🤔

    ResponderExcluir
  4. Tataciel, prefiro a prática da amizade longa (daí se conhecerem no sentido principalmente de maturidade cristã de ambos), namoro curto (evita o abrassar ou a fornicação)para aí sim se casarem.


    Outro ponto que deve ser dito no domingo,


    não se deve incorporar pensamentos do mundo e repetí-los na igreja como se fossem bíblicos, exemplo clássico:

    "Tem que transar para saber se tem química, se a química bate entre nós"

    Por favor né, implícita está o incentivo diabólico da prostituição e fornicação.
    Se uma mulher cristã pensa que vai ser feliz em um casamento , literalmente experimentando sexo com seu namorado a fim de certificar que tem um prazer maior ou não, pode ter certeza que seu casamento ou terá os dias contados ou será frustrada o resto da vida.



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Irmão Mendes, somente Deus pode recompensar por sua participação no Blog, estamos sendo enriquecidos por vossa participação. Forte Abraço !

      Excluir
  5. Hoje temos homens preguiçosos e certamente não é bom uma varoa ter um provedor que só come e arrota, nem para levantar cedo a fim de entregar um currículum;

    Hoje temos varoas que não cozinham nem trocam uma fralda e colocam na conta da boa vontade da sogra;

    Como é que diferencia as tribulações de um casamento previstas com as de consequências de nossos pecados?

    essa aula deveria ser objetiva com dezenas de exemplos a fim de absorver melhor os conteúdos

    ResponderExcluir
  6. Sugestões de obras de vidacristã relacionadas ao texto de domingo:

    "NAMORO, IDENTIFICANDO SINAIS DE PERIGO", Lou Priolo, Editora Nutra

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Paz do Senhor professores peço que encarecidamente possam fazer slides das lições (crianças, adolescentes, jovens) como é feito para os adultos auxiliando os professores caso tiver de que maneira encontar? Caso não tenha possam fazer para o enriquecimento agradeço a todos

    ResponderExcluir
  10. A paz do Senhor muitos lar está destruído por falta de compreensão de ambos,o marido fala e a esposa grita, não se dão ao respeito para compreender as falhas o porquê das brigas e desentendimento...

    ResponderExcluir
  11. As vezes no namoro detectamos algumas adversidades que poderão trazer transtornos no casamento, mas achamos bonitinho aquele ciúme doentio, aquela falta de compromisso, aquele jeitinho bravo etc.. Sem contar que muitos pais fazem de tudo para acobertarem alguns defeitos de seus filhos, para que o namorado ou a namorada descubra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade Julcelho, acrescento ainda na vosso comentario, aqueles caso que a pessoa pensa da seguinte forma : "quando casar eu mudo este comportamento do meu noivo ou noiva" , esquece a pessoa não vai conseguir mudar a outra só porque casou ! As vezes o comportamento até piora.

      Excluir
  12. Excelente,
    lembrando que idolatria não é amor então aquela de "não sei viver sem você" pode custar caro...

    ResponderExcluir
  13. Um casamento que não vive a prática da palavra de Deus, corre o risco de se romper com facilidade, imagine com grandes dificuldades que precisa ser observado e solucionadas no início, (namoro e noivado), não é bom nem ir mais adiante, acredito que quem ama o seu cônjuge, precisa haver mais dedicação, e de forma sábia conduzir oo seu casamento até que a morte os separe, não que o que ama mais é o errado, mas é aquele que em Deus tem mais chance de encontrar soluções para os mesmos. Papeis invertidos hoje em dia no casamento não pode cair na ociosidade, ou seja, mulher no trabalho e o homem em casa, isto dependerá de fatores justificáveis e num concenso entre o casal, mas a primeira oportunidade de mudar este quadro com respeito e entendimento entre o cônjuge, não poderá ser desperdiçada esta oportunidade, e uma das coisas que não pode existir entre o cônjuge, é o egoísmo, porque em Deus serão uma só carne, e se agirem sem o egoismo, certamente o que for entendidos entre ambos em amor, subsistirá este enlace para sempre. Oh! Glória!

    ResponderExcluir
  14. Finalmente um trimestre mais Claro e que vive a atual realidade das famílias Deus Abençoe o Autor de tão Rico conteúdo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bom este trimestre. Estamos de Acordo Contigo Rose !

      Excluir
  15. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  16. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  17. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  18. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir