domingo, 23 de junho de 2019

Lição 13 - A Igreja e as Últimas Coisas

Aula presencial dia 30 de Junho de 2019 





Hinos sugeridos para essa Aula

17 - Pensando em Jesus

25 - Jesus Tu és Bom

334 - O Fim Vem, Cuidado !










                                       


Texto Áureo
"Porque a ardente expectação da criatura espera a manifestação dos filhos de Deus." Rm 8.19



Verdade Aplicada
Nós como igreja e noiva do Senhor, devemos ansiar pela Sua vinda.



Objetivos da Lição
1 - Explicar o que é escatologia e o que é "os últimos dias";
2 - Mostrar que o julgamento do cristão é somente para o galardão
e não para a condenação;
3 - Descrever o que vai acontecer depois da volta do Senhor.



Motivo de Oração
Ore para que a Igreja brasileira se mobilize cada vez mais pela Igreja Perseguida.





1 Tessalonicenses 4.15-18 
15 - Dizemo-vos, pois, isto pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, não precederemos os que dormem.
16 - Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro.
17 - Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor.

18 - Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras



INTRODUÇÃO 
A esperança e a expectativa na volta do Senhor são o alento de todos os discípulos de Cristo.



1. ESCATOLOGIA 
O que é Escatologia?
"[Do gr. escathos, últimas coisas + logia, discurso racional] Estudo sistemático e lógico das doutrinas concernentes às últimas coisas. Compreendida como um dos capítulos da dogmática cristã, a escatologia tem por objeto os seguintes temas: Estado Intermediário, Arrebatamento da Igreja, Grande Tribulação, Milênio, Julgamento Final e o estado perfeito eterno". (Dicionário Teológico, CPAD, p.165.)
Professor deixe claro que existem diferentes escolas ou Correntes de Interpretações Escatológicas.  Abaixo segue explicação detalhada sobre o assunto, que evidentemente se abordado, deve ser de forma sintética utilizando no Max. 5 min., para não prejudicar o roteiro didático cuidadosamente montado pelo nosso comentarista.

Quais são as Escolas ou Correntes de Interpretações Escatológicas?

1.Futurista. 
Esta corrente de interpretação por ser a mais adequada à realidade das profecias sobre os últimos tempos, entende-se que: Maior parte das profecias ainda vai se cumprir começando com o arrebatamento da Igreja e demais fatos subsequentes. 
O que os Futuristas dizem sobre a ocasião do arrebatamento da Igreja ?
Sobre a ocasião do arrebatamento da Igreja, os Futuristas se dividem em três outras correntes:
a) Pré-tribulacionista. São aqueles Futuristas que afirma que o Senhor Jesus arrebatará sua Igreja antes da Grande Tribulação de sete anos (Jo 14.1-3; 1 Ts 4-5).
b) Midi-tribulacionistas. Ou Meso-Tribulacionistas são aqueles Futuristas que afirmam  que a Igreja será arrebatada no meio da tribulação.
c) Pós-tribulacionistas. São aqueles Futuristas que acreditam que a Igreja vai passar pela Grande Tribulação. No entanto, esse ensino não tem base sólida na Palavra de Deus, Paulo ensina que devemos "[...] esperar dos céus a seu Filho, a quem ressuscitou dos mortos, a saber, Jesus, que nos livra da ira futura" (1 Ts 1.10) o que dizer de Ap 3:10 "Como guardaste a palavra da minha paciência, também eu te guardarei da hora da tentação que há de vir sobre todo o mundo, para tentar os que habitam na terra". (Particularmente não creio que a Igreja passará por aflições, concordo que o proposito da grande tribulação não é preparar a igreja para estar com Cristo, mas, preparar Israel para a restauração do plano de Deus).
O que os Futuristas dizem sobre o Milênio ?
Referente ao Milênio os Futuristas são da corrente Pré-milenista: Essa corrente conclui que a vinda de Cristo ocorrerá Antes do milênio, quando Cristo virá reinar sobre a terra por um período de mil anos. Em Apocalipse 20 a bíblia fala sobre este reinado milenial de Cristo, onde Jesus Cristo estabelecerá um governo  teocrático com a presença pessoal e reinando como Rei.

2. Histórica. 
Considera que o Apocalipse é um livro histórico, cujos fatos já se cumpriram na sua maior parte. Mas tal entendimento não corresponde à
realidade bíblica.
  
3.Preterista. 
Os preteristas entendem que o Apocalipse já se cumpriu totalmente na época do Império Romano, incluindo a destruição de Jerusalém, no ano 70 a.C. Entretanto, as profecias bíblicas sobre os fins dos tempos indicam que diversos eventos escatológicos ainda não se cumpriram, como o Arrebatamento da Igreja (1 Ts 4.17), a Grande Tribulação ou "a hora da tentação que há de vir sobre todo o mundo" (Ap 3.10), a Vinda de Cristo em glória (Mt 16.27) e o milênio (Ap 20.2-5).

4. Simbolista. 
É também chamada de interpretação idealista ou espiritualista. Tudo é "espiritualizado", simbólico; nada é histórico, mas apenas uma alegoria da luta entre o bem e o mal. Nessa linha de pensamento, há o ensino:
a) amilenista, segundo o qual não haverá um período literal de mil anos para o reinado de Cristo. Ensinam que a Igreja está vivendo um milênio simbólico. (Particularmente vejo na bíblia referências que indicam que o milênio será literal e ocorrerá de fato, leia Ap 20.2-5; Hc 2.14). 
b) pós-milenistas. que pregam que Jesus só voltará depois do milênio. Os textos bíblicos, porém, indicam uma ordem diferente dos acontecimentos escatológicos. A ressurreição dos mortos salvos ocorrerá na vinda de Cristo (1 Ts 4.13-17). A volta de Jesus é tão literal quanto o foi a sua Ascensão (cf. At 1.9,11).

A Assembléia de Deus em sua doutrina defende qual escola ou corrente ?
A Assembléia de Deus defende a doutrina futurista:  pré-tribulacionista e pré-milenista, ou seja, creem que a maior parte das profecias ainda vão se cumprir começando com o arrebatamento da Igreja que ocorrerá quando Jesus Cristo voltar antes da Grande Tribulação e após a Grande Tribulação, Jesus estabelecerá o seu reino na terra por mil anos. (Lições CPAD Jovens e Adultos »2016 » 1º Trim)
Eu particularmente concordo.

1.1  Os Últimos Dias. 
Quando o Espírito Santo desceu sobre os cristãos no dia de Pentecostes, Pedro, citando o profeta Joel, identificou seu tempo como os "últimos dias" por estar se cumprindo a profecia (At 2.17).
[...]Os últimos dias são os dias do Espírito, que agora foi outorgado. No sentido real da palavra, a era messiânica chegou, a salvação escatológica
está presente. Contudo, o Dia do Senhor permanece como um evento futuro.
[...]A explicação é que se trata do começo dos “últimos dias”.
O primeiro advento de Cristo e o derramamento do Espírito Santo são eventos introdutórios dos “últimos dias” (At 2.17). Os sinais cósmicos acompanhados de fogo, coluna de fumaça etc., ausentes no dia de Pentecostes, dizem respeito à Grande Tribulação, no epílogo da história, “antes que venha o grande e terrível dia do Senhor” (Jl 2.31; At 2.20).
(Lições CPAD Jovens e Adultos »  2012 » 4º Trim.)

1.2  A Esperança da Igreja.                      
A vinda do Senhor nos é apresentada como a grande esperança da Igreja.
Aguardando a bem-aventurada esperança e o aparecimento da glória do grande Deus e nosso Senhor Jesus Cristo;(Tito 2:13)
"Se só nesta vida esperarmos em Cristo, somos os mais miseráveis de todos os homens" (1Co 15:19).
"Na casa do meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito: vou preparar-vos lugar. E se eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também" (Jo 14:2,3).
Paulo ressalta dois aspectos da vida cristã, que devem ser enfatizados hoje. Devemos viver "neste presente século [...], aguardando a bem-aventurada esperança". Os dois aspectos: viver e aguardar a esperança - são essenciais para nossa sanidade cristã, nessa era maligna.
A vida é suportável, porque vivemos com Deus, procurando edificar seu reino com os dons que Ele nos deu. E é esse mesmo reino que esperamos, ansiosamente.
Enquanto vivemos e aguardamos, temos a expectativa de três grandes benefícios do retorno de Cristo:
(1) A presença pessoal de Cristo. Nós ansiamos por estar com Ele.
(2) A redenção de nossa natureza pecaminosa, nós esperamos o fim da batalha contra o pecado e nossa perfeição em Cristo
(3) A restauração da criação, nós esperamos o governo total da graça, quando a imagem de Deus estiver nas pessoas de uma forma plena, e quando a ordem criada for restaurada

(Bíblia de Estudo Cronológica Aplicação Pessoal - ARC - CPAD - 2009 - 4 Edição)

1.3  O Arrebatamento. 
É o que ocorrerá com os discípulos de Cristo que estiverem vivos por ocasião da segunda vinda do Senhor (ITs 4.17). Será repentino, ao soar a trombeta de Deus (ICo 15.52; ITs 4.16). Somente os que estiverem em Cristo serão arrebatados, os quais não passarão pela morte física (ICo 15.51).
 Nota:

1 - Arrebatamento da Igreja será invisível para o mundo (para os infiéis, para os ímpios, inclusive para Israel). No tópico 3 veremos detalhes deste acontecimento.





2.  RESSURREIÇÃO E TRIBUNAL DE CRISTO 
O retorno do Senhor Jesus Cristo desencadeará outros acontecimentos escatológicos. veja quadro abaixo: 



2.1  As Ressurreições. 
A Bíblia afirma que existem duas ressurreições distintas: a "Primeira Ressurreição" (Ap 20.5) é aquela pela qual o cristão que dorme no Senhor passará (ITs 4.16). Este ressuscitará com o corpo transformado (ICo 15.51-52), para viver eternamente com o Senhor. Entretanto, a "Segunda Ressurreição"é aquela que passará os ímpios que não alcançaram a salvação (Ap 20.13-15).

Ressurreição dos Mortos
Amados, quanto a ressurreição dos mortos, haverá duas ressurreição, a saber:
Primeira Ressurreição: Só para os cristãos fiéis que partiram no Senhor e que serão ressuscitados (1 Ts 4:14) no dia da volta de Jesus na primeira fase, ou seja, no dia do arrebatamento da Igreja. Durante a grande tribulação haverá conversão e reconciliação de crentes que não foram arrebatados, estes farão parte do grupo de "mártires" e estes também farão parte desta primeira ressurreição.
Segunda Ressurreição: Os mortos sem Jesus Cristo, ou seja, os ímpios serão ressuscitados após o milênio (Ap 20:5,6). Tem um espaço enorme de tempo entre a primeira e segunda ressurreição, Este mortos são os ímpios que ressuscitarão para vergonha e desprezo eterno (Dn 12:2), ressurgirão para o julgamento no trono branco. A própria Bíblia enfatiza que a primeira ressurreição é para o bem aventurado, os santos que reinarão com Cristo no milênio, em Apocalipse 20:6 diz "Bem-aventurado e santo aquele que tem parte na primeira ressurreição; sobre estes não tem poder a segunda morte; mas serão sacerdotes de Deus e de Cristo, e reinarão com Ele mil anos". Os textos mencionados acima faz a distinção clara entre a ressurreição entre justos e ímpios. 

2.2  O Julgamento do Cristão. 
Cristo virá para julgar as obras dos cristãos e outorgar galardões. O cristão não será julgado com relação aos seus pecados (Jo5. 24)
Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida. (João 5:24)
Enquanto a Grande Tribula­ção acontece na terra; no céu, os santos estarão recebendo a recompensa por aquilo que cada um fez em vida pela causa do evangelho (l Co 3.12-15; Ap 22.12). É o chamado Tribunal de Cristo (2 Co 5.10), a premiação dos salvos. Não se trata de um julgamento para  a salvação ou condenação. Todos os presentes já são salvos em Jesus, visto que a salvação é pela graça; aqui se trata de mais uma bênção aos salvos. Em seguida, virá a festa das bodas do Cordeiro (Ap 10.9), o grande banquete que celebrará a união de Cristo com a sua Igreja.

2.3  O Galardão. 
"A obra de cada um se manifestará; na verdade, o Dia a declarará, porque pelo fogo será descoberta; e o fogo provará qual seja a obra de cada um.

Se a obra que alguém edificou nesta parte permanecer, esse receberá galardão
Se a obra de alguém se queimar, sofrerá detrimento; mas o tal será salvo, todavia como pelo fogo." (1Co 3.13-15)


A palavra galardão vem do grego e significa: "salário pago por um trabalho" ou "recompensa, fruto natural do trabalho árduo e esforçado". As Escrituras falam de diversas coisas que levam a um galardão.
Várias referências bíblicas indicam que os crentes serão recompensados ou galardoados com base em sua conduta cristã ( ver Mateus 16.27; 2 João 8; Apocalipse 22,12). Paulo escrevendo aos membros da igreja em Corinto, disse: "Porque todos devemos comparecer ante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o que tiver feito por meio do

corpo,ou bem ou mal" (2Co 5.10).O propósito desse exame é que cada crente preste contas de si mesmo a Deus (ver Romanos 14.10,12). O julgamento a ser feito por Deus avaliará o nosso serviço cristão. Não será tanto a quantidade e, sim, a qualidade dessas obras, que será examinada pelo Senhor. Qual terá sido o nosso motivo no serviço que prestamos ao Senhor ? Fomos impelidos por uma altruísta devoção a Ele ou, simplesmente, agimos para chamar a atenção para os nossos talentos, habilidades e recursos ? A Bíblia revela claramente que nossa atuação será submetida à revisão e tudo o que resistir ao teste da qualidade no serviço cristão, será recompensado. Por outro lado, o serviço que tiver sido motivado pelo egoísmo ou pelo orgulho, não será recompensado (ver 1 Coríntios 3.11-15).  (Fundamentos da Verdade, Floyd C. Woodworth e David D.Duncan, Editora Global University - Página 267-268).

3. A VINDA DO SENHOR  
São consideradas duas vindas de Cristo: a primeira, no Seu ministério

terreno, no qual Ele se fez carne (Jo 1.14), e a segunda acontecerá em duas partes (veja quadro abaixo no topico 3.1):

3.1  Características da Segunda Vinda. 
Arrebatamento da idéia de "rapto" ou "remoção" repentina. No contexto doutrinário a vinda do Senhor ocorrerá em duas fases distintas, a saber:
1 - Arrebatamento da Igreja, será invisível para o mundo (para os infiéis, para os ímpios, inclusive para Israel)
2 - Jesus voltará em Glória, será visível para todos, para os infiéis, ímpios, especialmente para Israel (que não acreditou que Jesus Cristo era o Messias e Salvador). Os Cristãos que foram arrebatados anteriormente acompanhara este evento com Cristo.

Quem são os Salvos que serão arrebatados? Os mortos em Cristo (1 Co 15:51,52) que irão ressuscitar primeiro em corpos glorificados, incorruptíveis, imortal. Os Cristãos Preparados e Fiéis ao Senhor Jesus Cristo, cujos corpos serão transformados (1 Co 15:51-53) revestidos de imortalidade, incorruptível. Vale lembrar aos amados que o Arrebatamento da igreja implica em livrar os crentes vivos do período terrível da grande tribulação. Os salvos irá encontrar com Jesus Cristo nas nuvens.  Este acontecimento ocorrerá antes da grande tribulação.
(Lições CPAD Jovens e Adultos »  2016 » 1º Trim.)

Veja quadro abaixo, arrebatamento (1ª fase) e vinda em glória (2ª fase)



3.2  As Bodas do Cordeiro.
A expressão "bodas" significa casamento ou núpcias. A bem-aventurança do reino do Messias é representada pela figura de uma festa nupcial. (revista do professor)

 I - AS BODAS DO CORDEIRO
1. O que será? Será o encontro glorioso, já nos céus, entre Cristo e sua Igreja amada:"Regozijemo-nos, e alegremo-nos, e demos-lhe glória, porque vindas são as bodas do cordeiro, e já a sua esposa se aprontou"(Ap 19:7).Os chamados "casamentos do século" nem de longe podem comparar-se às Bodas do Cordeiro. Jesus previu esse acontecimento:"E eu vos destino o Reino, como meu Pai mo destinou, para que comais e bebais à minha mesa no meu Reino"(Lc 22:29,30). Na visão do Apocalipse, João teve o privilégio de registrar o anúncio do grande acontecimento, que marcará para sempre a união entre Cristo e sua Igreja. 
2. Quem poderá participar destas bodas? Todos os salvos em Jesus Cristo. João viu a multidão incalculável de remidos por Cristo que estarão com Ele nos céus (Ap 5:11). A Noiva do cordeiro (a Igreja) é composta dos cristãos verdadeiros e dos crentes de todas as épocas (Lições CPAD Jovens e Adultos »  2016 » 1º Trim.)


“Regozijemo-nos, e alegremo-nos, e demos-lhe glória, porque vindas são as bodas do Cordeiro, e já a sua esposa se aprontou” (Ap 19.7).
Professor, nesse tópico seria interessante explicar que somos a noiva de Jesus, já considerada como esposa devido ao compromisso que temos com o Senhor. Vejam:
Por que as palavras “esposo” e “esposa”? No Oriente, o noivado é tão sério quanto o casamento. Na história bíblica a mulher comprometida em noivado era chamada esposa e, apesar de não estar unida fisicamente ao noivo, ela estava obrigada à mesma fidelidade como se estivesse casada (Gn 29.21; Dt 22.23,24; Mt 1.18,19). A Igreja é a esposa de Cristo porque está comprometida com Ele (Ap 19.7; 21.9; 22.17). (Lições CPAD Jovens e Adultos » 1998 » 3º Trim.)

O relacionamento entre o noivo e a noiva é baseado primeiramente no amor que ambos sentem um pelo outro (Ct 8.7). Eles sentem desejo de
estarem juntos e sonham pelo grande dia do casamento. (Revista do professor, EBD BETEL, 2018)
O Espírito Santo tem um papel primordial no preparo da noiva:
O Espírito e a noiva dizem: Vem! E quem ouve, diga: Vem! Se alguém tem sede, venha! E quem quiser, receba de graça a água da vida!» Apoc. 22,17

3.3  A Igreja e o Milênio.
Apocalipse 20.1-3 e os versículos do 7-10 tratam da condenação de Satanás. Ficará preso no abismo durante mil anos.
"A palavra 'milênio' vem dos termos latinos mille('mil') e annum('ano'). A palavra grega Chilias, que também significa 'mil', aparece por seis vezes em Apocalipse 20, definindo à duração do Reino de Cristo antes da destruição do velho céu e da velha terra. O Milênio, portanto, refere-se aos mil anos do futuro Reino de Cristo sobre a terra que virá imediatamente antes da eternidade. Durante o Milênio, Cristo reinará no tempo e no espaço"" (LAHAVE, Tim. Enciclopédia Popular de Profecia Bíblica,1.ed.Rio de Janeiro: CPAD,2008.pp.316)

"O Milênio será um tempo de controle tanto político como espiritual. Politicamente, ele será universal (Dn 2:35), discricionário (Is 11:4) e caracterizado pela retidão e justiça. Será zeloso para com os pobres (Is 11:3-5), mas trará recriminação e juízo para quem transgredir as ordenanças do Messias (Sl 2:10-12). Este reino literal de Cristo sobre a terra também terá características espirituais. Acima de tudo, será um reino de justiça, onde Cristo será o Rei e governará com absoluta retidão (Is 23:1). Será também um tempo em que se manifestará a plenitude do Espírito e a santidade de Deus (Is 11:2-5)" (LAHAYE, Tim. Enciclopedia Popular de Profecia Bíblica,1.ed.Rio de Janeiro:CPAD,2008,pp.318)



CONCLUSÃO
Que a nossa Esperança seja viva e nossa expectativa contagiante !
Jesus Cristo voltará para nos livrar da morte e nos livrar da morte e nos levar para a Sua presença eternamente. Maranata ! Ora vem, Senhor Jesus.



QUESTIONÁRIO

1. Qual é a grande esperança da Igreja ?
R.: A vinda do Senhor (Tt 2.13).

2. Onde foram julgados nossos pecados ?
R.: Na pessoa e na obra de Jesus (Is 53.5-6,10; 2Co 5.21).

3. Como despenseiro dos ministérios de Deus, o que o cristão tem que fazer ?
R.: Tem que prestar contas dessa tarefa (1Co 4.1-5).

4. Quando foi a primeira vinda de Cristo ?
R.: No Seu ministério terreno, quando Ele se fez carne (Jo 1.14).

5. Do que Apocalipse 20.1-3 e os versículos do 7-10 tratam ?
R.: Da condenação de Satanás (Ap 20.1-3,7-10).



BIBLIOGRAFIA

[1] Bíblia de Estudo Cronológica Aplicação Pessoal - CPAD - ARC
Biblia de estudo pentecostal, Almeida revista e corrigida, Rio de Janeiro, CPAD
Bíblia do Culto - Editora Betel
Revista EBD Betel Dominical Professor - 2 trimestre 2019, ano 29, número 111 - Editora Betel


                              AGORA VAMOS A VÍDEO AULA SOBRE ESTA LIÇÃO.  TENHA BOM ESTUDO !                             
    
   







                                                                                                                                                                              
[     

Olá Estimado Professor, segue abaixo o material de apoio que encontrei para acrescentar algo mais na sua preparação de Plano Aula.

                                                                                                                                                                              


21 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. muito edificante e tem nos ajudado a lecionar em classe DEUS abençoe

    ResponderExcluir
  3. Paz do senhor!!!que benção essa escola bíblica tem sido edificante Deus abençoe sempre.

    ResponderExcluir
  4. Sempre agradeço, neste blog temos ótimas informações para montar a aula...
    Que Deus continue abençoando essa equipe.
    Edilson

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém irmão Edilson, que Deus continue abençoando vosso ministério.

      Excluir
  5. Entendo este assunto que nós os salvos ao reconhecer o caminho da verdade em Cristo Jesus, embora vivemos a cidadania terrena, que por certo segue a ordem cronológica do tempo humano,(Chronos); passaremos a viver o tempo de Deus, (Kairos); este por sua vez na vida de um salvo, pode acabar a qualquer momento, (últimos dias ou coisas). Precisamos viver em constante vigilância pois não sabemos quando Jesus há de voltar. Hoje para nós o futuro não é se dar bem nesta vida somente, e sim estar preparado com Cristo no dia do seu advento. Então o melhor a se fazer é procurar reabastecer a nossa vida espiritual para não ser pego de surpresa quando der a meia noite, e o azeite precisa ser o suficiente para a espera do noivo, diferente das 5 virgens insensatas que não tinha azeite suficiente para esperar o noivo, e aí foram comprar, mas foram tarde demais para elas, porque a porta deste últimos dias se fechou. Sério isto não? então digo, o que disse no comentário da lição anterior em Rm.13: 11 a 14, onde friso o versículo 11 Pt b, porque a salvação está mais próxima de nós, do que quando aceitamos a fé. Vamos ficar atentos diante dos sinais que antecedem a vinda de Cristo, para então dizer sem medo, Maranata, Maranata; ora vem Senhor Jesus!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Irmão Robson, é verdade precisamos estar em constante vigilância em todos os sentidos. Hoje existem evidências concretas e não somente conspirações, de que existe uma nova ordem mundial trabalhando para chegar aos seus objetivos: a implantação de um governo mundial. Já se fala muito na implantação do biochip, reconhecimento facial, Tecnologia 5G, e outras, ao qual devemos colocar as barbas de molho. Já ouvi pastores renomados pregando que aceitaria a implantação de um biochip numa boa, dando por certo, que as marcas de aceitação do Anticristo que a Bíblia menciona, são marcas espirituais. Mas, como podem afirmar com tanta certeza ? Como Assembleiano sou adepto da doutrina Pré-Tribulacionista, todavia, não podemos afirmar que estamos 100% certos, afinal, qual corrente da Escatologia nos dá este patamar de segurança ? Sempre falo para meus alunos, se a implantação do biochip for algo obrigatório e sem volta, podemos estar entrando no período da grande tribulação como os irmãos Pós-Tribulacionistas defendem. Como bom Assembleiano creio que seremos arrebatados antes da grande tribulação, mas precisamos estar atentos ao que esta sendo anunciado, alguns bancos já estão dando sinais do uso desta tecnologia de biochip para 2023 ... Oremos ! Deus abençoe pela vossa contribuição semanal !

      Excluir
  6. Obrigado pela contribuição, para que a cada dia a escola bíblica dominical seja esse instrumento de conhecimento na vida do cristão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Corrigindo sou o Pb.Fabio Faria prof.da EBD da AD Mirante Arujá

      Excluir
    2. Pb. Fábio, Deus abençoe pelo retorno, é importante saber que estamos contribuindo com os professores de EBD. Forte Abraço ! A Paz do Senhor !

      Excluir
  7. Louvo a Deus pela vida de vcs meus irmãos, vcs são uma grande bênção em nossas vidas

    ResponderExcluir
  8. Que material precioso. Glória a Deus!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Érica, a paz do Senhor, que Deus continue te abençoando ricamente. Obrigado pelo retorno !

      Excluir
  9. Quero parabenizar a editora Betel pelo material e parabenizar a todos os professores que de forma brilhante ministraram duas aulas.

    ResponderExcluir