terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

Lição 7 – Reconhecer e Lidar com Casos de Bipolaridade

Aula presencial dia 17 de Fevereiro de 2019 

Estimado professor,   acredito que já tenha percebido que nosso SLIDE semanal traz uma abordagem DETALHADA de todos os pontos abordados na lição. É um resumo da lição fazendo uso de uma metodologia moderna de ensino,  tornando-o mais eficiente e efetivo. Aplica-se ao conteúdo da lição, ilustrações com figuras relacionadas com cada tópico a ser ensinado.  
Baixe o Slide no formato desejado, Tenha liberdade de cortar, alterar e 
adicionar conteúdo para uso na sua EBD. 


Hinos sugeridos para essa Aula

05 - Ó Desce Fogo Santo

193 - A Alma Abatida

 434 -  A Teus Pés












Lição 7 - Reconhecer e Lidar com Casos de Bipolaridade 

Bipolaridade: O transtorno bipolar é marcado pela alternância entre episódios de depressão e de euforia; as crises podem variar em intensidade, freqüência e duração. (https://drauziovarella.uol.com.br/doencas-e-sintomas/transtorno-bipolar)visitado em11/02/19

Texto Áureo
“Eu, a sabedoria, habito com a prudência, e acho a ciência dos conselhos.” (Pv 8.12).
Nota: Segundo o Pr. Esdras Costa Bentho, Prudência, sabedoria e tolerância são antídotos contra as pessoas difíceis.



Verdade Aplicada
A perseverante prática da comunhão entre os discípulos de Cristo é um importante auxílio no cuidado de quem sofre com a bipolaridade.



Objetivos da Lição
1 – Mostrar o que é bipolaridade;
2 – Ensinar como identificar as características da bipolaridade;
3 – Apresentar a similaridade de sintomas.



Motivo de Oração
Peça a Deus para levantar profissionais nas áreas da saúde, educação e segurança.




Salmo 42.1,2,5,6
1 – Como o cervo brama pelas correntes das águas, assim suspira a minha alma por ti, ó Deus !
2 – A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo; quando entrarei e me apresentarei ante a face de Deus ?
5 – Por que estás abatida, ó minha alma, e por que te perturbas em mim ? Espera em Deus, pois ainda o louvarei na salvação da sua presença.
6 – Ó meu Deus, dentro de mim a minha alma está abatida; portanto, lembro-me a ti desde a terra do Jordão, e desde os hermonitas, desde o pequeno monte.



ESBOÇO DA LIÇÃO
Introdução
1.    Conhecendo o que é a bipolaridade
2.    Identificando características
3.    Similaridade de sintomas
Conclusão



INTRODUÇÃO
Nesta lição, estudaremos acerca de um transtorno de humor que tem causado muita confusão na cabeça das pessoas, devido à dificuldade de convivência com indivíduos que sofrem com o Transtorno Bipolar.
Obs. O dever do cristão é viver em paz com todas as pessoas, mesmo que a pessoa seja de difícil convivência. Independente da etnia, do credo, da cultura etc.
“Se for possível, quando estiver em vós, tende paz com todos os homens” (Rm 12.18).



1. CONHECENDO O QUE É A BIPOLARIDADE
O Transtorno Bipolar, conhecido como transtorno maníaco-depressivo, também é chamado de transtorno de humor. O bipolar apresenta um comportamento no qual as variações de humor ocorrem com episódios de bom humor, tristeza e irritabilidade. Na fase maníaca, o indivíduo está muito feliz e com ânimo elevado. Na depressiva, muito triste.

1.1 Como se apresenta a bipolaridade.
Em alguns casos, as fases maníacas ou hipomaníaca podem se sobrepor à depressiva, provocando o que chamamos de estado misto... Quando o indivíduo apresenta um quadro de inquietação, que é associado à mania ou hipomania, e de falta de interesse ou de prazer associado à depressão, ele desenvolve um quadro de angústia, que é um sintoma do estado misto. Porém, nem sempre o surgimento destes sintomas é um sinal de bipolaridade. Somente o profissional adequado pode fazer um diagnóstico correto. Em momentos de angústia devemos buscar paz em Deus, que é bom e uma fortaleza no dia da angústia (Na 1.7).
É comum ouvirmos alguém dizer: “Aquela pessoa é bipolar”. Em algumas situações,tais opiniões podem estar equivocadas.Vejam:
[...], nem sempre um quadro de angústia está associado ao transtorno bipolar Existem diversos motivos que poderão desencadear este estado de angústia. Entretanto, ao percebermos tal comportamento em algum irmão de nossa igreja, devemos ajudá-lo a entender a necessidade de buscar ajuda através de um tratamento adequado. Nossas atitudes de ajudar o próximo devem sempre ser precedidas e acompanhadas de oração, inclusive para que o Senhor nos dirija e nos conduza, também, quando lidamos com pessoas relutantes em buscar tratamento (Mt 21.22). (Revista do professor)

1.2 Tipo de Bipolaridade.                     
As oscilações do humor são a principal característica da bipolaridade. Ela ocorre através de fases que vão da euforia excessiva, que são manifestações de alegria intensa, a estados de melancolia e forte depressão, que podem produzir pensamentos destrutivos. A bipolaridade ainda pode ser classificada como:

Tipo 1 
Quando o indivíduo sofre com episódios maníacos e períodos de depressão profunda;
Na fase maníaca, o indivíduo está muito feliz e com ânimo elevado. Na depressiva muito triste.
Transtorno bipolar Tipo I
O portador do distúrbio apresenta períodos de mania, que duram, no mínimo, sete dias, e fases de humor deprimido, que se estendem de duas semanas a vários meses. Tanto na mania quanto na depressão, os sintomas são intensos e provocam profundas mudanças comportamentais e de conduta, que podem comprometer não só os relacionamentos familiares, afetivos e sociais, como também o desempenho profissional, a posição econômica e a segurança do paciente e das pessoas que com ele convivem. O quadro pode ser grave a ponto de exigir internação hospitalar por causa do risco aumentado de suicídios e da incidência de complicações psiquiátricas.
.(https://drauziovarella.uol.com.br/doencas-e-sintomas/transtorno-bipolar)visitado em11/02/19

Tipo 2 
Quando as fases depressivas se intercalam com episódios maníacos menos intensos, ou seja, hipomania.
Transtorno bipolar Tipo II
Há uma alternância entre os episódios de depressão e os de hipomania (estado mais leve de euforia, excitação, otimismo e, às vezes, de agressividade), sem prejuízo maior para o comportamento e as atividades do portador.
(https://drauziovarella.uol.com.br/doencas-e-sintomas/transtorno-bipolar)visitado em11/02/19
Transtorno bipolar não especificado ou misto
Os sintomas sugerem o diagnóstico de transtorno bipolar, mas não são suficientes nem em número nem no tempo de duração para classificar a doença em um dos dois tipos anteriores.
.(https://drauziovarella.uol.com.br/doencas-e-sintomas/transtorno-bipolar)visitado em11/02/19
Há ainda a ciclotimia, uma forma disfarçada de transtorno bipolar, já que as oscilações ocorrem entre a hipomania e uma forma de depressão leve. A ciclotimia, às vezes, é confundida com depressão.
Transtorno ciclotímico
É o quadro mais leve do transtorno bipolar, marcado por oscilações crônicas do humor, que podem ocorrer até no mesmo dia. O paciente alterna sintomas de hipomania e de depressão leve que, muitas vezes, são entendidos como próprios de um temperamento instável ou irresponsável.
.(https://drauziovarella.uol.com.br/doencas-e-sintomas/transtorno-bipolar)visitado em11/02/19

Importante:
[...] Em alguns casos, uma situação de pecado encoberto pode produzir um sintoma semelhante ao da bipolaridade, com alternâncias de euforia e baixa de humor. Nestes casos a confissão é o único remédio (SI32. 5), pois trará de volta a alegria e o louvor (SI 32.7). (Revista do professor).

1.3 Ajudando nossos Irmãos.
As oscilações de humor próprias dos sintomas da bipolaridade também estão presentes em membros da igreja. Há irmãos que sofrem sem saber a causa, que pode ser algum desvio de conduta cristã ou enfermidade.  Um acompanhamento correto (eclesiástico e médico) será de grande valia na avaliação do caso, o que irá salvar o servo de Deus da angústia produzida pela falta de conhecimento do problema. É preciso estar alerta quando o discípulo de Cristo não desfruta da alegria de servir a Deus (SI 42.1-6).
[...] Sendo assim, se toma cada vez mais necessário que a Igreja promova ações de esclarecimento, tornando clara a necessidade de tratamento para as enfermidades da alma, ao invés de criticar o enfermo, pois este sempre estará confiante (SI 31.13-14). (revista do professor)
Sobre o cuidado com os irmãos
[...]Deste modo, cuide de si, mas não se esqueça do outro (2 Tm 2.1,22-26; 3.14; 4.5). Cuidar de si é uma condição indispensável para cuidar do outro. Desejar o melhor para si mesmo, no entanto, não significa desejar o pior para o próximo. Para os gregos o cuidar de si (epimeleia heautou) designava um conjunto de ocupações desenvolvidas pelo indivíduo numa relação consigo mesmo (estudo, meditação, exercícios físicos). Ao mesmo tempo, essa atenção às necessidades individuais era uma atividade social e, com isto, um cuidado com o outro (epimeleia ton allon) que se manifestava na ética cristã que ensina: “E como vós quereis que os homens vos façam, da mesma maneira fazei-lhes vós também” (Lc 6.31). (Lições CPAD  » Jovens 2015 » 4º Trimestre)



2. IDENTIFICANDO CARACTERÍSTICAS
Algumas características são observadas e devem ser investigadas, para que não haja maiores complicações no desenvolvimento da enfermidade. Veremos neste tópico algumas delas e como devemos agir para controlar a bipolaridade, sem causar uma grande perda para o portador deste mal.

2.1 Dificuldade de se Concentrar.
Durante o aparecimento da enfermidade, o indivíduo tem uma grande dificuldade de se concentrar na realização de atividades normais, como também tomar decisões. A dificuldade de memorização passa a ser um complicador a mais para que ele possa ser útil em algumas situações. A observação destes eventos deve servir como um alerta para uma investigação apropriada, com o intuito de confirmar o diagnóstico da bipolaridade. A palavra de Deus nos orienta a sermos simples e prudentes (Mt 10.16). Logo, devemos investigar, para que a enfermidade não evolua, aumentando assim as dificuldades.
As dificuldades de se concentrar são mais evidentes durante a fase de hipomania ou mania, mas isso não impede que permaneçam nos períodos  dos casos de depressão.

2.2 Niveis de Energias Alterados.
As alterações do nível de energia no portador da bipolaridade são muito severas e isto torna muito fácil a identificação do problema. Quem sofre com o transtorno bipolar poderá apresentar em um dia no qual estiver na fase maníaca ou hipomaníaca um nível elevadíssimo de energia, apresentando disposição para realização de diversas tarefas. No entanto, quando estiver em um dia de fase depressiva, o nível de desânimo será impressionantemente excessivo para o desenvolvimento de qualquer atividade. Temos que ficar atentos ao perigo existente na fase depressiva, na qual o indivíduo apresenta pensamentos destrutivos, considerando, inclusive, o suicídio como uma opção. Esta possibilidade torna imprescindível o acompanhamento profissional adequado e constante deste indivíduo.
Professor neste tópico é muito importante você destacar sobre os efeitos que as alterações do nível de energia podem ocasionar à obra de Deus, veja o que diz a revista do professor: Por isso é sempre bom termos cuidado com projetos gigantescos apresentados por irmãos em estado de euforia, para que isto não traga prejuízo para obra de Deus, pois a sabedoria deve ser nossa irmã e a prudência nossa  parenta (Pv 7.4).

2.3 Apetite Irregular.
Outra característica da bipolaridade é a alteração do apetite.
Na fase maníaca, alguns indivíduos podem desenvolver um comportamento compulsivo por alimentos, ou ainda por bebidas alcoólicas e outras drogas. Na fase depressiva, o comportamento muda para queda no apetite, ocasionando uma perda excessiva de peso. Entretanto, esta regra não se aplica a todos portadores do transtorno, pois o sintomas podem aparecer invertidos em outros indivíduos, nos quais a perda de apetite ocorre na fase depressiva, por conta do desenvolvimento da compulsão alimentar. Por isso, a relevância de buscarmos na Palavra de Deus e no Espírito Santo a sabedoria e a prudência necessária para a observação dos comportamentos dos indivíduos, bem como motivar e conduzir ao tratamento médico necessário (Pv 8.12);
[...] A comunhão com a igreja leva o indivíduo a ter um convívio muito grande com os irmãos e isto facilita a observação de algumas das características citadas até agora. Mas ainda assim não podemos nos arvorar em querer afirmar a condição de bipolar a ninguém, pois só o profissional da área está habilitado. (Revista do professor)



3. Similaridade de Sintomas
Uma das grandes dificuldades de se diagnosticar precisamente uma enfermidade da alma é exatamente a similaridade encontrada nos sintomas. Quase sempre se apresentam de forma parecida em mais de uma enfermidade.
O diagnóstico do transtorno bipolar é clinico, baseado no levantamento da história e no relato dos sintomas pelo próprio paciente ou por um amigo ou familiar. Em geral, ele leva mais de dez anos para ser concluído, porque os sinais podem ser confundidos com os de doenças como esquizofrenia, depressão maior, síndrome do pânico, distúrbios da ansiedade. Daí a importância de estabelecer o diagnóstico diferencial antes de propor qualquer medida terapêutica
.(https://drauziovarella.uol.com.br/doencas-e-sintomas/transtorno-bipolar)visitado em11/02/19

3.1 Perda de horas de Sono.
Na bipolaridade, o indivíduo na fase maníaca passa a sofrer com a perda de horas de sono, desenvolvendo um quadro de insônia. Tal acontecimento ocorre provocado pelos constantes episódios de euforia e agitação, comuns ao aparecimento da bipolaridade, o que pode formar uma impressão errada sobre a enfermidade. Isso é mais um motivo para se procurar um profissional qualificado para o diagnóstico preciso. É preciso estar atento, pois na fase maníaca o indivíduo resiste ao tratamento, alegando não estar doente.

3.2 Episódio depressivo.
A bipolaridade é conhecida pela alternância do humor. Já vimos que na fase maníaca há uma perda de horas de sono. Logo é importante observar que no período depressivo o portador da bipolaridade vai experimentar uma sensação de esgotamento e desânimo profundos, passando a dormir mais do que o normal.
A sensação de falência física e mental surge mais acentuada, pois são próprias do quadro de depressão. O profeta Elias, após experimentar uma grande vitória (1 Rs 18.37-40), viveu esta experiência de falência física e mental e prostrou-se embaixo de um zímbro (1 Rs 19.4-6).
Depressão (bipolar): humor deprimido, tristeza profunda, apatia, desinteresse pelas atividades que antes davam prazer, isolamento social, alterações do sono e do apetite, redução significativa da libido, dificuldade de concentração, cansaço, sentimentos recorrentes de inutilidade, culpa excessiva, frustração e falta de sentido para a vida, esquecimentos, idéias suicidas.
.(https://drauziovarella.uol.com.br/doencas-e-sintomas/transtorno-bipolar)visitado em11/02/19

3.3 Doença não é desvio Caráter.
A bipolaridade também é responsável por alterações severas na libido.
Caso isso ocorra em sua fase maníaca, o indivíduo irá apresentar um desejo demasiado em ter relações sexuais. Mudança na maneira de se vestir e de se maquiar devem ser observadas, pois acontecem com o objetivo de se fazer mais sensual.
Nesta fase o indivíduo pode desejar buscar diversos parceiros. Já na fase depressiva o comportamento pode ser oposto, apresentando total falta  de prazer e interesse em ter relações sexuais.
A enfermidade não pode ser usada como pretexto para desvio de caráter, pois tal comportamento é condenado pela Palavra e punido como pecado (Ap 22.15).
É importante enfatizar que estamos sujeitos às enfermidades, todavia o Espírito Santo habita em nós e com certeza é um diferencial com relação ao nosso comportamento em qualquer circunstancia.
O trabalho do Espírito no caráter do homem. Ao aceitar a Cristo como Salvador, o homem recebe da parte de Deus um novo caráter (2 Co 5.17). O Espírito Santo, por meio de suas ministrações (Rm 8.1-17; Gl 5.22-26), aperfeiçoa-o gradualmente (2 Co 3.18; 1 Pe 1.2). Na continuação, o Espírito da Verdade passa a controlá-lo por completo, de modo que suas ações passam a ser moldadas por Ele (Rm 8.5-11). Uma vez que a imagem perdida no Éden fora restaurada, o homem passa a experimentar e demonstrar uma vida de integridade (Gn 3.11-13; Rm 5.12; 1 Co 15.22,45; Ef 4.23,24).



CONCLUSÃO
A igreja de Cristo não pode agir como se tivesse medo de pessoas com Transtorno Bipolar ou maníaco-depressivo, mas deve aprender a lidar com estes irmãos, enfatizando a importância do amor de Deus em cada discípulo de Cristo, expresso em comunhão, cuidado e atenção de uns para com os outros, promovendo, assim, um ambiente de inclusão e acolhimento, que muito contribuirá no tratamento médico-terapêutico.



QUESTIONÁRIO
1.    Por que em momentos de angústia devemos buscar paz em Deus ?
R. Porque Ele é bom e uma fortaleza no dia da angústia (Na 1.7)

2.    Quando é preciso estar alerta ?
R. Quando o discípulo de Cristo não desfruta da alegria de servir a Deus (Sl 42.1-6)

3.    O que a Palavra de Deus nos orienta ?
R. A sermos simples e prudentes (Mt 10.16)

4.    Qual profeta viveu a experiência de falência física e mental ?
R. Elias (1 Rs 19.4-6).

5.    O que não pode ser usada como pretexto para desvio de caráter ?
R. A enfermidade (Ap 22.15).

                              AGORA VAMOS A VÍDEO AULA SOBRE ESTA LIÇÃO.  TENHA BOM ESTUDO !                             
   





                                                                                                                                                                              
[     

Estimado Professor, segue abaixo o material de apoio para nossos estudos !

Quais os Sintomas do Transtorno Bipolar
Canal Doutor Ajuda
                                                 

Como Identificar o Transtorno Bipolar
Programa Tribuna Independente


Entenda o que é transtorno bipolar
Programa Vida Melhor


Estimado Professor, abaixo um vídeo sobre Bipolaridade da ABRATA (Associação Brasileira de Familiares, Amigos e Portadores de Transtornos Afetivos)



                                                                                                                                                                              


29 comentários:

  1. Respostas
    1. Nosso Blog é atualizado diariamente, sempre estamos incluindo algum material de apoio. Visite-nos sempre ! Obrigado pela visita !

      Excluir
  2. Muito bom o assunto, estamos vivendo com muitas pessoas asim ate mesmo dentro das igrejas e precisamos ajuda las a se cuidar orientar ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, os números de suicídios nas igrejas tem crescido por conta de enfermidades da alma, como por exemplo Bipolaridade sem a devida atenção e tratamento adequado !

      Excluir
  3. Ótima aula e abordagem deste tema difícil nos dias atuais, alguns o recebem como doença, outros com transtorno de personalidade, outros até como possessão demoníaca, etc. EU,quando criança ainda, cerca dos meus 10 anos presenciei uma frase que me marcou no mundo Cristão: "Na Igreja meu pai é o pastor e Deus, na minha casa ele é o diabo", frase pronunciada por um filho de pastor a respeito de seu próprio pai. Nunca procurei saber se ele tinha razão para tal pronuncia, pois ele era bem mais velho que eu, tinha seus 20 anos na época do ocorrido. Isso ocorreu a 52 anos atrás. Carlos Sabino Martins.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Irmão Carlos, é muito complicado identificarmos a origem e o diagnóstico das enfermidades da alma, esta revista vem nos ajudar nesta tarefa, muitas vezes nosso apoio espiritual para as pessoas devem vir acompanhadas de orientações quanto a procura de profissionais que possam ajudar na cura de tantos transtornos e distúrbios que existem. Neste caso exposto, tudo fica mais grave e difícil, visto que o pastor e sua família é quem sofria do problema, que Deus possa nos dar graça e sabedoria para ajudar tantas pessoas que sofrem ...

      Excluir
  4. É muito bom ter essa ajuda de profissionais nesse assunto sobre bipolaridade...que Deus abençoe a todos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, tomei conhecimento sobre Bipolaridade nesta lição !

      Excluir
  5. Paz do senhor meus queridos irmao nao querendo ser critico mais contribuir ainda mais com esta exelente aula Romanos 12:18 nao fala quando mais quanto o que faz toda diferença neste verciculo da palavra de Deus ate porque da uma enfase a quantidade o que almenta ainda mais nossa responssabilidade a paz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A paz do Senhor!
      Muito obrigado pela sua oportuna observação.ainda para reforçar o seu comentário,abaixo o mesmo versículo na edição NTLH:
      Rm 12.18
      "No que depender de vocês, façam todo o possível para viver em paz com todas as pessoas".
      Um forte abraço,no amor de Jesus
      Pb. Gerson Tomé

      Excluir
  6. A paz do Senhor!Agradeço primeiro a Deus e depois a vocês
    Que tem contribuído ricamente com o planejamento das aulas da EBD. O tema da lição é muito bom e nos ajudará a compreender e orientar os nossos irmãos que passam por esses transtornos a buscar ajuda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este trimestre está bom mesmo, com certeza vai ajudar muito, Nota 10 para a Betel, precisamos muito dessas lições, não adianta só aprendermos temas teológicos enquanto muitos irmãos estão sofrendo com tantas enfermidades da alma tão presente neste mundo contemporâneo sem saber para quem pedir orientação e ajuda.

      Excluir
  7. Boa noite
    Paz do Senhor
    Deus tem suas diversas maneiras de trabalhar e precisamos apenas querer ouvi lo, talvez falte um pouco mais de entrega ao viver para Deus e entender melhor porque seu irmão não vai para a igreja, as vezes esta tão deprimido, algo o aflinge tanto que acaba perdendo a vontade de adorar, talvez por uma palavra mal colocada ou até mesmo por mal interpretação, os temas deste semestre sobre doenças da alma, nos faz pensar o quanto somos falhos, Deus amou o próximo, precisamoa primeiramente amar ao proximo como Deus nos amou, na verdade nos ama,não somente na igreja esse amor tem que ultrapassar barreiras e ir até o encontro de todos sendo cristãos e não cristãos, pois somos servos e servos estão para servir a todo o tempo. Deus abençoe a todos. Apenas uma breve palavra do que precisamos para mudar talvez um pouco de nós mesmos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. É verdade, infelizmente muitas igrejas já não se importam mais quando um membro deixa de ir para a igreja. Ninguém vai atrás para saber o que está ocorrendo, porque a pessoa não esta mais vindo para a igreja. As vezes a pessoa fica hospitalizada por semanas e ninguém sente a f alta da pessoa... muito triste...igrejas grandes cometem muito este erro, possuem tantos obreiros, mais ninguém se propõe a ajuda no trabalho de visitas a pessoas doentes e fracas na fé. O que será que Deus pensa disso ?

      Excluir
  8. Tá boa de mais essa aula, tema importante para ser abordado nas igrejas..... Boa aula a todos......

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com toda certeza Mayko, a proposta deste trimestre é muito boa e relevante, que Deus possa nos dar graça para ajudar aqueles que adentram as portas da Igreja com alguma enfermidade da alma. Só Deus pode nos capacitar para ajudar Espiritualmente ( Deus ainda cura qualquer enfermidade ) e também através de um orientação para que o indivíduo procure um profissional da área. A Igreja não pode fechar os olhos para estes problemas.

      Excluir
  9. Deus abençoe o criador deste blog, depois que conheci, foi de grande valia para meu conhecimento e discussão com irmãos para aprender e ensinar a palavra de Deus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Irmão Anderson, estamos felizes por ter nos encontrado, "cá" estamos nós para contribuir um pouquinho com este nobre ministério de ensino bíblico na EBD.

      Excluir
  10. Muito interessante essa lição.
    Aprendi muito..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estamos juntos nessa, crescendo na graça e no conhecimento !

      Excluir
  11. Respostas
    1. Pr Rahfelson, Deus abençoe pela vista ao nosso Blog, já estamos preparando a Lição 8, que Deus continue abençoando vosso ministério. Realmente Este tema da Revista Betel é excelente e necessário para a igreja !

      Excluir
  12. Os comentários anteriores obre os tópicos estão excelentes. Estou aguardando a lição 8

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou aguardando envio pelo presb. Gérson, esta semana deve ocorrer atraso, ele teve um problema para resolver. Grato !!!!

      Excluir
  13. Respostas
    1. Que Benção ! Fico feliz por isso ! A paz do Senhor !

      Excluir