quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

Lição 3 - Tratando de Comportamentos Persistentes de Desobediência


Aula presencial dia 20 de Janeiro de 2019 

Estimado professor,   acredito que já tenha percebido que nosso SLIDE semanal traz uma abordagem DETALHADA de todos os pontos abordados na lição. É um resumo da lição fazendo uso de uma metodologia moderna de ensino,  tornando-o mais eficiente e efetivo. Aplica-se ao conteúdo da lição, ilustrações com figuras relacionadas com cada tópico a ser ensinado.  
Baixe o Slide no formato desejado, Tenha liberdade de cortar, alterar e 
adicionar conteúdo para uso na sua EBD. 


Hinos sugeridos para essa Aula

84 - O Grande "Eu Sou"

225 - Sê Valente

305 - Campeões da Luz










Lição 3 - Tratando de Comportamentos Persistentes de Desobediência


Texto Áureo
E ele disse: Quem és, Senhor? E disse o Senhor: Eu sou Jesus, a quem tu persegues. Duro é para ti recalcitrar contra os aguilhões." (Atos 9.5)



Verdade Aplicada
Sermos submissos à vontade de Deus é o caminho para uma vida bem-sucedida.


Objetivos da Lição
1 – Apresentar o que é TOD;
2 – Mostrar a quão prejudicial este trantorno pode ser para a vida espiritual;
3 – Ensinar meios para identificar o TOD.



Motivo de Oração
Ore pelas crianças, adolescentes e jovens cristãos do país.



Juízes 17.1,5-7,10
1 – E havia um homem da montanha de Efraim, cujo nome era Mica,
5 – E tinha este homem, Mica, uma casa de deuses; e fez um éfode e terafins, e consagrou a um de seus filhos, para que lhe fosse por sacerdote.
6 – Naqueles dias, não havia rei em Israel; cada qual fazia o que parecia direito aos seus olhos.
7 – E havia um mancebo de Belém de Judá, da tribo de Judá, que era Levita, e peregrinava ali.
10 – Então lhe disse Mica: Fica comigo e sê-me por pai e sacerdote; e cada ano te darei dez moedas de prata, e vestuário, e o teu sustento. E o levita entrou.



ESBOÇO DA LIÇÃO
Introdução
1. Uma Visão Geral do TOD
2. Vida Espiritual Prejudicada pelo TOD
3. Identificando o TOD
Conclusão



INTRODUÇÃO
Como pode alguém ter a intenção de desafiar o Criador ?
Falaremos sobre um comportamento que pode levar o indivíduo a tomar este tipo de atitude.
Esta lição nos esclarece o que é TOD, e nos dará condições para identificar pessoas portadoras deste transtorno. É importante enfatizar que quando alguém passa pelo processo do novo nascimento, normalmente o seu comportamento e atitudes são transformados pelo Espírito Santo, veja o texto abaixo:
3 - Porque também nós éramos, noutro tempo, insensatos, desobedientes, extraviados, servindo a várias concupiscências e deleites, vivendo em malícia e inveja, odiosos, odiando-nos uns aos outros.
4 - Mas, quando apareceu a benignidade e o amor de Deus, nosso Salvador, para com os homens,
5 - não pelas obras de justiça que houvéssemos feito, mas, segundo a sua misericórdia, nos salvou pela lavagem da regeneração e da renovação do Espírito Santo,
Transformação radical. Ser uma nova criatura em Deus não implica numa mera reforma exterior. Apesar de o cristão ser distinto do mundo em sua maneira de ser e de agir, sua nova vida não está assentada apenas em regras comportamentais, sociais e religiosas. Mas na pedra de esquina que é Cristo Jesus, nosso Senhor e Rei (Ef 2.20).
Na verdade, aquele que “nasce de novo” sofre uma transformação radical de vida, começando pelo seu interior, abrangendo todo seu coração, desejo e vontade (At 2.37; Rm 5.5; 2 Co 7.2). Tal transformação é refletida nas esferas espiritual e social da vida do novo convertido (Mt 5.13.14). (Lições CPAD Jovens e Adultos » 2011 » 3º Trimestre)



1. UMA VISÃO GERAL DO TOD
Alguns personagens da bíblia tomaram posição de confronto em relação ao criador.
Nos dias atuais, também não é difícil ver pessoas se posicionando de maneira contraria a Palavra de Deus.
Não devemos ficar escandalizados antes mesmo de averiguar se tal membro não é portador do Transtorno de Oposição Desafiante (TOD).

1.1 TOD nas Crianças.
O TOD geralmente tem uma atenção maior quando se apresenta em crianças. É sabido que toda criança passa por uma fase de rebeldia onde tendem a desafiar os pais e as regras que lhes são impostas
A criança com TOD normalmente tem um comportamento desafiador constante.,tem uma dificuldade intensa em obedecer  [...],é necessário a ajuda de um profissional médico psiquiatra ou psicólogo comportamental experiente com crianças para que se possa ter um diagnostico correto.(Revista do professor)

Estamos aprendendo que a ajuda de profissionais é importante (e não temos duvida que é importantíssima), mas tal fato não nos isenta da responsabilidade de ensinar a criança. A obediência é um mandamento de Deus, e pode proporcionar muitos benefícios no presente e no futuro. A Escola dominical é uma ótima ajuda aos pais neste sentido.
Gostaria de sugerir a todos os pais que orem intensamente por vossos filhos. Mesmo quando estiverem dormindo estenda suas mãos sobre eles e os abençoe, peça sabedoria a Deus para criá-los, ore pela saúde física, mental, espiritual de vossos filhos. (você terá uma experiência indescritível). 
— Vós, filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é justo.
— Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa,
— para que te vá bem, e vivas muito tempo sobre a terra. (Ef 6.1-3).

O dever essencial dos filhos é obedecer aos pais “no Senhor”. Não à moda dos pais, mas segundo o ensino do Senhor nas Escrituras. (Ler Efésios 6.23 e Colossenses 3.20.) Obedecer não é uma opção dos filhos; é uma ordem de Deus. Muitos filhos hoje sofrem, inclusive de maneira misteriosa e inexplicável, por ter quebrado esse preceito divino (Êx 20.12). A má sementeira da desobediência e rebeldia dos filhos trará logo mais a sua colheita de males (Gl 6.7).( Lições CPAD Jovens e Adultos » 2004 » 2º Trimestre ).

1.2 Adolescentes Indesejados.                     
O TOD se não for cuidado na infância, invadirá a adolescência, tornando este momento da criação e educação muito mais difícil.
A agressão, o confrontamento e a desobediência trazidas da infância tornam o adolescente alguém de difícil trato[...].É fato que um leigo não tem como ter certeza de que o comportamento conturbado de uma pessoa pode estar associado ao TOD.Neste caso a procura por um profissional especialista é fundamental para um diagnostico preciso.(Revista do professor)
Sou professor a mais de quinze anos do ensino médio (alunos adolescentes). Obviamente alguns alunos são evangélicos, outros não.Atualmente o que me deixa muito preocupado é o grande numero de adolescentes “evangélicos” com comportamento totalmente inadequado para um cristão. São desobedientes as normas da escola, ao corpo docente, não respeitam os colegas da turma etc. Alguns chegam ao ponto de serem pior que os incrédulos. O que está acontecendo???  
Seria o resultado de cultos sem a mensagem de Deus? Mensagem que os leve de volta ao calvário, os quebrante, transforme, levando os tais a uma nova vida em Cristo?
17 - Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram: eis que tudo se fez novo.

Nota: A igreja não pode se isentar de suas responsabilidades com os adolescentes. Tal recomendação não está em dissonância com a lição, pois o acompanhamento certamente proporcionará aos adolescentes com problemas a solução mais adequada para cada caso.

1.3 Adultos Perigosos.
É importante observar e tratar os sintomas do TOD durante a infância e adolescência, pois se não tratados nestas etapas, o individuo poderá se tornar um adulto que sofrera com os mesmos distúrbios que pode evoluir para um distúrbio de perturbação de conduta chamado também de TC (transtorno de conduta). Estudos apontam que 25% de TOD não tratados evoluem para TC.
Professor utilize o texto áureo da lição para enriquecer este tópico:
E ele disse: Quem és, Senhor? E disse o Senhor: Eu sou Jesus, a quem tu persegues. Duro é para ti recalcitrar contra os aguilhões.( Atos 9:5 )
Note que Paulo apresenta um comportamento transtornado, reconhecido como anormal, por ele mesmo:
13 — a mim, que, dantes, fui blasfemo, e perseguidor, e opressor; mas alcancei misericórdia, porque o fiz ignorantemente, na incredulidade.
14 — E a graça de nosso Senhor superabundou com a fé e o amor que há em Jesus Cristo.(1Tm 1.13-14)
Saulo, o perseguidor de crentes. Outro exemplo de como Jesus transforma uma pessoa é o do apóstolo Paulo. Antes de ter um encontro com Jesus, ele era um fariseu dedicado à perseguição dos cristãos. Atos 9 conta que Saulo respirava ameaças e mortes contra os discípulos de Jesus. Ele mesmo se declarou um homem blasfemo e perseguidor antes de encontrar-se com o Senhor (1Tm 1.14), e aos gálatas disse: “Porque já ouvistes qual foi antigamente a minha conduta no judaísmo, como sobremaneira perseguia a igreja de Deus e a assolava” (Gl 1.13). Quando viajou para Damasco, teve um encontro com Jesus, e aprendeu que quando se persegue a Igreja do Senhor, na verdade se está perseguindo ao próprio Senhor. Saulo foi transformado, nasceu de novo e passou a ser o mais ativo missionário para os gentios conhecido no Novo Testamento.(Lições CPAD » Jovens 2015 » 1º Trimestre
Jesus continua transformando e curando, todavia tal afirmação não subestima a ciência... (conforme bem explicado nos tópicos por nosso comentarista) .




2. VIDA ESPIRITUAL PREJUDICADA PELO TOD
O capitulo 17 de juízes relata acerca de um homem chamado Mica. Em sua atitude foi buscar uma maneira  de se relacionar com o mundo espiritual,ele resolveu criar para si um objeto de culto.A atitude de Mica pode ser comparada a de quem sofre com TOD,que sempre escolhe andar na contramão das regras estabelecidas na palavra.

2.1 A Escolha de Mica.
[...] No momento histórico no qual viveu Mica o povo de Israel vivenciava condições de baixo padrão moral, tendo as praticas religiosas corrompidas pelos seus atos e comportamento moral distorcido
“Filhinhos, guardai-vos dos ídolos” (1 Jo 5.21).
A idolatria é uma abominação perante Deus, e cega com­pletamente o ser humano com relação às coisas espirituais. A história de Mica, cujo nome significa “quem é semelhante a Jeová?”, traz às nossas vidas lições preciosas. Nela descobrimos o efei­to nocivo que a idolatria produz na vida do ser humano, levando-o a tor­nar-se cego no tocante às coisas es­pirituais, dando assim origem a dou­trinas heréticas.(Lições Betel,2011, 3ª trim.)
SUBSÍDIO DIDÁTICO 
Professor, [...], ressalte ao aluno que, diferentemente do Antigo Testamento, a maioria dos ídolos do século XXI não é feita por mãos humanas, mas se alimenta dos pensamentos e dos desejos das mentes e dos corações de carne. Os ídolos atuais são invisíveis, pois na maioria das vezes não têm corpo e sangue, nem ferro ou madeira. Os ídolos do século XXI alimentam-se das ambições das pessoas, do desejo desenfreado e egoístico de ter mais e mais. Não há como servir ao Senhor, nosso Deus, e, ao mesmo tempo, a “Mamon”. ). ( Lições CPAD Jovens e Adultos » 2015 » 1º Trimestre ).

2.2 O TOD compromete a percepção
A insubmissão de Mica deixa claro a sua falta de percepção em relação a tudo que determinava os ensinamentos de Moisés. [...]
O portador de TOD sempre enxerga os fatos segundo a sua própria ótica. Negando a aceitar que outros lhe diga o que fazer

Hoje, como nos dias de Mica, todos parecem colocar seus próprios interesses em primeiro lugar. O tempo não mudou a natureza humana.
Muitas pessoas ainda rejeitam o modo de vida prescrito por Deus.
As pessoas do tempo de Mica substituíram a verdadeira adoração. Como resultado, a justiça logo foi substituída por vingança e caos. Ignorar a orientação de Deus levou a confusão e destruição. Quem não se submetesse a Deus acabaria fazendo o que parecesse correto na ocasião. Esta tendência está presente em todos nós. Para sabermos o que é verdadeiramente correto e para termos forças para fazê-lo, precisamos nos aproximar de Deus e da sua Palavra.
(Bíblia de Estudo Cronológica Aplicação pessoal - ARC- CPAD - Pág.412-413).

2.3 A Perda de Limites pelo TOD.
Identificamos em Mica as duas características presentes neste transtorno: 
1- Opositor: quando ele se opõe aos ensinamentos da Palavra de Deus, escolhendo fazer o que parecia bem aos seus olhos.
2 - Desafiador: quando ele desafia Deus construindo uma casa de deuses (Jz 17.5-6).
Mica não teve nenhuma dificuldade de roubar a sua mãe para alcançar seus objetivos (Jz 17.2).

A influencia negativa do ambiente do lar afetou o comportamento de Mica.
MICA E A IDOLATRIA NO SEU LAR
A idolatria reinante na nação ha­via contaminado a casa de Mica; Vejamos:
Roubou sua mãe. Era uma quantia razoável, ou seja, 1.100 pe­ças de prata, e equivalia a 110 vezes o salário anual que Mica ajustara com o sacerdote levita (Jz 17.10).
O mais lamentável ainda, é que, ao devolver o dinheiro o qual furta­ra da mãe, Mica foi elogiado por ela como se fosse abençoado pelo Se­nhor. Além de não repreender o fi­lho pelo roubo, ainda usou o nome de Deus em vão (Êx 20.7). Os pais devem corrigir seus filhos (Pv 10.17; 15.5; 19.18; 22.15). .(Lições Betel, 2011, 3ª trim.)

Da mesma forma a influencia positiva do lar, afetou positivamente o comportamento de Timóteo:
 trazendo à memória a fé não fingida que em ti há, a qual habitou primeiro em tua avó Loide e em tua mãe Eunice, e estou certo de que também habita em ti. ( 2Tm 1.5)
“Eunice - Este nome, que quer dizer ‘vitoriosa’, aparece somente uma vez na Bíblia (2Tm 1.5). Eunice era a mãe de Timóteo, e isso lhe confere certa importância. Ela, e sua mãe Lóide são descritas como mulheres de fé genuína no Senhor, e tinham, aparentemente, incentivado uma fé semelhante na vida do jovem Timóteo. Eunice era uma judia devota, casada com um grego. É improvável que fosse uma fiel cristã antes da primeira visita de Paulo a Derbe e listra, onde vivia, mas tinha evidentemente ensinado, de maneira completa, as Escrituras do Antigo Testamento a Timóteo (2Tm 3.15) [...] (Dicionário Bíblico Wycliffe. CPAD, 2009, p.710).



3. IDENTIFICANDO O TOD
Devido ao avanço da ciência, tem sido cada vez mais fácil a identificação destes sintomas.

3.1 Esperando a aprovação de Deus.
Perdido em suas atitudes, Mica resolve modificar o seu plano de ter um local de adoração familiar. Ao se encontrar com o levita vindo de Belém de Judá (Jz 17.8), propõe que seja seu sacerdote. 
Esperava com isto que Deus o abençoasse e aprovasse sua atitude (Jz 17.13).
Aparentemente, os israelitas não mais sustentavam os sacerdotes e os levitas com seus dízimos, porque muitas pessoas não mais adoravam a Deus. O jovem levita desta história provavelmente deixou sua casa em Belém, porque o dinheiro que estava recebendo do povo da cidade não era suficiente para seu sustento.
Mas a decadência moral de Israel afetou até mesmo os sacerdotes e levitas.
Este homem aceitou dinheiro (Jz 17.10-11), ídolos (Jz 18.20) e posição (Jz 17.12), de uma maneira inconsistente com as leis de Deus. Enquanto Mica revelou o declínio religioso dos israelitas, este sacerdote exemplificou o declínio religioso dos sacerdotes e levitas. 
(Bíblia de Estudo Cronológica Aplicação pessoal - ARC- CPAD - Pág.412-413).

3.2 Rebelião Ministerial ou TOD.
É natural que portadores do TOD se juntem a pessoas com o mesmo problema. A insubmissão, a resistência à autoridade e a agressividade são sintomas identificados nos indivíduos diagnosticados com esse mal.
Com relação à rebelião e atitude de vários obreiros, além dos ensinamentos sobre a possibilidade de serem portadores de TOD, não podemos nos esquecer que o comportamento e atitudes que apresentam são sinais dos últimos dias: 
1 - Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos;
2 - porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos.( 2 Tm 3.1-2)
Nos últimos dias (v.1). Paulo inicia o capítulo três falando a respeito da extrema corrupção dos últimos dias. O termo “últimos dias” não se refere somente ao fim dos tempos escatológicos, mas faz referência ao ataque gnóstico sobre a Igreja. O apóstolo mostra a Timóteo o grande desafio que é permanecer fiel ao Senhor em tempos difíceis, quando os falsos mestres parecem se multiplicar. Ele faz uma lista com as características dos falsos mestres, homens sem Deus. Vejamos algumas:
a) Amantes de si mesmos. São homens que buscam os seus interesses em primeiro lugar, antes de valorizarem os outros e a obra do Senhor. Eles não têm amor, pois o verdadeiro amor “não busca seus interesses” (1Co 13.5).
b) Avarentos. São amantes do dinheiro, fruto do seu egoísmo. Hoje, há falsos obreiros, que só pregam ou fazem a obra de Deus esperando receber bens materiais (1Tm 6.10).
c) Presunçosos, soberbos. São homens cheios de orgulho, de arrogância, que se julgam superiores aos outros. Sabemos que Deus abomina a altivez e que a “soberba precede a ruína” (Pv 6.16,17).
d) Blasfemos. Blasfêmia é ofensa verbal a Deus, porém, ela não se limita às palavras. Jesus ensinou que para a blasfêmia contra o Espírito Santo não haverá perdão (Mt 12.31).
e) Desobedientes a pais e mães e ingratos. São péssimos exemplos na família, pois não honram seus pais e mães (cf. Êx 20.12). São ingratos com Deus, os pais, os amigos, à igreja e todo ministério.
f) Profanos e sem afeto natural. São homens que não sabem amar, por isso não respeitam as coisas sagradas (Lv 19.8,12).
g) Irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes e cruéis. Nunca estão dispostos a perdoar e se reconciliarem. Cometem o crime de calúnia. Nas igrejas, esse crime é ignorado. Raramente se pune um caluniador. Não sabem conter-se, não tem autocontrole, nem domínio próprio. São pessoas impiedosas, desumanas.
Falsa aparência (v.5). Muitos vão à igreja, tem o linguajar de crente, se vestem como crentes, porém suas atitudes não condizem com a Palavra de Deus. Paulo adverte quanto a estes que querem viver apenas de aparência, enganando e sendo enganados. Porém, haverá um dia em que eles terão que prestar contas ao Senhor. Estes podem enganar a liderança e os crentes, mas jamais enganam a Deus. O Senhor conhece aqueles que são seus. ).( Lições CPAD Jovens e Adultos » 2015 » 3º Trimestre ).

3.3 Evitando o Desenvolvimento do TOD.
Infelizmente muitos lares cristãos deixaram a prática do culto doméstico (Dt 11.18-22). Com isto a possibilidade do crescimento de casos de TOD pode aumentar.
Segundo o Pr. Eliezer de Lira e Silva (2004) “A falta de tempo para se refletir na Palavra de Deus, em família, é uma ameaça contra a estabilidade espiritual dos filhos e dos cônjuges. Levemos em conta que os dias atuais são mui difíceis, em virtude de seus perversos ensinos tentarem neutralizar os valores bíblicos e espirituais que devem nortear a casa e a igreja.
O mundo impõe um padrão de conduta que nada tem a ver com o do cristão. É no lar que a criança deve adquirir convicções que a tornem capaz de resistir aos valores deturpados do mundo. Portanto, muito cuidado! Se o culto doméstico e o ensino sistemático da Palavra forem negligenciados pelos pais, a família estará fadada ao fracasso, às vezes, irreversível.”
“O povo de Deus é sábio. Reúne condições de cuidar prioritariamente de sua vida espiritual, pois tem nas mãos a Bíblia, a fonte da sabedoria e das revelações divinas, que ‘o tesouro mais precioso que conquistamos’. A maioria dos crentes pratica o culto doméstico — um exercício espiritual que tantos benefícios têm trazido aos filhos de Deus, à igreja e ao mundo. Sem prolongados comentários, anotemos três das razões que justificam a importância do culto doméstico:
1. É uma obra sagrada. A leitura bíblica e a oração envolvem a todos, tornando o ambiente familiar mais doce. Além disso, contribuem para estruturar a comunhão entre os membros da família... É fator de harmonia. Estabelecer uma convivência digna de Deus, contribuindo para evitar as desavenças e a desunião no lar, pois é um exercício espiritual.
2. Produz despertamento. Estimula os filhos na caminhada com Cristo, por tratar-se de um recurso eficaz que lhe desperta a vocação cristã. Estabelece relação com o futuro dos púlpitos e determina o bem-estar dos filhos nesta vida e na eternidade.
3. Proporciona melhores condições espirituais. Habilita toda a família para servir melhor a Deus e glorificá-lo. Em qualquer situação, mesmo as mais difíceis, as condições espirituais produzem no servo do Senhor a confiança” (...E Fez Deus a Família.CPAD, pp.192,193).



CONCLUSÃO
Muitos cristãos, por sofrerem com o TOD, não conseguem se firmar na Casa do Senhor. Cabe então a cada membro do Corpo de Cristo, com auxílio do Espírito Santo, da Palavra de Deus e desta lição, procurar identificá-los e ajudá-los para que possam ser benção para sua família e para a obra de Deus (1 Co 12.25).


                                                                                                                                                                           


                 


Lição 3 - Tratando de Comportamentos Persistentes de Desobediência


Texto Áureo
E ele disse: Quem és, Senhor? E disse o Senhor: Eu sou Jesus, a quem tu persegues. Duro é para ti recalcitrar contra os aguilhões." (Atos 9.5)

Nesta passagem bíblica muito conhecida, Saulo pensava que estava perseguindo os cristãos, que ao seu modo de ver eram hereges, mas na verdade ele estava perseguindo o próprio Jesus. 
Muitos cristãos fazem como Paulo pelejam contra Deus, pensando estar fazendo a vontade de Deus entram pelo caminho da desobediência.

Enfatize para seu Aluno o significado da palavra recalcitrar.








Verdade Aplicada
Sermos submissos à vontade de Deus é o caminho para uma vida bem-sucedida.


Objetivos da Lição
1 – Apresentar o que é TOD;
2 – Mostrar a quão prejudicial este trantorno pode ser para a vida espiritual;
3 – Ensinar meios para identificar o TOD.


Motivo de Oração
Ore pelas crianças, adolescentes e jovens cristãos do país.



Juízes 17.1,5-7,10
1 – E havia um homem da montanha de Efraim, cujo nome era Mica,
5 – E tinha este homem, Mica, uma casa de deuses; e fez um éfode e terafins, e consagrou a um de seus filhos, para que lhe fosse por sacerdote.
6 – Naqueles dias, não havia rei em Israel; cada qual fazia o que parecia direito aos seus olhos.
7 – E havia um mancebo de Belém de Judá, da tribo de Judá, que era Levita, e peregrinava ali.
10 – Então lhe disse Mica: Fica comigo e sê-me por pai e sacerdote; e cada ano te darei dez moedas de prata, e vestuário, e o teu sustento. E o levita entrou.



ESBOÇO DA LIÇÃO
Introdução
1. Uma Visão Geral do TOD
2. Vida Espiritual Prejudicada pelo TOD
3. Identificando o TOD
Conclusão



INTRODUÇÃO
Como pode alguém ter a intenção de desafiar o Criador ?
Falaremos sobre um comportamento que pode levar o indivíduo a tomar este tipo de atitude.



1. UMA VISÃO GERAL DO TOD
Alguns personagens da bíblia tomaram posição de confronto em relação ao criador.
Nos dias atuais, também não é difícil ver pessoas se posicionando de maneira contraria a Palavra de Deus.
Não devemos ficar escandalizados antes mesmo de averiguar se tal membro não é portador do Transtorno de Oposição Desafiante (TOD).

1.1 TOD nas Crianças.
Toda criança passa por fase de rebeldia, desafiando os pais e as regras estabelecidas.
Atitudes de curiosidade, questionamento e irritabilidade podem ser normais, todavia, se forem constantes, e começar a prejudicar os relacionamentos e o bom desenvolvimento escolar, é necessário atenção maior.

Desobediência e TOD
Mayara Gaiato
https://mayragaiato.com.br/

1.2 Adolescentes Indesejados.                     
O Transtorno de Oposição Desafiante, se não for cuidado na infância, invadirá a adolescência, tornando este momento da criação e educação muito mais difícil.

1.3 Adultos Perigosos.
Se não tratar do TOD durante a infância e adolescência, o indivíduo poderá se tornar um adulto que sofrerá com o mesmo distúrbio.
O TOD pode evoluir para um distúrbio de perturbação da conduta chamado também de TC (Transtorno de Conduta).



2. VIDA ESPIRITUAL PREJUDICADA PELO TOD
O capítulo 17 de Juízes relata acerca de um homem chamado Mica.

2.1 A Escolha de Mica.
Mica, ao invés de escolher andar segundo os ensinamentos de Moisés, escolheu se levantar contra tudo o que havia aprendido acerca do Criador.
Na época o povo de Israel vivia em um ambiente de práticas religiosas corrompidas, facilitando esta escolha de Mica.

Mica e sua mãe pareciam ser bons e morais, e podem ter desejado sinceramente adorar a Deus, mas o desobedeceram seguindo seus próprios desejos em vez de fazerem aquilo que Deus queria. A atitude que prevalecia nos dias de Mica era esta : "Cada qual fazia o que parecia direito aos seus olhos" (Jz 17.6). Isto é notavelmente similar às atitudes que prevalecem hoje. Mas deus nos deu padrões. Ele não deixou nossa conduta sujeita às nossas próprias opiniões.
Nós podemos evitar a conformidade com os baixos padrões da sociedade levando a sério as instruções de Deus e aplicando-as à vida.
A independência e a autoconfiança são características positivas, mas somente dentro dos padrões de Deus.
(Bíblia de Estudo Cronológica Aplicação pessoal - ARC- CPAD - Pág.412-413)

2.2 O TOD compromete a percepção
A insubmissão de Mica deixa claro sua falta de percepção em relação a tudo que determinava os ensinamentos de Moisés.
O portador de TOD sempre enxerga os fatos segundo sua própria ótica, negando-se a aceitar que outros lhe digam o que fazer.

Hoje, como nos dias de Mica, todos parecem colocar seus próprios interesses em primeiro lugar. O tempo não mudou a natureza humana.
Muitas pessoas ainda rejeitam o modo de vida prescrito por Deus.
As pessoas do tempo de Mica substituíram a verdadeira adoração. Como resultado, a justiça logo foi substituída por vingança e caos. Ignorar a orientação de Deus levou a confusão e destruição. Quem não se submetesse a Deus acabaria fazendo o que parecesse correto na ocasião. Esta tendência está presente em todos nós. Para sabermos o que é verdadeiramente correto e para termos forças para fazê-lo, precisamos nos aproximar de Deus e da sua Palavra.
(Bíblia de Estudo Cronológica Aplicação pessoal - ARC- CPAD - Pág.412-413).
Enfatize para seu aluno o seguinte : Quer trabalhar para Deus ? trabalhe dentro da Palavra de Deus, tudo o que fizermos para Deus será provado pelo fogo (1Co 3.13).
Duas maneiras seguras de destruir uma edificação são adulterar a fundação ou construir com materiais inferiores. A Igreja deve ser edificada sobre Cristo, não sobre qualquer pessoa ou princípio. Cristo avaliará a contribuição de cada pessoa para a vida da igreja, e o dia do juízo revelará a verdade do trabalho de cada pessoa.
Deus determinará se uma pessoa foi ou não fiel às instruções de Jesus. O trabalho bom sera recompensado; o trabalho infiel ou inferior será descartado. Alguns entendem que o versículo que diz : "Se a obra de alguém se queimar, sofrerá detrimento; mas o tal será salvo, todavia como pelo fogo", quer dizer que os trabalhadores infiéis serão salvos, mas por um triz. Suas realizações não valerão de nada. (Bíblia de Estudo Cronológica Aplicação pessoal - ARC- CPAD - Pág.412-413). No caso específico de Mica, a situação estava mais complicada, visto que Mica, fez um obra sem submeter a vontade de Deus, fez um altar sem atentar para as leis de Deus, perigosamente, foi para o caminho da apostasia. É perigoso quando o crente entra no caminho da apostasia, isso pode implicar em sua condenação eterna.
Infelizmente muitos crentes, tem entrado no caminho da apostasia, vivendo uma vida religiosa dentro da igreja, pensando estar agradando a Deus e estão cada vez mais longe dos caminhos do Pai, peregrinando na cegueira espiritual.

2.3 A Perda de Limites pelo TOD.
Identificamos em Mica as duas características presentes neste transtorno: 
1- Opositor: quando ele se opõe aos ensinamentos da Palavra de Deus, escolhendo fazer o que parecia bem aos seus olhos.
2 - Desafiador: quando ele desafia Deus construindo uma casa de deuses (Jz 17.5-6).
Mica não teve nenhuma dificuldade de roubar a sua mãe para alcançar seus objetivos (Jz 17.2).



3. IDENTIFICANDO O TOD
Devido ao avanço da ciência, tem sido cada vez mais fácil a identificação destes sintomas.

3.1 Esperando a aprovação de Deus.
Perdido em suas atitudes, Mica resolve modificar o seu plano de ter um local de adoração familiar.
Ao se encontrar com o levita vindo de Belém de Judá (Jz 17.8), propõe que seja seu sacerdote. 
Esperava com isto que Deus o abençoasse e aprovasse sua atitude (Jz 17.13) .

Aparentemente, os israelitas não mais sustentavam os sacerdotes e os levitas com seus dízimos, porque muitas pessoas não mais adoravam a Deus. O jovem levita desta história provavelmente deixou sua casa em Belém, porque o dinheiro que estava recebendo do povo da cidade não era suficiente para seu sustento.
Mas a decadência moral de Israel afetou até mesmo os sacerdotes e levitas.
Este homem aceitou dinheiro (Jz 17.10-11), ídolos (Jz 18.20) e posição (Jz 17.12), de uma maneira inconsistente com as leis de Deus. Enquanto Mica revelou o declínio religioso dos israelitas, este sacerdote exemplificou o declínio religioso dos sacerdotes e levitas. 
(Bíblia de Estudo Cronológica Aplicação pessoal - ARC- CPAD - Pág.412-413)
E nos dias atuais será que não acontece isso ? quantos e quantos estão fazendo como o Levita diante de Mica, aceitando cargos ministeriais por dinheiro, fechando os olhos para a apostasia que vem entrando sutilmente nas Igrejas, fechando os olhos para mudanças que estão ferindo as Sagradas Escrituras. Estariam estes com as mesmas características de Mica presente no Transtorno de Oposição Desafiante (TOD) ? claro que sim, visto que estão desobedecendo e sendo opositores e desafiadores de Deus quando seguem seus próprios desejos em vez de fazerem aquilo que Deus quer.  Reflita isso com seus alunos ? Ensine seu aluno a não se vender como fez o Levita ! De que adianta ter um cargo eclesiástico REPROVADO por DEUS !

3.2 Rebelião Ministerial ou TOD.
É natural que portadores do TOD se juntem a pessoas com o mesmo problema. O Levita do mesmo modo que Mica teve um comportamento opositor desafiante, o comentarista colocou muito bem esta questão, o que as vezes estamos vendo como rebeldia ministerial pode ser lampejos deste transtorno terrível.
A insubmissão, a resistência à autoridade e a agressividade são sintomas identificados nos indivíduos diagnosticados com esse mal.

3.3 Evitando o Desenvolvimento do TOD.
Infelizmente muitos lares cristãos deixaram a prática do culto doméstico (Dt 11.18-22). Com isto a possibilidade do crescimento de casos de TOD pode aumentar.



CONCLUSÃO
Muitos cristãos, por sofrerem com o TOD, não conseguem se firmar na Casa do Senhor. Cabe então a cada membro do Corpo de Cristo, com auxílio do Espírito Santo, da Palavra de Deus e desta lição, procurar identificá-los e ajudá-los para que possam ser benção para sua família e para a obra de Deus (1 Co 12.25).



Bibliografia

[1] Bíblia de Estudo Cronológica Aplicação Pessoal - CPAD - ARC
Biblia de estudo pentecostal, Almeida revista e corrigida, Rio de Janeiro, CPAD
Bíblia do Culto - Editora Betel
Revista EBD Betel Dominical Professor - 1 trimestre 2019, ano 29, número 110 - Editora Betel
PAE - Plano de Aula Expositiva - Auxílio EBD - http://editorabetel.com.br/auxilio/beteldominical/

                              AGORA VAMOS A VÍDEO AULA SOBRE ESTA LIÇÃO.  TENHA BOM ESTUDO !                             






                                                                                                                                                                              
[     

Estimado Professor, segue abaixo o material de apoio para nossos estudos !

Vamos refletir um pouco sobre MICA de Juízes 17, segue o link abaixo :
Clique Aqui - Reflexão Templo de Mica (Vale a Pena Refletir)


Mica - Juízes 17
Sociedade Marcada Pela Religiosidade
Rev. Fábio de Jesus Caetano (IPB)
                                                   
                                                                                                                                                                              


Nenhum comentário:

Postar um comentário